Outros

Como escolher a melhor agência de marketing digital?

Empresas que desejam apostar no marketing digital para alavancar os seus resultados encontram uma ampla variedade de mídias sociais para usar. Em meio a tantas opções é normal ficar na dúvida sobre quais são as mais eficientes.

Afinal, geralmente, não adianta “atirar para todos os lados”, sendo o melhor focar nos canais de comunicação digitais realmente vantajosos para o seu negócio. Com isso, economiza-se dinheiro e tempo.

Mas em quais mídias sociais a sua empresa deve investir para atingir os seus objetivos? Uma forma bastante eficiente de promover a sua marca na internet é com a ajuda de uma agência de marketing digital, que pode indicar os caminhos mais apropriados para seguir.

Com uma equipe de profissionais experientes e capacitados, a agência, a partir do estudo do perfil da sua empresa, identifica o que é mais benéfico em termos de marketing digital. Então, como escolher a melhor agência de marketing digital?

Para saber mais sobre o assunto e esclarecer as suas dúvidas, continue lendo este artigo e confira as informações de cada uma das perguntas dos tópicos a seguir:

  • O que uma agência de marketing digital faz para o seu negócio?
  • Quais serviços podem ser contratados?
  • Quais estratégias são elaboradas pelas agências de marketing digital?
  • Quais são os objetivos de sua empresa?
  • Como saber se uma agência de marketing digital vai alavancar seus resultados?

O que uma agência de marketing digital faz para o seu negócio?

Uma agência de marketing digital pode averiguar quais são as melhores estratégias para promover a sua marca na internet. E, a partir disso, se responsabilizar pelo gerenciamento das mesmas.

Diferente do que se pode imaginar, usar a internet de modo profissional é bastante distinto do que utilizá-la para fins pessoais. Ou seja, não adianta responsabilizar um membro da sua equipe pelo marketing digital se esse profissional não tem o conhecimento necessário.

Nesse sentido, uma agência de marketing digital pode cuidar de todo o trabalho que envolve a visibilidade do seu negócio no mundo virtual. Além de contar com profissionais qualificados, outra vantagem dessa contratação é não precisar de uma equipe própria na sua empresa.

Quando se quer apostar nas mídias sociais é necessário ter profissionais dedicados durante todo o expediente. A presença virtual exige dedicação e tempo, pois de nada adianta, por exemplo, fazer publicações nas redes sociais algumas vezes por semana.

Se isso for feito, será apenas desperdício de recursos, uma vez que para obter resultados satisfatórios com a internet é preciso ações diárias.

Vantagens de contratar uma agência de marketing digital

Ao fazer um perfil em uma rede social, por exemplo, a sua empresa está abrindo um novo canal de comunicação com o público.

Isso quer dizer que a sua equipe deve estar preparada para atender essa nova demanda, o que pode ser feito em conjunto com a agência. E mais importante do que a prática diária do marketing digital, uma agência pode pensar quais as melhores estratégias.

Afinal, não existe uma receita única para marcar presença na internet que todas as empresas possam usar. É preciso analisar o seu público alvo, bem como os produtos ou serviços oferecidos para analisar as ações mais assertivas.

Com isso, é possível aumentar a conversão de vendas, através da fidelização dos clientes e da conquista de novos consumidores. Portanto, mais do que apenas colocar a sua empresa na internet, uma agência de marketing digital contribui com a sua lucratividade.

E mais, de acordo com o seu nicho de mercado, a agência pode fazer com que o seu empreendimento esteja sempre inovando, ao seguir as tendências de comunicação virtual. Assim, não corre o risco de ficar para trás, mas sim, sempre à frente da concorrência.

Quais serviços podem ser contratados?

Hoje em dia, é possível se deparar com uma grande variedade de agências de marketing digital, as quais podem disponibilizar uma gama maior ou menor de serviços. O seu envolvimento com as ações também pode variar.

