Facebook

Quais são os formatos de anúncio do Facebook e Instagram?

Spread the love

Formato Facebook Instagram Ads

Na hora de fazer um anúncio no Facebook Ads, é extremamente importante, isso no caso de você se importar de verdade com a qualidade da apresentação, que você saiba as especificações de como otimizar cada tipo de anúncio nessas redes sociais. Felizmente, aqui você encontra o passo a passo detalhado.

Quais são os formatos do Facebook Ads?

Guia de Tamanhos Facebook

Anúncios no Feed

Este é o principal meio de divulgação de notícias, anúncios e informação em geral. Todos os anunciantes lutam frequentemente por espaço no feed de notícias dos usuários do Facebook. Aqui, o anúncio pode ser feito em imagem ou vídeo e podem ser vistos em computadores e também em dispositivos móveis.

Guia de Formatação da Imagem

  • A recomendação das dimensões da imagem são é de fazê-la com 1200 x 628 pixels.
  • O mínimo de altura e largura é de 600 pixels.
  • O que é recomendado quanto à proporção é entre 9:16 e 16: 9 (ou 1,91: 1 com link)
  • Formatos de imagem recomendados são JPG e PNG.
  • Uma Imagem que tenha mais que 20% de texto aumenta a chance da entrega ser reduzida.

Limite de Caracteres

  • Texto: 215 caracteres
  • Título: 25 caracteres.
  • Descrição do link: 30 caracteres.

Anúncios de vídeo de feeds do Facebook

A importância dos vídeos nos anúncios é notável. Estamos em uma época onde se prefere assistir a ler. Além disso, com o passar do tempo a tecnologia encontra cada vez mais usuários, o que aumenta as visualizações de conteúdo drasticamente. Os posts de vídeo aumentam todo ano. Nos EUA, a audiência de vídeos chegou a 8 bilhões de visualizações diárias. Muitas empresas resolveram mudar seu foco nos anúncios para vídeos.

Guia de formatação de vídeo

  • O recomendado é colocar o vídeo com a maior resolução que você tiver.
  • Dimensões mínimas 600 x 315 (paisagem 1,9: 1) ou 600 x 600 (quadrada).
  • Os formatos de vídeo recomendados são .MP4 e .MOV
  • O tamanho máximo do vídeo é de 4 GBs
  • A duração máxima que o vídeo pode ter é de 240 minutos
  • A proporção recomendada é entre 9:16 a 16: 9 (Horizontal: 16: 9, Quadrado: 1: 1, Vertical: 4: 5 ou 2: 3 e Retrato Completo: 9:16).

Limites de Caracteres

  • Texto: 125 caracteres.
  • Título: 25 caracteres.
  • Descrição do link: 30 caracteres.

Anúncios no carrossel do Facebook

Para os varejistas, é ideal mostrar diversas tonalidades, proporção e outros detalhes importantes sobre o produto para assim convencer os usuários a comprarem. Os anúncios de carrossel no Facebook são uma maneira excelente de apresentar sua marca com muitas imagens ou até mesmo vídeos. Este formato funciona para vídeo e imagem em todos os posicionamentos de anúncios no Carrossel. Por fim, existem 6 tipos diferentes de anúncios de Carrossel:

  • Anúncio de imagem em carrossel
  • Feed do Facebook
  • Coluna da direita do Facebook
  • Artigos instantâneos do Facebook
  • Facebook Marketplace
  • Facebook Audience Network Nativo, banner e intersticial
  • Home Messenger

Para nossa felicidade, há poucas variações entre cada um dos tipos de anúncio no Carrossel seja em anúncios de vídeo ou gráficos. Seguem aqui as diretrizes:

Guia para Imagem

  • Largura e altura mínima de 600 pixels ( 254 x 133 pixels no messenger home)
  • Pelo menos 2 cartões e até de 10 cartões por anúncio no carrossel.
  • Proporção recomendada é de 1: 1.
  • Máximo de tamanho do arquivo de imagem é de 30MB.
  • As extensões de arquivos de imagem que são recomendados são JPG e PNG.
  • Uma Imagem que tenha mais que 20% de texto aumenta a chance da entrega ser reduzida.

Diretrizes de vídeo

  • A resolução recomendada é de no mínimo 1080 x 1080.
  • Mínimo de 2 cartões e máximo de 10 cartões por anúncio no carrossel.
  • Formatos de vídeo recomendados são .MP4 e .MOV.
  • O tamanho máximo do arquivo de vídeo é de 4 GB.
  • A duração máxima do vídeo é de 240 minutos.
  • Uma Imagem que tenha mais que 20% de texto aumenta a chance da entrega ser reduzida.

Limites de Caracteres

  • Texto: 125 caracteres.
  • Título: 40 caracteres.
  • Descrição do link: 20 caracteres (opcional em artigos instantâneos).

Anúncios da Coluna Direita do Facebook

Este é o anúncio com o mais caro custo por clique dentre os anúncios do Facebook. São aqueles anúncios fotográficos que ficam na coluna da direita, com diz o próprio nome.

Diretrizes de Imagem

  • As dimensões recomendadas da imagem são de 1200 x 628 pixels.
  • Largura e altura mínimas de 600 pixels.
  • Proporção recomendada é entre 9:16 e 16: 9, mas corta para 1,91: 1 com link.
  • Formatos de imagem recomendados são JPG e PNG.
  • Uma Imagem que tenha mais que 20% de texto aumenta a chance da entrega ser reduzida.

Limites de Caracteres

  • Texto: 215 caracteres
  • Título: 25 caracteres.
  • Descrição do link: 30 caracteres.

Anúncios em vídeo in-stream no Facebook

Sabe quando você está assistindo um vídeo no Facebook e é interrompido por outro vídeo? Pois é, estes são os anúncios em vídeo in-stream do Facebook. Esse tipo de anúncio é diferente dos anúncios comuns de feed. São vídeos com duração de 5 a 15 segundos e são visualizados por inteiro 70% das vezes. Vídeos que são rápidos e de fácil entendimento são os melhores quando empresas pretendem chamar a atenção dos usuários com com interações menores.

Diretrizes de vídeo

  • Recomendado para carregar o vídeo de resolução mais alta possível.
  • A relação de aspecto recomendada é de 16: 9 (a proporção cai entre 9:16 e 16: 9).
  • Formatos de vídeo recomendados são .MP4 e .MOV.
  • O tamanho máximo do arquivo de vídeo é de 4 GB.
  • A duração do vídeo é de 5 a 15 segundos.
  • Altamente recomendado para incluir som de vídeo.
  • Uma Imagem que tenha mais que 20% de texto aumenta a chance da entrega ser reduzida.

Limites de Caracteres

  • Texto: 125 caracteres.
  • Título: 25 caracteres.
  • Descrição do link: 30 caracteres.

E quais são os formatos dos anúncios do Instagram?

Guia de Tamanhos Instagram

Imagem em formato de paisagem: 1200 x 628

As imagens de paisagens acabam sendo tipicamente mais amplas e por isso e não ocupam o espaço completo do quadrado tradicional das imagens da rede.

Guia de Imagens de Paisagem

  • O tamanho é de 1200 x 628 pixels.
  • A melhor proporção é de 1,91:1.
  • As extensões devem ser PNG ou JPG
  • O arquivo de imagem deve ter no máximo 30MB
  • Legendas tem máximo de 2.200 caracteres, mas o recomendado é 125

Imagem quadrada do Instagram: 1080 x 1080

Este é um pouco mais tradicional. Mais comumente utilizadas para imagens em estilo de retrato.

Guia de imagens quadradas

  • O tamanho do anúncio de imagem quadrado do Instagram é de 1080 x 1080 pixels.
  • A proporção adequada é de 1: 1.

Instagram Imagem Vertical

Provavelmente o estilo de foto mais popular do Instagram. Muito provavelmente porque é o estilo de foto predefinido e de longe o mais utilizado.

Guia de imagem vertical

  • mínimo de 600 x 750 pixels (resolução máxima de 1936 x 1936 pixels).
  • A melhor proporção  é  4: 5.

Tamanhos de anúncios em vídeo do Instagram

Cerca de 25% dos anúncios do Instagram são vídeos únicos. Como dito anteriormente, estamos em uma época onde pessoas preferem assistir a ler.

Infelizmente, vídeos no Instagram podem ser um pouco mais complicados, mas ainda bem que estamos aqui para dar o passo a passo.

Vídeo de paisagem

Este tipo de vídeo permite uma abordagem mais cinematográfica. Especialmente quando quem está vendo o vídeo o faz de um tablet ou celular.

Guia para vídeos de paisagem

  • 600 x 315 pixels (mínimo).
  • A proporção correta é de 1: 91: 1.
  • As extensões da recomendação são MP4 e MOV.
  • O tamanho máximo do arquivo é de 4 GB
  • O vídeo não pode ter mais de 60 segundos
  • O máximo são 30 quadros por segundo
  • Instagram Square: 600 x 600 (Resolução Mínima)
  • Não há muita mudança em formato quadrado, mas cheque se algo foi cortado

Instagram vídeo quadrado

  • 600 x 600 pixels (mínimo).
  • A proporção correta é de 1: 1.
  • As extensões da recomendação são MP4 e MOV.
  • Vídeo vertical: 600 x 750 (mínimo)
  • Não há muita mudança em formato quadrado, mas cheque se algo foi cortado

Anúncio de vídeo vertical

  • Vídeo vertical 600 x 750 pixels (mínimo).
  • A proporção correta é de 4: 5.

Tamanhos de anúncios do Instagram Stories

  • Instagram Stories Image Ad: 1080 x 1920

Tamanhos do anúncio de carrossel do Instagram

Os anúncios de carrossel que o Facebook implementou agora também são exibidos no Instagram. Tais anúncios viabilizam a exposiçã de várias imagens em um único anúncio.

Guia de imagens de Carrossel

  • O tamanho é de 1080 x 1080 pixels.
  • A melhor proporção é de 1: 1.
  • As extensões tem que ser JPG ou PNG.
  • O tamanho máximo do arquivo é de 30MB
  • O mínimo de 2 e máximo de 10 imagens

Guia de vídeos de Carrossel

  • O tamanho é de 600×600 pixels (mínimo) e 1080×1080 (máximo).
  • A melhor proporção é de 1: 1.
  • A extensão tem que ser MP4
  • O tamanho máximo de cada arquivo é de 4GBs
  • A duração máxima é de 60 segundos
  • De 2 a 10 vídeos por anúncio

Como aumentar o engajamento do público no Facebook?

Spread the love

Facebook é responsável por mais de 1.5 bilhão de acessos diários em todos os países. Mas como aumentar o engajamento do público no Facebook?

Mas antes de falarmos sobre as formas de engajamento, vamos falar primeiro o que é engajamento.

Engajamento seria:

  • Aumento dos comentários nas atualizações
  • Aumento de likes nas publicações
  • Aumento de conteúdos compartilhados
  • Vista dos posts e vídeos
  • Clicar nos links apresentados
  • Conversão em vendas

Agora vamos dar algumas dicas importantes sobre como aumentar o engajamento no Facebook.

1.   Celebre os feriados 

Como aumentar o engajamento do Facebook? Aumente também a relevância. Se seu post é relevante as pessoas irão se engajar com ele.

Pegue os maiores feriados e sempre faça um post sobre eles. Existem também algumas datas comemorativas que não são bem feriados, mas que podem ser aproveitadas como se o fossem.

Veja aqui quais são os principais e os secundários. Aproveitar cada oportunidade que se tem de interação é uma forma única de manter o engajamento.

2.   Comece um grupo no Facebook

Uma página é diferente de um grupo, pois a primeira é mais pessoal e os clientes não interagem com tanta frequência. Em um grupo, não. Você tem interação direta com bastante frequência e muito envolvimento.

Vamos dizer que seu negócio seja marketing digital. Você pode manter uma página de onde sairão alguns informativos, como também pode manter um grupo sobre o tema marketing digital.

Ambas são formas diferentes de se aumentar o envolvimento nas postagens. E quando o grupo é grande, muitas oportunidades podem sair dali.

3.   Faça quizzes e questionários úteis

Para aumentar o nível de compromisso dos leads com sua página, faça quizzes (jogo de perguntas e respostas). Assim você interage com o público de uma forma divertida e é também uma maneira de como aumentar o engajamento.

Através desses quizzes você pode ainda descobrir novidades sobre seus leads que você não fazia noção.

Por exemplo:

  • O que vocês vão fazer no feriado?
  • O que vocês pensam sobre os eventos atuais das notícias?
  • O que vocês acham da nossa página?

Você pode usar as datas comemorativas para fazer estes quizzes e assim achar uma forma de como aumentar o engajamento.

4.   Agende suas novidades da forma correta

Para saber qual é a forma correta, basta olhar o Facebook Insights e observar o movimento dos seus consumidores. Essa é uma ferramenta super útil para quem está querendo agendar seus posts em uma data certa.

Por quê? Porque você fica sabendo exatamente quem é o seu público, do que ele mais gosta, que horários são os melhores para postagens e por aí vai.

Mas existem dias e horas que são mais propícias para o maior envolvimento do público no Fabebook que são:

Melhores dias:

  • quinta-feira
  • sexta
  • sábado
  • domingo

Melhores Horas do dia:

  • 9 am
  • 1 pm
  • 3 pm

Mas se você quer ter mais certeza, então olhe o Facebook Insights.

5.   Conte histórias intrigantes

Os seres humanos adoram histórias e isso é uma forma de como aumentar o engajamento. Histórias unem pessoas, corporações e envolvem bastante.

Storytelling é uma prática muito comum na internet e tem o condão de engajar muito a quem estiver lendo.

Conte histórias de superação, de produtividade, de motivação e verá seus leads se envolverem bastante.

6.   Faça uso de muitos vídeos

Assim como no Instagram, o Facebook é uma ótima plataforma para se publicar vídeos e de como aumentar o engajamento usando-os.

Vídeos são interativos e trazem um quê de que a história contada neles deve valer a pena. E as pessoas interagem melhor com os vídeos do que com fotos e texto.

7.   Confie na frequência correta

Quando você posta no horário certo todos os dias que estão marcados para postagem, você cria um quê de expectativa nos seus leitores.

Eles ficam esperando a novidade mais interessante que você venha a postar. Como dissemos antes, vídeos são mais interativos, por isso faça bom uso deles.

Imagens também não ficam atrás, por isso use as imagens corretas no momento certo.

Faça posts em horários considerados nobres, pois eles são chamados horários de pico não por acaso.

8.   Responda ao máximo os comentários

Responder os comentários é uma questão de respeito para com o prospect. Se ele quer saber alguma coisa sobre o seu produto ou serviço, então você tem que estar a postos.

Se você der uma resposta que cativa, você acaba de ganhar um cliente. Isso também vale para comentários não tão positivos. O ideal é não perder a cabeça com esse tipo de comentário.

Dúvidas sobre o seu produto ou serviço, dúvidas sobre a empresa e seus procedimentos de vendas, dúvidas sobre formas de pagamento…

Se você responde de uma forma correta essa é uma maneira de como aumentar o engajamento e demonstra profissionalismo e bom atendimento.

9.   Criar conteúdo divertido e que envolva bem

Conteúdos divertidos chamam mais atenção que conteúdos triviais de notícias e afins. Usar do humor para atingir as pessoas é uma ferramenta chave para o sucesso nas postagens. E isso favorece as vendas.

Dependendo do negócio, o humor deve vir em uma certa dose, mas em geral ser engraçado também mostra descontração e personalidade empresarial.

10.   Mostre o making off da sua empresa

Mostrar os bastidores te causa confiança. As pessoas são curiosas em saber os bastidores desta ou daquela empresa.

Utilize isso a seu favor sempre que possível e atraia mais leads para o seu universo. Se houver algum acontecimento especial como uma festa, data comemorativa, é bom sempre compartilhar.

Afinal de contas, os seus clientes e prospects também fazem parte da sua empresa.

11.    Utilize muito da prova social

A prova social é o momento em que você posta fotos e vídeos de pessoas usando seus produtos.

Essa é uma maneira de como aumentar o engajamento nesta rede social de forma efetiva. Porque as pessoas olhando outras que também usam seus produtos, ficam mais confiantes e passam a querer usar também.

12.   Crie promoções e descontos especiais

Quando você cria descontos e promoções as pessoas se interessam o bastante para comprarem de você.

E promoção e desconto são palavras mágicas que ajudam e impulsionam as vendas (e isso é uma forma de interação).

13.  Use conteúdos condizentes

Mantenha-se sempre atualizado sobre tudo que ocorre aqui no Brasil e lá fora para que possa passar esta informação em primeira mão para os seus clientes.

Se quer se manter mais atualizado você pode utilizar de aplicativos de notícias ou da própria internet.

14.  Faça lives variando com o seu conteúdo

As lives mostram presença e vídeos live são uma forma de interação mais atrativa porque as pessoas podem conhecer você e interagir com a sua ideia.

Você pode com elas aumentar o alcance como também é uma forma de como aumentar o engajamento.

15.   Consistência é uma parte fundamental

Quem lida com conteúdos é preciso que tenha consistência. Se você tiver todo o conhecimento do mundo, mas não souber como usá-lo, de nada valerá o seu esforço.

Manter a consistência é manter o padrão dos conteúdos e as postagens que devem seguir um contexto.

Manter a consistência é estar a par do que pode ou não melhorar a sua página utilizando sempre em prol dos seus clientes. É fazer as atualizações pensando neles.