Dessa forma, além de desenvolver as ações de marketing digital, algumas podem colocá-las em prática, participando do dia a dia da empresa. Por isso, ao escolher uma agência para contratar é fundamental saber quais são os serviços que oferece.

E, com isso, avaliar se vai ao encontro das suas necessidades. Em geral, podem ser três as principais situações. A primeira é quando a agência é contratada para fazer todo o trabalho, pois o contratante não possui nenhum profissional responsável pelo marketing.

Em uma segunda situação, a empresa tem um profissional que realiza o básico em termos de marketing e a agência é contratada para fazer a maior parte do trabalho. Na terceira situação, a empresa possui uma equipe dedicada ao marketing, mas a demanda é grande.

Dessa maneira, contrata a agência para ações e atividades específicas. Portanto, na hora de escolher uma agência de marketing digital é necessário ainda averiguar a situação do seu negócio para contratar uma empresa que possa suprir a demanda existente.

Outra dica é conferir a formação profissional do time da agência, se ela possui certificações e quais são as histórias de sucesso dos seus clientes.

Quanto aos serviços normalmente oferecidos pelas agências estão os seguintes:

  • Concepção da estratégia de marketing digital para a sua empresa
  • Desenvolvimento da presença nas redes sociais e o seu gerenciamento
  • Envio de e-mail marketing ou newsletter com periodicidade
  • Criação e manutenção de blogs e sites com desenvolvimento de conteúdo
  • Anúncios nas redes sociais, sites parceiros e nos mecanismos de busca
  • Acompanhamento e análise dos resultados
  • Atualização da estratégia de marketing periodicamente

Quais estratégias são elaboradas pelas agências de marketing digital?

Para definir o melhor planejamento de marketing digital para uma empresa, a agência precisa conhecer muito bem o seu cliente. Assim, deve reunir informações a respeito de mix de produtos ou serviços, público alvo, área de atuação, história, missão, valores, objetivos, etc.

Todas as informações são relevantes, para que a agência de marketing digital trace o perfil da empresa e, a partir daí, possa escolher as mais adequadas estratégias para alavancar os resultados. A agência também deve levar em consideração as tendências.

Atualmente, por exemplo, algumas redes sociais são utilizadas de maneira massiva pelos consumidores. Dessa forma, podem fazer parte da estratégia de marketing digital adotada. Contar com um site é mais uma ação normalmente presente no planejamento de marketing.

Afinal, o site costuma ser a principal vitrine virtual de um negócio que deseja marcar presença de internet. Isso porque, além de ser apenas seu, ao contrário das redes sociais que reúnem diversas marcas, nele é possível exibir todos os demais canais, como links para as redes sociais.

Importância do SEO para o marketing digital

Além dos canais de comunicação já citados, como redes sociais, blogs, sites, e-mail marketing e outros, existe mais uma estratégia que perpassa todas as demais ações. Por isso, atualmente, é sempre muito citada quando o assunto é presença virtual.

Trata-se do SEO que, abrindo a sua sigla, pode ser traduzido como otimização para mecanismos de busca. Ele consiste em fazer com que as publicações, principalmente, de blogs e sites, ganhem maior visibilidade dos internautas.

Para tanto, as técnicas de SEO baseiam-se em regras definidas pelos mecanismos de busca, como o Google, que as cria como forma de qualificar o conteúdo visto pelos seus usuários. Afinal, esse e outros buscadores querem garantir a melhor experiência para o internauta.

Dessa maneira, quanto mais o conteúdo digital de uma empresa seguir essas regras, mais bem posicionado ele fica nos resultados de busca orgânicos. Ou seja, quando o usuário digita uma palavra-chave para encontrar o assunto que deseja.

O uso adequado da palavra chave, aliás, é uma das principais formas de usar o SEO a seu favor. Além disso, é importante postar conteúdo de qualidade e relevante para o seu público alvo, bem como imagens otimizadas e com legendas.