16.   Tenha foco e analise resultados

As métricas do Facebook estão aí para quaisquer pessoas analisarem. É sempre bom manter um olho nas métricas para não acabar tendo que refazer as táticas por falta de engajamento.

Por isso, o foco é primordial. Ter uma página no Facebook é uma alta responsabilidade para com os clientes que buscam por novidades e informações pertinentes.

Por isso é superimportante investir em conteúdos de qualidade sempre olhando as métricas e não perder o foco.

17.   Desenvolva conteúdos breves, objetivos

As pessoas geralmente dão uma olhadinha rápida e o que lhes chamar mais atenção é o que elas verão.

Desta forma quanto mais sucinto e objetivo for o conteúdo, você estará respeitando o tempo do seu lead.

Você sabia que textos de 100-150 caracteres geram 60% maior engajamento que posts longos demais?

Pois bem, isso é uma prova de que as pessoas gostam do que é mais rápido e prático.

Como vender mais usando LinkedIn e Facebook?

Spread the love

O Facebook é a maior rede social com mais de 1 bilhão de acessos ao dia. Já o LinkedIn se aproxima dos 500 milhões de usuários. Como vender mais usando essas duas redes, você sabe?

É possível utilizar essas mídias para que seus clientes possam acompanhar as tendências, como também novidades de sua marca e fazer com que eles se aproximem de seus produtos e serviços. No caso do Facebook é possível até comprar diretamente pela plataforma.

Perguntas pertinentes sobre seus clientes

Você sabe definir a “buyer persona”, ou seja, o perfil ideal do seu comprador ? Algumas perguntas podem ajudar nessa tarefa.

  • Por que essa pessoa comprou de mim?
  • Que produto ele ou ela compra com recorrência ?
  • Quais são as páginas que meu cliente curte?
  • Quais são seus dados demográficos?
  • Que padrões de comportamento você observa nesse cliente?

Fazendo estas perguntas cruciais você vai esmiuçar e analisar os sinais dos clientes. Desta forma saberá o real motivo das vendas. Se você vende produtos de beleza e seu consumidor recentemente comprou um shampoo e um condicionador profissional, então deve considerar o tempo que ele leva para comprar um novo shampoo e condicionador com as mesmas características, ticket médio.

Como vender mais pelo Facebook?

  • Aprender mais sobre o seu público alvo: Entender quem é a sua persona é essencial para definição do target nas ferramentas.  Por exemplo, quais páginas seu público curte com mais frequência ? Explore todos os sinais possíveis para definir uma segmentação assertiva e dessa forma economizar orçamento na hora de divulgar seus anúncios.
  • Investir em linguagem humana: quando você investe em comunicação humanizada você conquista o engajamento do seu público. Não é preciso superproduções para transmitir um conteúdo genuinamente preparado para ajudar o seu cliente.
  • Acompanhe as métricas: Fique atendo ao que gera conversões, especialmente se seu orçamento é limitado.  Comece suas campanhas o mais abrangente que seu orçamento permitir e então reduza para as campanhas e ações que estão gerando melhores resultados.

Como vender mais pelo LinkedIn?

O LinkedIn é a maior rede profissional do mundo com possibilidades infinitas de negócios. Por isso:

  • Trace o perfil das pessoas que te seguem
  • Crie um grupo interessado
  • Seja ativo na aba perguntas e respostas
  • Acompanhe as métricas
  • Tenha uma rede de conexões importante

Uma das formas de utilizar o LinkedIn para aumentar suas vendas é atrair boas conexões, mantendo o seu perfil atualizado. Mas apenas isso não basta, é extremamente importante para a sua empresa fazer uso de conteúdos valiosos para seus leads para atrair consumidores em potencial.   O Linkedin conta com ferramentas voltadas para Social Selling como o Sales Navigator, como também soluções de marketing semelhantes ao Facebook For Business.  As soluções vão desde de impulsionamento de posts, criação de anúncios com foco em geração de tráfego para uma página de destino, como também Lead Generation.

Estimulando a conversa com o prospect

Fale sempre sobre assuntos mais novos, mantendo-se informado sobre tudo que acontece dentro de sua área de atuação. Mantenha a frequência de suas postagens para estimular o engajamento de sua audiência.

Evite usar os grupos para fazer propaganda, além de ineficiente o “spam” cria uma imagem negativa da empresa.

Ficar antenado no melhor momento para contatar um prospecto é também interessante. No LinkedIn, por exemplo, você tem como saber o momento exato pelas atualizações de perfil.   Aproveite as deixas como: mudança de emprego ou cargo, que indiquem que o prospect está iniciando um projeto, para o qual você acredita poder contribuir e então inicie uma conversa.

Uma coisa nós já falamos e que é crucial é humanizar seus contratos, tratá-los de forma individualizadas, considerando as particularidades de sua personalidade. Fazendo isso você se aproxima cada vez mais dos clientes em potencial e isso facilita as conversões.  Não pense em seu prospect em social selling como um número, mas como um individuo.

Cross-Selling v.s Upselling

Antes de falarmos sobre estas técnicas vamos primeiro dizer o que são.

  • Cross-Selling: ocorre quando consumidores complementam uma venda que eles tinham feito. Um exemplo disso seria encorajar o consumidor que acabou de comprar uma geladeira, a comprar também uma proteção para ela (seguro).
  • Upselling: quando você oferece ao que ele está comprando algo de maior valor agregado. Um exemplo disso seria ele comprar um criado mudo e você vender a mais um quarto inteiro.

Ambas as técnicas são boas e podem ser usadas em rede sociais assim como produtos digitais e produtos físicos.

Quando você tem um produto físico e oferece na compra dele 10% por cento de desconto em um complemento, cross-selling está se afirmando.

Relembre antigos compradores do porquê eles compraram de você

O que tem a sua empresa, produto, serviço que fazem com que você se destaque?

Por que seus consumidores escolheram você em especial? Clientes antigos têm um senso de lealdade embutido neles.

Usando remarketing para aprender como vender mais

O Remarketing é a melhor opção em termos de automação de vendas. Ela vai dar um boost no seu Upselling.

Mesmo que você tenha ainda que configurar e monitorar sua campanha, você ainda assim verá os resultados chegarem. As campanhas com remarketing são insanamente mais fáceis e eficientes. E é só configurar as campanhas na sua rede social favorita e ficará mais fácil captar clientes antigos e novos.

Utilize as campanhas de re-marketing para estimular o UP-selling de seus produtos e serviços.  Confira no vídeo abaixo algumas dicas de re-marketing.

Incentive consumidores com ofertas personalizadas

Atrair os possíveis compradores através de conteúdos valiosos se tornou a nova máxima da internet mundial.  Mas nem só de conteúdo vive o homem.  Com a experiência do dia-a-dia e descobrindo cada vez mais sobre as preferencias do seu público, fica cada vez mais fácil entender quais são suas dores e reais necessidades.

Utilize essas descobertas para incentivar seus consumidores a realizar ações mais objetivas de compra, com ofertas personalizadas. O que isso quer dizer?

Não entupa seu prospect com ofertas, mas isso não significa não ofertar nada.  Muitas pequenas empresas desperdiçam oportunidades de venda simplesmente por não fazerem uma ofertas para os seus prospects.  Você conhece bem o perfil do seu comprador, certo ?    Então, além de atraí-lo, aproveite para, entre um conteúdo e outro, oferecer um produto ou serviço que você tem certeza que vai fazer a diferença e agregar valor na vida dele.

 

Anúncios em Carrossel no Facebook: Aumente suas conversões!

Spread the love

Anúncios em Carrossel do Facebook Aumente suas conversõesCom anúncios usando Gifs, Videos, Slideshow, Canvas e outros tipos de animações no Facebook, a atenção do usuário está cada vez mais voltada para imagens em movimento, quanto mais interativo melhor.

Olhar uma imagem parada não é igual a algo em movimento, e estatísticas comprovam isso. Em junho de 2017 a quantidade de visualizações em vídeos no Facebook aumentou em 258% em apenas um ano.

Se você quer oferecer uma experiência mais interativa e atraente para seus usuários o grande segredo são os Carousel Ads. Também conhecidos como propagandas “Carrossel” no Facebook Ads.

Parece ser algo maravilhoso para E-Commerce e similares não é mesmo? Mas as lojas físicas também estão criando experiências novas com as propagandas Carrosel e ela pode se adequar à várias estratégias de Marketing.

O que são as propagandas Carrossel afinal?


Os anúncios de Carrossel no Facebook são diferentes porque são interativos e deixam você mostrar até 10 imagens diferentes em apenas um anúncio. Eles são eficientes porque chamam mais a atenção do usuário e criam o interesse dele de interagir.  Além disso, como eles usam várias imagens, você pode demonstrar mais produtos em um único anúncio.

A possibilidade de colocar várias imagens diferentes e vários calls-to-action que acabam em landing pages diferente, esse é o potencial do Carrossel Ads que nenhum outro tipo de anúncio possibilita.

Outra estatísticas desse tipo de anúncio é que eles tem um custo de 30-50% menor por conversão e 20-30% menor por click. Ou seja, tem muito mais potencial e exposição e custam menos.

Como fazer um anúncio Carrossel no Facebook?

Primeiro vamos falar dos aspectos técnicos para os criadores não errarem a mão na hora de fazer o conteúdo. As especificidades técnicas são o seguinte:

  • Tamanho da imagem/thumbnail: 1,080 x 1,080 pixels
  • Apect Radio do Vídeo: 1:1 (quadrado)
  • Texto: 125 caracteres
  • Título: 40 caracteres
  • Descrição do Link: 20 caracteres
  • Número de Cartões: 2-10
  • Tamanho da imagem: 30MB
  • Tamanho do vídeo: 4GB
  • Duração do vídeo: Até 240 minutos

Pronto, com isso fora do caminho agora podemos falar do aspecto mais subjetivo de marketing, como fazer um anúncio que vai gerar resultados.

Lembrando que a opção de fazer o formato Carrossel aparece na hora de construir seu anúncio no Facebook.

Carrossel Ads

Selecionamos aqui algumas dicas para fazer com que eles gerem muito mais resultados para sua empresa:

  1. Enquanto as imagens são móveis, o texto do Carrossel não é. Então o texto sempre precisa ter relação com as imagens. Se você estiver apenas vendendo um produto, fale dele, mas se você estiver vendendo uma linha inteira, utilize um texto que faça sentido em combinação com todas as imagens.
  2. Você sempre pode reorganizar a ordem que as imagens/cartas aparecem no seu anúncio, antes e depois do anúncio ir ao ar. Depois de verificar um pouco qual imagem recebe mais cliques, é uma boa ideia colocar ela como primeira no Carrossel para gerar mais resultados.
  3. Você pode fazer um botão de Call-to-Action para cada cartão ou se livrar totalmente dele e apenas colocar textos em cada um. Tudo depende da sua estratégia. Se sua loja for física e não vender online, talvez colocar “visite nossa loja e ganhe um brinde” valha mais a pena do que um botão para visitar o site.

O que ter em mente na hora de fazer um Carrossel?

Costumam se dividir os objetivos do Carrossel em 7 tipos diferentes – alcance, visibilidade de marca, tráfego, instalar apps, geração de leads, conversões e catálogo de compras.

Esses são os objetivos mais comuns na hora de uma empresa usar o Carrossel no Facebook e nesse artigo vamos falar da visibilidade de marca, tráfego, geração de leads e conversões, já que são os mais procurados e que tem um pouco mais de truques.

Visibilidade de marca.

O Carrossel é muito eficiente porque você pode juntar várias imagens e utilizar vídeos, disso a gente já sabe, mas como isso afeta a visibilidade da sua marca?

Se você trabalhar muitos conceitos na sua marca, você pode fazer um carrossel com diversos vídeos por exemplo. Já pensou a quantidade de informações que são possíveis transmitir em 5 imagens ou em 5 vídeos de 10 segundos cada em vez de apenas uma imagem ou um texto longo?

A capacidade de utilizar uma quantidade maior de Comunicação Visual faz toda a diferença para passar muito mais informação de forma muito mais rápida.

Para gerar tráfego.

Você quer que as pessoas cliquem no seu site? Talvez você tenha um jornal online, revista, ou algo parecido que precisa gerar tráfego para que gere resultados.

Com o Carrossel é possível colocar diversos artigos em só um anúncio. Se o primeiro não fisgar o seu cliente, ele pode dar uma olhada no segundo, e no terceiro, e no quarto…até chegar ao número quinze.

Algum dos quinze artigos com certeza vai fisgar ele! Ainda mais se acompanhados de imagens atraentes.

Para gerar Leads.

Leads é o que todos querem e o Marketing Digital é uma das melhores formas de fazer isso porque é rápido, eficiente e relativamente barato.

O que você pode fazer com o Carrossel no Facebook é demonstrar uma variedade enorme de produtos e em cada um deles colocar um Call-To-Action diferente.

Se quer vender um produto, uma inscrição, um infoproduto, tudo isso pode estar no mesmo anúncio e seu cliente vai ter contato com toda a linha que você oferece.

Para gerar conversões.

Por utilizar vídeos e conseguir combinar várias imagens diferentes, o Carrossel também é muito eficiente por causa do seu valor subjetivo: você pode juntar imagens com idéias complementares, vídeos que são mais convincentes que imagens e assim por diante.

O jogo de imagens e textos diferentes acaba abrindo a possibilidade de inventar um anúncio muito mais criativo, o que pode aumentar em muito o número de conversões.

De modo geral, eles são mais convincentes porque uma quantidade maior de conteúdo acaba gerando mais argumentos.

Conclusão.

Como você pode ver, os anúncios de Carrossel no Facebook são muito mais eficientes que os clássicos e abrem um leque enorme de opções para você criar, inventar e testar. A combinação de diversas imagens, textos e CTAs tornam eles uma opção única.

Se você quer testar uma forma mais eficiente e barata de vender online, o Carrossel com certeza é um tipo de anúncio que vale a pena você dar uma olhada e testar na sua empresa.

Facebook Ads: Quais as vantagens de anunciar no Facebook?

Spread the love

Se você está lendo este artigo, você já deve saber que o Facebook é uma das redes sociais mais acessadas e tem ideia de que ele pode ser uma excelente ferramenta de marketing digital. Mas talvez, não tenha certeza que tipos de vantagens, importância que o Facebook Ads pode trazer para o seu negócio.Facebook

Porque assim como a publicidade tradicional, o meio online tem muitas possibilidades diferentes e algumas, são mais adequadas para o seu interesse específico.

Em geral, a ideia é sempre a mesma: atingir um público-alvo bem segmentado, de acordo com o seu tipo de negócio e claro, a baixo custo.

E quando uma campanha online é bem produzida e direcionada, o retorno sobre o investimento é infinitamente maior que qualquer outro tipo de anúncio.

Plataformas como o Facebook Ads são conhecidas por serem acessíveis e isso é inteiramente verdadeiro, mas, barato, não é a mesma coisa que “de graça”.

Porque uma campanha mal planejada, pode custar relativamente pouco, mas, não trazer nenhum novo cliente, nem chamar atenção para a sua marca.

Ou seja, é preciso conhecer bem o meio, tanto para saber se é lá que seu público está, quanto para saber construir suas mensagens e direcioná-las.

Então, vamos começar pelo básico, para que você saiba exatamente o que é o Facebook Ads e também, porque pode ser a melhor opção para você.

Já ouviu falar em Facebook Ads?

Como usuário, você tem algum conhecimento do Facebook, mas, conhece a ferramenta? Sabe como ela funciona?

Sabe porque é tão vantajoso montar uma estratégia de marketing por lá? Porque é a melhor ferramenta de segmentação de público que existe no mercado.

Quer conferir? Entre no seu perfil e repare nos anúncios que já recebeu. Quantos parecem ter adivinhado do que você gosta? Quantos você não entende porque estão lá?

Pode ter certeza do seguinte: os anúncios pelos quais você tem algum interesse, foram muito bem pensados e direcionados, até chegar em você.

A plataforma é apenas uma ferramenta, cheia de recursos, para que você descubra a melhor forma de equilibrar:

  • O custo de cada anúncio e da campanha como um todo;
  • O investimento na produção e adequação dos conteúdos para o público-alvo;
  • E a taxa de conversão dos anúncios.

Pode parecer um pouco complicado a princípio, mas, pense da seguinte forma: você saberá quanto gastou para fazer um único anúncio, chegar em uma única pessoa.

Se esta pessoa se converteu em um seguidor da sua página (lead), ótimo, senão, o que aconteceu?

Seu anúncio não era bem produzido? Poderia mudar algum detalhe para deixar as vantagens de seu produto mais claras? Ou, simplesmente, precisa definir melhor para quem os próximos deverão ser entregues?

O Facebook Ads nada mais é do que uma ferramenta que te permite criar os anúncios, dizer para quem entregar e depois, te fornece dados para responder estas perguntas.

Mas, vamos começar pelo que você, provavelmente, quer saber primeiro.

Quanto custa anunciar no Facebook?

Custo Facebook Ads
Esta pergunta tem uma resposta simples e ao mesmo tempo, complicada, porque, na verdade, custa quanto você quiser que custe. Uma grande campanha, com vários formatos de anúncios e segmentações diferentes, por exemplo, pode custar milhares de dólares.

Na plataforma de anúncios é possível determinar quanto você deseja gastar por dia com sua campanha. Assim, o Facebook busca quais são os públicos mais próximos à segmentação que você determina no seu grupo de anúncios e vai distribuindo o seu orçamento durante o dia. Um dica é não colocar um orçamento muito alto em um curto período pois, o algoritmo da plataforma vai arrumar um jeito de consumir todo seu orçamento diário, dessa forma, ele vai buscar abranger cada vez mais sua segmentação tornando-a menos assertiva.