Da mesma forma, o conteúdo de blogs e sites deve ser esteticamente agradável, com parágrafos curtos, listas e subtítulos para facilitar a leitura. Também deve ser coerente, coeso e primar pela correta orografia dos textos

Quais são os objetivos de sua empresa?

Na hora de fazer a concepção da estratégia de marketing digital da sua empresa, a agência deve conhecer quais são os objetivos de sua empresa. Esse é um ponto essencial para o sucesso da sua aposta na internet como um aliado poderoso do seu negócio.

Nem sempre uma empresa que contrata uma agência de marketing digital não possui nenhuma experiência com a presença virtual. Pode se tratar de um negócio que já tem uma estratégia e deseja mantê-la ou mesmo mudá-la para que tenha o retorno desejado.

Pode ainda se tratar de uma empresa que apenas investe em marketing tradicional e, agora, quer ampliar a sua estratégia com a internet. Ou seja, há negócios que estão em diferentes patamares e a agência deve conhecer a sua experiência no mundo virtual.

A partir disso, é preciso traçar os objetivos da empresa, o que a agência pode ajudar a fazer caso os seus gestores não saibam com exatidão o que desejam alcançar com a sua contratação. Por mais que se queira estar na web, deve haver um objetivo por trás.

Importância de ter um objetivo para o marketing digital

O gestor de um negócio que nunca teve presença na internet e, agora, deseja ter um site e perfil nas redes sociais pode querer modernizar a sua marca e ganhar mais visibilidade. Outro pode desejar uma atualização do seu antigo site e blog para serem mais atrativos.

A ideia pode ser a de migrar a empresa para o comércio eletrônico e trabalhar apenas ou ter também uma loja virtual. Empreendimentos podem perceber que poderiam conquistar mais clientes se usassem os canais digitais de maneira apropriada.

Enfim, são muitas as razões para iniciar ou somente fazer a manutenção da sua presença no mundo virtual. E é indispensável a agência identificar esses objetivos para desenvolver uma estratégia realmente condizente com as necessidades do seu cliente.

Além disso, empresa e agência juntas podem criar estratégias para o curto, médio e longo prazo, a fim de avaliar os resultados obtidos e fazer os ajustes necessários com o passar do tempo. Vale lembrar que para tudo isso funcionar é essencial a comunicação.

A agência e a empresa devem estar em constante comunicação, podendo o seu negócio ser representado por um profissional da área da comunicação, pela sua equipe de marketing ou mesmo pelo próprio gestor.

Como saber se uma agência de marketing digital vai alavancar seus resultados?

Mesmo depois de realizar uma contratação ou enquanto estiver fazendo a pesquisa, você pode querer saber como a agência de marketing digital vai alavancar seus resultados. Isto é, quais parâmetros você deve levar em consideração para averiguar se fez uma boa escolha.

A questão é que a resposta para isso depende de diferentes aspectos. De qualquer maneira, é importante ter em mente que os resultados não são obtidos de uma hora para a outra. Ainda mais se a sua empresa ainda não tinha presença na internet pode levar tempo.

Além disso, as agências de marketing digital também costumam oferecer o serviço de acompanhamento dos resultados, o que pode ser feito de várias formas. Existem recursos próprios da internet que ajudam a avaliar os efeitos das ações de marketing.

Com eles, é possível verificar o número de visitantes que o seu site ou blog teve por dia, em que páginas permaneceram mais tempo, etc. Nas redes sociais, os resultados podem ser verificados com um número maior de seguidores e curtinhas nas postagens.

Quais resultados esperar do marketing digital

No médio e longo prazo, de acordo com o seu segmento de mercado, os resultados devem aparecer por meio do aumento da conversão de vendas. Afinal, independente dos seus objetivos ao contratar a agência, no fim das contas, o que sempre se quer é vender mais.