Formas de cobrança

Existem muitas variações, mas, de forma geral, é feita por clique (a mais comum, chamada CPC), por ação (CPA) ou por número de “impressões” (CPM).

No Facebook, normalmente, lidamos com os anúncios por número de impressões e portanto, o que vale é o chamado CPM (custo por mil), que significa o número de vezes que o sistema entregou o seu conteúdo.

Depois, seguindo os resultados dos primeiros anúncios, você terá dados para otimizar estas “impressões”, focando em cliques, likes, compartilhamentos ou, o que for mais adequado para a sua campanha.

  • Estratégias de campanha

A maioria dos anúncios que chegam as páginas pessoais, não tem a intenção de vender alguma coisa diretamente, mas, chamar a atenção para uma marca ou produto.

A ideia é adquirir seguidores (leads) que podem se tranformar em clientes, mas, existem várias formas de se fazer isso e portanto, cada forma tem impacto maior ou menor no custo.

Uma estratégia agressiva, pode se orientar para um público (audiência) muito grande e assim, custará mais caro, ainda que existam otimizações para obter melhores resultados.

Uma estratégia mais contida, pode estar focada em uma audiência muito específica e portanto, terá uma custo mais baixo, porém, não menos efetivo, se este for o seu objetivo.

  • Tamanho da audiência

Para terminar, como ficou claro no tópico anterior, é óbvio que se o custo está ligado a quantidade de impressões, cliques ou ações, quanto maior o número de pessoas atingidas, maiores os possíveis custos.

Por isso falamos anteriormente em equilíbrio de fatores, porque o custo é relativo aos resultados ou, ao retorno sobre investimento.

Como dissemos no início, 50 reais pode parecer pouco dinheiro, mas, se você investir isso e não obtiver resultados, é apenas desperdício.

Da mesma forma, 5 mil reais pode parecer muito, mas, se trouxer uma nova base de clientes em potencial, com ferramentas para medir a taxa de conversão, pode se tornar um bom investimento.

Mas, nós podemos traduzir tudo isso em um exemplo prático, para que fique mais claro, porque, independente do custo, o que importa é o retorno.

Por quê anunciar no Facebook? Quais as vantagens?

Entender as vantagens do marketing digital pode exigir um contexto, então, vamos imaginar uma negócio pequeno, simples e que qualquer pessoa poderia ter, como um food truck, que:

  • Primeiro: pressupõe um tipo de cardápio segmentado, gourmet.
  • Segundo: é móvel, podendo estar em vários lugares em dias diferentes.
  • Terceiro: pode não ser tão caro, mas, também não é para todo mundo.
  • Quarto: depende da disposição das pessoas em experimentar coisas diferentes.

Dá para pensar em outras características, mas, vamos nos fixar nestas. O que o Facebook Ads tem a oferecer neste caso?

  • Primeiro: seu cardápio é composto de comida mexicana apimentada?

O sistema é capaz de direcionar anúncios apenas para os usuários mais propensos a gostar deste tipo de comida, pelos seus padrões de interesses, curtidas e comentários.

  • Segundo: estará em três cidades diferentes na mesma região, em uma semana?

É possível criar uma campanha específica, com duração de apenas uma semana, direcionada aos usuários que podem gostar de comida mexicana, apenas naquela região.

  • Terceiro: sua comida é boa, mas, muito cara?

Separe sua audiência por faixa de renda, porque até isso o Facebook sabe, a partir de padrões de consumo e interesses perceptíveis dos usuários. Ou, porque informaram a faixa de renda durante o cadastro.

  • Quarto: se segmentar tanto, sobra apenas meia dúzia de gatos pingados?

Crie uma outra campanha, mais genérica, focada apenas em divulgação de baixo custo, para pessoas dispostas a experimentar coisas diferentes, ou qualquer outra segmentação que lhe venha a mente.

Imagine qualquer tipo de negócio, de qualquer tamanho e faça o mesmo exercício que acabamos de fazer: funciona do mesmo jeito.

Mas, vamos falar um pouco mais sobre os diferentes anúncios possíveis.

Quais são os tipos de anúncios do Facebook?

Se o exemplo anterior foi bom, você entendeu claramente que os anúncios nos Facebook Ads, podem ter objetivos diferentes dentro de uma mesma campanha.

O Facebook permite formatos de anúncios em Foto, Carrossel, Apresentação Multimídia, Coleção, Messenger. Você pode ver alguns exemplos de anúncios na imagem abaixo:
Formatos Facebook Ads
Vale ressaltar que o facebook recomenda que o tamanho das imagens sejam 1200×628 pixels. Além disso, o título deve conter 25 caracteres, texto com 90 caracteres e a descrição 30 caracteres. Você pode conferir no próprio site do facebook as especificações de anúncios.

Os anúncios em foto permitem que sejam utilizadas até 6 fotos para apresentar a seu anúncio. Nele você pode adicionar um texto acima da foto fazendo uma breve apresentação do seu produto/serviço. Também é possível adicionar um título no anúncio e uma breve descrição.

Anúncios em carrossel permitem que imagens e vídeos sejam disponibilizados em forma de carrossel. Esse anúncio é interessante para anúncios de vários produtos e serviços já que é possível mostrar diversas imagens em um só anúncio.
Apresentação em multimídia é um formato que permite que seja feito um anúncio de vídeo em loop utilizando até 10 imagens como se fosse uma apresentação em powerpoint.

O Facebook lançou em Março de 2017 o formato em coleções em que é possível anunciar uma imagem ou vídeo enfatizando a empresa e os produtos/serviços logo abaixo, permitindo que o usuário navegue sob os produtos.

Por último, o Messenger ads são anúncios que ao serem clicados podem direcionar para o site da sua empresa ou ainda abrir uma conversa direta com sua empresa, assim, é possível conversar diretamente com a pessoa no momento em que ela mostra interesse!

O que é o Power Editor?

Power Editor

Você já entendeu o básico do Facebook Ads e sabe que é uma alternativa de baixo custo, com possibilidade de bom retorno.

Mas, também percebeu que existem muitas técnicas e variações e além disso, pode precisar gerenciar várias campanhas.

É para isso que serve o Power Editor, para editar e acompanhar os resultados dos seus anúncios.

Mais do que isso, para que possa visualizar as diferentes taxas de conversão entre eles e novamente, vamos recorrer a um exemplo simples.

Digamos que você tem uma empresa de limpeza de piscinas. Se compreendeu bem os exemplos anteriores, precisa definir seu público-alvo (audiência).

Algumas coisas são óbvias, como pessoas que tem piscinas, mas, outras, nem tanto, como quem contrata este tipo de serviço, homens ou mulheres?

Se forem os dois, devem existir anúncios diferenciados para cada gênero? É só um exemplo básico, mas, serve para lembrar porque pode ser útil criar anúncios diferentes dentro de uma campanha.

Então, digamos que você definiu faixa de renda, idade e região da sua audiência, mas, não tem certeza se deve separar homens e mulheres.

A resposta lógica é criar um anúncio geral, outro para homens e um terceiro, para mulheres e acompanhar os resultados, para comparar os resultados.

O que o Power Editor faz por você, é faciltar a criação destes anúncios variantes, controlar sua publicação e ajudar a avaliar seus resultados.

É uma ferramenta indicada para o gerenciamento de campanhas diversificadas e complexas, que pode ser útil no futuro breve.

Por outro lado, nesta etapa inicial, tudo que você precisa é definir uma valor mensal máximo que esteja disposto a investir, para experimentar o sistema.

Em pouco tempo, terá certeza que o Facebook Ads é fundamental para seu negócio e encontrará a melhor forma de continuar anunciando.
O post “Como anunciar no Facebook e gerar muitos leads” pode ajudar você a anunciar no Facebook.

Links Patrocinados – Entenda como funciona e suas vantagens

Spread the love

Atualmente o termo links patrocinados é algo que gera dúvida em muitas pessoas. E se você também não sabe o que isso significa, então está no lugar certo!

Nesse post vamos abordar de forma mais direcionada o que são links patrocinados e porque muitas pessoas adotam essa estratégia para atingir um bom tráfego e boas conversões em seus negócios online.

Continue lendo esse post e descubra:

  • O que são links patrocinados;
  • O que são agências certificadas;
  • Quanto custam os links patrocinados;
  • Quais são as mídias mais anunciadas;
  • Por que usar anúncios pagos em suas estratégias de marketing;
  • Como utilizar os links patrocinados a favor das suas campanhas na internet.

Confira!

Links patrocinados: O que são?

Os links patrocinados, também conhecidos como anúncios pagos, nada mais é do que uma estratégia de marketing digital utilizada para garantir um número maior de conversões para um determinado negócio online.

Esses anúncios pagos representam uma boa maneira de atrair a atenção de clientes em potencial, uma vez que, por meio deles, você consegue obter uma maior visibilidade na internet a partir das palavras-chave escolhidas para fazer parte das suas campanhas de links patrocinados.

Hoje em dia existem várias ferramentas que atuam com links pagos, no entanto, um dos mais conhecidos é o Google Adwords. Esta é uma plataforma de anúncios online, responsável por fazer a divulgação dos seus anúncios a partir das palavras chaves escolhidas para cada campanha. (Aproveite para ver a plataforma do Adwords)

Links Patrocinados no Google

O diferencial dessa plataforma está no fato de que o valor pago pelo anúncio ao Google, só será descontado do seu orçamento, quando o visitante efetuar um clique em uma palavra-chave que foi determinada por você no ato da construção da campanha. Ou seja, esta é uma segurança a mais de que você não estará desperdiçando o seu investimento.

Além disso, o sistema foi construído para facilitar a vida do usuário, ou seja, é bastante simples, desde que você dedique tempo para aprender as melhores formas de anunciar, através de testes de eficácia dos anúncios individuais.

Mas, também pode contratar profissionais para criar e gerenciar suas campanhas e entre eles, existem as agências certificadas. Vejamos como isso funciona.

 

O que são agências certificadas?

O Adwords é a plataforma mais popular por vários motivos (quem nunca usou o Google?), mas também, porque inclui um conjunto de métricas e ferramentas internas que, se bem usadas, podem aumentar o potencial de crescimento de sua empresa através de seus objetivos.

Google Partners

Existem muitas agências e profissionais especializados no gerenciamento de contas de publicidade online. Eles trabalham para trazer as pessoas mais indicadas para o seu tipo de negócio, traçando o perfil do cliente e abordando os canais e o anúncio certo.

Por isso, existe uma busca interna, pelos chamados Google Partners, que podem ser autônomos, consultores ou agências de marketing digital, com resultados comprovados pela empresa. Agências que possuem a certificação Google Partners possuem um selo do Google indicando que são qualificadas para gerenciamento das campanhas no Adwords.

Na verdade, esses profissionais passaram em um teste interno do Google, como certificação básica, mas, que trouxeram aumento da taxa de conversão dos seus clientes, bem como, demonstraram capacidade de sustentar este crescimento.

Mais do que isso, deram resultado sem aumentar os gastos dos clientes com os links patrocinados em si mesmos, ou seja, souberam como aprimorar as campanhas sem necessariamente, torná-las mais caras.

Por outro lado, é evidente que estes profissionais cobram preços diferenciados, na mesma medida em que podem garantir os resultados de seu trabalho e portanto, a escolha por eles, depende da sua estratégia, expectativas e capacidade de investimento.

Mas, para se decidir, é importante que entenda como funcionam os custos dos anúncios na internet, então, vamos falar um pouco sobre isso.

 

Quanto custam os Links Patrocinados?


Uma campanha digital não é um outdoor, anúncio de revista ou, comercial de televisão. Em todos estes casos, você trabalha com um custo total fixo, mas, resultado imprevisível. Vamos construir um exemplo para facilitar.

Em um outdoor, terá de pagar uma agência para criar o seu anúncio, mais um preço fixo pelo tempo de exposição e um valor baixo, seria de R$ 500,00 para duas semanas, mas, isso é variável e não inclui a criação do anúncio.

Além disso, se o lugar do outdoor não for apropriado ou, se o anúncio não for atrativo, não há nada que possa fazer a não ser, dar aquele dinheiro como perdido.

A vantagem dos links patrocinados, é que você pode alterá-los a vontade e só trazem custos, em situações específicas, principalmente, quando uma pessoa clica neles.

Há algumas diferenças entre plataformas e estratégias, mas, em geral, o custo é medido pelo chamado CPC, que seria o custo por clique.

Como dissemos, quando montar uma campanha de links patrocinados, você escolhe palavras-chave associadas ao seu negócio.

Se tem uma pizzaria, você cria um anúncio com um termo de busca como “pizzaria 24 horas” e define alguns parâmetros para que seja mostrado.

Se estiver instalado no Jaboatão em São Paulo, não vai querer pagar o anúncio para uma pessoa que mora em Passo Fundo ou Curitiba, porque não são o seu público e a geolocalização permite estabelecer este filtro.

O CPC estimado de “pizzaria 24 horas” é, neste momento R$1,17. Então, neste exemplo o custo do anúncio seria de apenas R$1,17 e só seria cobrado, se alguém localizado no Jaboatão em São Paulo, clicasse nele. Os custos variam de acordo com o setor da sua empresa, por exemplo, a palavra “aparelhos auditivos” está em um setor extremamente competitivo chegando R$4,88 por clique. Isso porque o Google funciona como um leilão, as pessoas dão lances para determinar a posição que aparecem no site.
Comparativo bids

Porém, como dissemos, existem diferenças entre as plataformas e também, entre as opções oferecidas por cada uma delas e assim, é importante explicar algumas destas diferenças, seguindo as mais populares.

Quais são as mídias mais anunciadas?

Além de tudo que já dissemos, não custa repetir que a essência do marketing digital é o direcionamento dos seus anúncios, para um público-alvo específico, mais propenso a comprar os seus produtos e serviços.

Por isso, assim como existem técnicas de direcionamento em cada plataforma, também existem as plataformas segmentadas que são, por si mesmas, mais adequadas para certos tipos de campanhas.

Google “rede de pesquisa e display”

Já falamos bastante sobre o Adwords, mas, faltou explicar que os links patrocinados na plataforma, não precisam ficar restritos a página de buscas.

Quando faz o setup de sua conta, você tem a opção de escolher entre rede de pesquisa, rede de display ou, ambos.

O mais importante, neste caso, é a sua estratégia de marketing; no exemplo da pizzaria que construímos acima, a rede de pesquisa pode ser mais adequada, porque direciona os anúncios para usuários que estão ativamente procurando por aquele produto, ou seja, são leads de qualidade maior.

A rede de display, incluiria os vários sites parceiros do Google, procurando mostrar seus anúncios de forma relacionada ao que estão vendo ou lendo, ainda que não queiram comprar pizza naquele momento.

Youtube

O Youtube pertence ao Google, mas, na prática, funciona de forma específica. Não porque seja mais caro e sim, porque estamos falando de uma rede de vídeos de todos os tipos, para todos os perfis de pessoas.

Da mesma forma, os formatos de anúncios são variados, embora as possibilidades de segmentação do publico-alvo sejam similares as explicações que já demos sobre o Adwords.

Facebook

Facebook Ads

O Facebook Ads é uma ferramenta muito popular, por causa da quantidade incomparável de usuários ativos na rede social.

Mais do que isso, o sistema de definições de público-alvo da rede tem algumas vantagens sobre o Adwords, mas, a utilidade destas vantagens depende do uso que você faz delas.

O Facebook é capaz de separar da multidão de usuários, por exemplo, apenas pessoas de classe média, que tem cachorros de grande porte e estão interessadas em turismo, compreende as oportunidades envolvidas?

É uma ferramenta única, que exige muito conhecimento ou, paciência e sabedoria para experimentar as opções de forma metódica.

LinkedIn

É uma rede social pequena se comparada as anteriores, mas, tem uma enorme vantagem sobre elas: é provavelmente, a única rede profissional que todo mundo conhece.

Isso torna anunciar no LinkedIn uma ótima opção para empresas que prestam serviços para outras empresas, por exemplo.

O sistema em si, é similar aos anteriores, ou seja, além de ser uma rede segmentada, é possível direcionar os anúncios na rede, como você faria nas demais.

Market Places

Este é o método mais exótico nesta lista, porque é adequado para empresas que querem utilizar o tráfego de grandes redes varejistas para vender seus produtos.

Em resumo, seus produtos são anunciados no Walmart, Americanas ou até, no Mercado Livre e os custos podem ser por clique, ou pelo CPA, que seria custo por aquisição.

Ou seja, seu anúncio pode ser feito como forma de atrair clientes para o seu próprio negócio ou, como forma de aumentar suas vendas através do pagamento de comissões sobre venda.

E assim, cobrimos algumas das suas principais possibilidades de redes para anúncios online, mas, ainda queremos te explicar melhor porque e principalmente, como começar sua primeira campanha.

 

Por que usar anúncios pagos em suas estratégias de marketing

Existem vários fatores que justificam e também mostram o porquê esse tipo de estratégia tem sido bastante utilizada por muitos empreendedores hoje em dia. Dentre eles, é possível citar:

  • Alto nível de conversão

Ao utilizar anúncios pagos, você aumenta suas chances de atingir o público certo com suas campanhas, o que aumenta consideravelmente a sua taxa de conversão e, consequentemente os seus lucros.

  • Melhor relação custo-benefício

A partir do momento que o valor pago pelo anuncio só é descontado quando o mesmo consegue ser convertido, então fica claro que a relação custo-benefício aqui é muito melhor, uma vez que o retorno do valor que investiu inicialmente tende a ser maior.

  • Melhor posicionamento da marca

Outro ponto que conta a favor dos links patrocinados é que essa estratégia proporciona um posicionamento melhor para a sua marca, dando mais destaque a ela frente ao seu público-alvo.

Isso porque através dos seus anúncios pagos, você pode gerar várias impressões diariamente, o que eleva e muito a empatia e a credibilidade das pessoas com a sua marca.

Agora que você já sabe os motivos que levam as pessoas a adotarem os anúncios pagos como estratégia de marketing para alavancar suas vendas, veja a seguir como usar essa estratégia a favor do seu negócio online.

Como utilizar os links patrocinados a favor das suas campanhas na internet

Para usar o link patrocinado a favor dos seus anúncios na internet, você deve seguir 3 passos básicos. São eles:

  • Escolha um canal

A primeira coisa que deve fazer é escolher um canal onde os seus anúncios serão publicados.

Canais Online

Hoje em dia existem vários meios onde você pode publicar seus anúncios: Facebook, Youtube, LinkedIn, Google Adwords, dentre outros. Para não fazer a escolha errada, veja em qual canal o seu público está concentrado e a partir disso comece a anunciar no canal escolhido.

  • Defina as palavras-chave

Procure optar por palavras chave (em caso de buscadores) que apresentam uma boa relevância, mas que o seu custo por clique não seja alto, do contrário acabará tendo mais prejuízo do que lucro.

  • Planeje a divulgação dos seus anúncios e mensure os resultados

Você precisa montar um planejamento de divulgação dos seus anúncios nos canais escolhidos. Esse planejamento deve conter tanto os horários, quanto as segmentações definidas para os canais que você escolheu.

Além disso, você deve mensurar os resultados obtidos com as suas campanhas, pois é através desse procedimento, que você vai saber qual campanha está rendendo bons resultados e qual precisa ser melhorada.

Portanto, investir em links patrocinados é uma boa estratégia para conquistar excelentes conversões com seus anúncios na internet. Agora é só colocar os passos dados acima em prática para garantir um bom faturamento com seu negócio online!

Como anunciar no Facebook e gerar muitos leads

Spread the love

Como anunciar no Facebook? Passo a Passo das Melhores Estratégias de Geração com Foco em Conversões

Facebook

Como anunciar no Facebook? Afinal, se você deseja atrair mais clientes para sua empresa, o Facebook se torna um investimento a ser considerado.
Quando você paga para anunciar no Facebook, o que quer são muitos leads, certo? Não sei qual foi sua resposta, mas, deveria ser sim e não, ao mesmo tempo. Ter muitos leads é o que você precisa para aumentar as possibilidades de conversão final, em clientes.

Para o que você realmente quer, os leads são um meio ideal, mas, não um fim em si mesmos. Neste artigo, vamos te ensinar a seguir este caminho desde o anúncio, passando pela otimização para geração de leads (lead generation) e finalmente, afinando as estratégias para conversão.

Seguindo estes passos básicos, o Facebook Ads pode se tornar uma poderosa ferramenta para seus negócios. Vamos lá?

Começando pelo Princípio: O que é Lead Generation?

De forma bastante direta, é a criação de um público seguidor, composto de possíveis consumidores, para a sua marca, produto ou serviço. Para isso, utiliza-se e-mails, posts e anúncios relacionados aos interesses e necessidades deste público.

A ideia toda se baseia na lógica de construção de uma relação de longo prazo, através da qual você desenvolve a confiança na sua marca, com o claro objetivo de estabelecer um público fiel e aumentar as vendas.

Como referência inicial, uma expectativa bastante razoável, é de que você tenha um custo de aquisição de novos clientes, próximo da metade do que custaria através da publicidade direta (como banners em sites ou blogs).

Isso acontece, justamente, pela possibilidade de atingir as pessoas certas para o seu tipo de negócio.

Primeiro Passo: Oferecer Algo que seu Público Queira (Lead Magnet)

Você também navega pela internet e usa o Facebook. Também é um consumidor de empresas produtos e serviços. Quando nesta posição, seu ato de consumo está relacionado à expectativa de satisfazer uma necessidade ou desejo.

Pois então, para atrair leads, você precisa oferecer algo que eles queiram, de forma gratuita, pedindo apenas alguns dados de cadastro. Não precisa ser a solução de todos os problemas de todas as pessoas. Precisa ser uma boa solução para um problema real, oferecida para um nicho adequado ao seu negócio.

Melhor ainda, se for fácil de entender, usar e principalmente, se for uma solução percebida pelas pessoas como realmente útil. Quando consegue algo deste tipo, você tem um verdadeiro imã para leads (lead magnet). Vamos ver alguns exemplos:

  • Conteúdo para download – Um conteúdo de qualidade do seu site pode ser transformado em e-book, talvez com algumas informações extras, mas, não precisa ser um livro, basta ser útil. Caso o texto seja longo, porque não dividi-lo em um curso em etapas? Se o texto for curto demais, porque não transformá-lo em algo como “5 passos para…”?
  • Ferramentas online e planilhas – Quando são realmente funcionais, tem alta percepção de valor, criando uma relação de confiança maior entre marca e lead.
  • Descontos em e-commerce ou cursos online – É mais comum em e-commerces e você já deve ter visto vários deles, como o do exemplo abaixo.

a2
10, 20, 30% apenas por meu e-mail? É isso que seu futuro lead deve pensar.

  • Concursos e prêmios – As pessoas adoram coisas de graça, mesmo quando não precisam delas. Estes magnet leads tem alto potencial de se tornarem virais, por isso, é preciso apenas ter certeza de oferecer prêmios relacionados ao seu negócio, afinal você quer atrair leads que possam ser convertidos.
  • Vídeos – Podem ser demorados para se fazer e devem ter qualidade, mas além de terem percepção de valor alta, ainda criam um vínculo mais efetivo com os seus leads.

Após todas estas opções, precisamos apenas reforçar o ponto mais importante: não importa qual seja o seu lead magnet, desde que resolva problemas de um nicho específico e você tenha em mente, que enfrentará muita concorrência pela atenção e interesse das pessoas.

Para realmente captar a atenção, fazendo com se deem ao trabalho de preencher um cadastro, é preciso fazer diferente do que todos fazem, ou fazer o que todos fazem, mas, melhor do que todos eles. Por isso, é útil encontrar nichos não muito explorados, com personas bem definidas.

Segundo Passo: Entregando o Prometido na Landing Page

O que chamamos de landing page, não é a página genérica da sua empresa, mas, uma página específica, adaptada para receber os dados de cadastro e entregar o magnet lead oferecido. Como, idealmente, você estará fazendo vários anúncios e oferecendo muitos deles, produzir estas páginas pode ser bastante trabalhoso.

Existem muitas ferramentas disponíveis para criação de landing pages, mas, como em todas as áreas, para aplicação constante e profissional, as gratuitas não são as melhores para resolver o problema. Outro ponto importante, é que a escolha depende muito do seu uso.

Entre as principais opções, temos o Leadpages, Unbounce, Optimizepress e Hubspot, todas muito funcionais e robustas, mas, é possível que você queira uma alternativa intermediária para começar. Neste caso, pode dar uma estudada no Instapage, que é relativamente barato e ótimo para testes de desempenho. Porém, o plano básico é limitado a 5 mil inscrições.

Seja lá qual for a sua escolha, leve em conta a integração com seu software de e-mail e a quantidade de templates, afinal, serão muitos anúncios e não dá para ter apenas cinco combinações diferentes de temas, certo?

Isto dito, vamos ver algumas regras que devem ser observadas para a criação de landing pages:

  • Não distraia seu lead – Você conseguiu captar e manter a atenção dele até aqui, não vai querer que ele se perca agora, justamente quando está para de cadastrar. Mantenha as coisas simples.

 

a3

Exemplo de landing page com design clean.

  • Relação entre dados do formulário e magnet lead – Um template tem um valor percebido baixo e poucas pessoas irão preencher mais do que nome e e-mail para ter acesso a ele. Vídeos tem valor mais alto e portanto, você pode pedir mais informações de seus leads. Use o bom senso.

 

  • Técnicas de design para equilíbrio e foco de atenção – Você deve aprender a utilizar técnicas de distribuição de espaço, uso de cores e recursos como apontadores para tornar sua landing page mais efetiva. Repare no exemplo abaixo.a4

Exemplo de design com todos os detalhes técnicos mais importantes.

Vamos observar três técnicas utilizadas nesta landing page:

  • Direcionamento de olhar – Elementos apontadores são utilizados para indicar o formulário de dados e além disso, a imagem de fundo está desfocada, atraindo a atenção para o mesmo.
  • Espaço em branco – Utilizado nas partes externas, neste caso, criando um efeito similar ao wide screen. Além disso, o branco da tarja inferior também é útil para o próximo ponto.
  • Contraste de cores – A diferença entre os tons de azul, destaca o formulário e a ausência de cor (branco), na tarja inferior, destaca o elemento apontador para o formulário.

Enfim, Anunciar no Facebook e Direcionar o Tráfego para a Landing Page

Tudo que vimos até agora, nos forneceu ideias para termos um bom magnet lead e criar uma boa landing page. Falta apenas, darmos o último passo: anunciar no Facebook.

Em primeiro lugar, você vai querer saber quantos leads seus anúncios estão gerando, principalmente, para poder medir o desempenho deles. O Facebook Ads conta com um Gerenciador de Anúncios onde é possível obter um pixel de rastreamento.
a5Ferramenta para avaliar seus anúncios através de pixel tracking.

Trata-se de uma “imagem invisível” que você pode colocar na sua landing page. Desta forma, o sistema será capaz de lhe fornecer informações muito úteis. Voltaremos a este assunto adiante.

Por ora, basta instalar estes pixels em todas as páginas para as quais for criar direcionamento de tráfego, através de seus anúncios. E falando sobre eles, vamos ver um exemplo.

a6
Design básico de anúncio.

Como é possível observar, há três elementos diferentes: headline (título), imagem e o próprio texto descritivo. Para ter uma campanha bem sucedida é importante testar alternativas de combinação, lançando anúncios diferentes para o mesmo magnet lead.

Por exemplo, criando 2 ou 3 elementos de cada e os combinando de várias formas. Depois, é possível saber quais versões geraram mais leads e aprender no processo, mantendo apenas os mais efetivos.

Também é importante que seja dado destaque ao benefício oferecido para o usuário. Assim como, podem ser incluídos lembretes de que a oferta é gratuita e leva poucos segundos para se cadastrar. Ou ainda, um senso de urgência, como um contador de horas para o fim da oferta.

Indo Além do Básico: Definindo o Público Alvo ao Anunciar no Facebook

Vamos lembrar que você tem um magnet lead, resolvendo um problema de um público específico, agora, precisa informar isso ao sistema. O Facebook conhece os hábitos dos seus usuários e por isso, te oferece opções para separar seus alvos da massa.

Você pode definir faixas etárias, gênero, escolaridade e até, utilizar opções mais avançadas como certos filtros demográficos, caso queira atingir pessoas que tem animais de estimação, que moram sozinhas ou longe de sua cidade natal.

Como são muitas opções, vale sempre lembrar de lançar variações de anúncio, para testar o desempenho delas e medir o acerto ou erro das definições de público-alvo, como pode ser visto na imagem abaixo.

a7

Tela do “split test”: vários anúncios e os dados de conversão para análise.

Esta é a tela do chamado teste fragmentado (split test), ou seja, de anúncio lançado com variações de textos, imagens e também, de definições de público-alvo. Além de tudo que já dissemos, não custa enfatizar que alguns targets são muito amplos. Pessoas com interesse em moda, por exemplo.

Sapatos, bolsas, moda infantil, você vende tudo isso? Ainda que seu mix de produtos seja amplo, você pode ter uma marca mais identificada com certas faixas etárias, ou faixas de renda e escolaridade. Definições muito amplas, vão contra a filosofia geral de anunciar no Facebook.

Afinal, a ideia é atingir quem tem o maior potencial de ser convertido em lead e idealmente, em cliente. Ainda que seja barata, uma campanha online deste tipo, pretende ter um custo de conversão baixo. Daí a importância dos testes.

Além disso, também há um equilíbrio para baixo, ou seja, públicos excessivamente restritos. Nas ferramentas do Facebook, as campanhas são definidas a partir de uma estimativa de audiência, determinada pelos seus parâmetros de público-alvo.

Procure manter este número acima de 500 mil pessoas, pelo menos no começo. Conforme for rodando testes e otimizações, irá descobrindo as melhores opções para seu negócio.

Importância dos Testes Fragmentados para Otimização de Custos

No Facebook Ads, a referência de custos é atrelada a pacotes de mil impressões, o que verá como CPM (custo por mil), mas, existem formas de otimização para a maneira como o sistema entrega estes anúncios, considerando seu público-alvo. O CPM pode ser otimizado:

  • Para conversão – Desde que você tenha instalado pixels em todas as suas landing pages, o sistema vai procurar entender os perfis com maior probabilidade de conversão, focando a distribuição do anúncio nestas pessoas.
  • Para número de clicks – Caso perceba que a conversão está baixa, pode mudar para otimização por número de clicks. Assim, o sistema vai tentar atrair o maior número de pessoas, dentro das suas definições, ou seja, vai focar na quantidade.
  • Para engajamento – Como dissemos anteriormente, magnet leads com promoções e prêmios, tem potencial de se tornarem virais. Caso acredite que tem algo deste tipo em mãos, a melhor opção pode ser a otimização para engajamento, buscando o maior numero de likes, compartilhamentos e comentários possível.

Como está rodando um split test, você irá entender gradualmente quais públicos reagem melhor aos seus magnets leads. Por isso, não faça alterações de imediato, dê tempo ao sistema para acumular dados. Dois ou três dias pelo menos. Depois, elimine os anúncios com pior desempenho e acompanhe os demais.

Idealmente, deixe a campanha rodando até o custo de conversão subir e então, crie outra, utilizando o que aprendeu sobre seu público. Se mulheres regiram melhor ao seu primeiro anúncio, foque nelas, fazendo novos testes com faixas etárias ou escolarização, por exemplo.

a8

Score de relevância de anúncios considerando público-alvo.

Há várias boas ferramentas para te ajudar no processo, como o score de relevância mostrado na imagem acima. Repare na pontuação e adequação dos anúncios, de acordo com as diferentes definições de público-alvo.

Também é possível utilizar o tráfego não convertido, para criar novas campanhas específicas. Utilizando o Gerenciador de Audiências (Facebook Audience Manager), você pode colocar em todas as landing pages, um pixel específico para customização de audiências e desta forma, permitir ao sistema criar dados de navegação, com os quais poderá criar novas definições.

a9

Pixel de customização: uma vez instalado na página, registra dados para utilização em futuras campanhas.

Tenho Milhares de Leads e Agora? Aprendendo o Conceito de Nurturing

Alguns conceitos são difíceis de adaptar. Não há nenhuma palavra em nossa língua, que reflita bem o conceito de Nurturing, seria algo equivalente ao processo de criar uma criança até que se torne adulta.

No caso dos seus leads, corresponde ao ciclo de vida, da conversão até a venda e também, além deste ponto, caso se tornem consumidores de longo prazo, que seria o ideal. Entretanto, como fazer isso na prática depende muito do tipo de negocio.

Vamos imaginar uma sequência lógica e básica de relacionamento com seus leads:

  • Aquisição do lead (magnet lead #1)
  • Manutenção e aprofundamento de vínculo (magnet lead #2)
  • Idem (magnet lead #3)
  • Idem (magnet lead #4)

Você pode continuar esta sequência por quanto tempo achar necessário, mas, em algum momento, deve oferecer seu produto ou serviço e fechar a venda. A quantidade ideal de etapas intermediárias varia de acordo com seus objetivos, valor médio de seus produtos, entre outros fatores.

Como nos passos anteriores, a prática vai te aprimorar e você acabará descobrindo o nível adequado de agressividade para seu público. Uma dica importante, é criar e-mail workflows (sequências pré programadas do roteiro básico). Existem softwares para facilitar este trabalho, como Customer.io, Hubspot, Infusionsoft, entre outros.

Também é possível capitalizar sobre leads já existentes, como por exemplo, criando campanhas pequenas e personalizadas para quem já te conhece (afinal, já estão cadastrados). Consequentemente, há uma maior chance de conversão.

Enfim, por mais extenso que tenha sido, este artigo cobriu o necessário de como anunciar no Facebook. Agora, precisa de prática e testes constantes, então, que tal partir para a ação?
Se você quer saber mais sobre o universo do marketing digital, confira também nosso post sobre Links Patrocinados.

Referências:

//adespresso.com/academy/blog/lead-generation-facebook-ads-definitive-guide/

//www.facebook.com/business/overview

//conversionxl.com/blog/ab-testing-facebook-ad-campaigns/

Procurar conteúdo

Eventos

Fevereiro

25fev(fev 25)00:0027(fev 27)00:00Traffic & Conversion Summit

Março

08mar(mar 8)00:0009(mar 9)00:00ProXXIma

08mar(mar 8)00:0017(mar 17)00:00SXSW Conference & Festivals

27mar(mar 27)00:0029(mar 29)00:00Conversion XL Live

Maio

30mai(mai 30)00:0031(mai 31)00:00VTexDay

Agosto

28ago(ago 28)00:0029(ago 29)00:00Expo Fórum Digitalks 2019

Setembro

03set(set 3)00:0006(set 6)00:00Inbound 2019

X