Isso acontece porque a sua marca se torna mais conhecida, já que a internet tem justamente esse poder. Isso é ainda mais vantajoso para negócios que podem atender consumidores de outras regiões do país, além da onde têm a sua sede.

Assim, uma agência de marketing digital vai alavancar seus resultados ao contribuir com a expansão da sua marca. Se você levar em consideração todos esses fatores, são maiores as chances de escolher a melhor agência de marketing digital para o seu empreendimento.

Qual a diferença entre Inbound vs Outbound Marketing ?

Inbound x Outbound

 

Você já ouviu o mantra Marketing é a alma do negócio? Seu site pode ser excelente e independentemente de quão espetacular seu programa de negócios é, eles não são serão reconhecidos se ninguém ouve falar deles. Marketing é o coração dos negócios. Mas você sabia que existem dois tipos de publicidade? Chamamos esses dois métodos de marketing de Inbound e Outbound. Seu método é definido de acordo com as necessidades de cada empresa.

No vídeo abaixo falamos um pouco mais sobre as diferenças do Inbound e Outbound, diretamente do maior evento do mundo sobre como criar ímãs pela internet.

Enquanto no Inbound os clientes já estão procurando ativamente por um produto ou serviço. No Outbound são as empresas quem sobem em montanhas e gritam: Hey gente, temos uma solução especial para você aqui. Veja como este produto é bom. Quem gostaria de comprá-lo? A maioria das pessoas que ouve esse grito não vai ficar interessada com o produto. Na verdade, alguns podem ficar tão aborrecidos que intencionalmente decidem manter a empresa fora de que cogitação. A esperança da publicidade online Outbound, no entanto, é que uma das milhares de pessoas que ouvem esteja interessada o suficiente para comprá-lo.

Desde a diferenciação entre um megafone e um ímã, considere o marketing de entrada e de saída como uma metáfora. Existem várias maneiras de chamar a atenção dos clientes. Blogar e Blogar é uma boa maneira de direcionar o tráfego para o site da empresa, mesmo quando as postagens não estão diretamente relacionadas ao seu produto. Pesquisas demonstram que a maioria dos clientes realiza 70% de sua pesquisa de itens na internet, antes de formar a decisão de compra.

Um blog permite que você ofereça recursos valiosos enquanto faz essa pesquisa. Isso cria consciência de marca e pode até mudar a trajetória das empresas. Quanto tempo você gasta percorrendo GIFs, vídeos e placas do Pinterest ou Facebook? Meu palpite é de que é muito. Mais do que gostaria, talvez. Por outro lado, não é ótimo para as empresas poder de alguma forma usar o dilúvio de vídeos e memes virais para chamar a atenção de seus clientes? Essa é a ideia por trás da publicidade do conteúdo (Inbound). Em vez de tentar ativamente vender seu item, você cria conteúdo que as pessoas querem compartilhar. O desafio é criar algo tão bom algo que se espalha por si só.

 

Inbound vs Outbound Marketing Infografico

 

ClickCease – Ferramenta de Bloqueio de Cliques Inválidos

ClickCease - Ferramenta de Bloqueio de Cliques InválidosSegundo o diretor de anti-fraude do Bing, mecanismo de busca da Microsoft, os clique fraudulentos estão crescendo a uma taxa de 50% ao ano. Isso significa que robôs podem estar sendo programados para clicar em seus anúncios para gastar o orçamento de suas campanhas.

É possível identificar de diversas maneiras as fraudes de cliques. Se você acompanha diariamente sua conta de anúncios, um aumento anormal do custo em um determinado período pode indicar fraude de cliques. Também, caso você tenha acesso aos IPs acessados no site, é possível identificar pela quantidade de acessos.

Outra maneira mais efetiva de proteger seu dinheiro de robôs ou concorrentes que gastem o orçamento de sua conta são ferramentas de bloqueio de cliques fraudulentos. O ClickCease é uma ferramenta que busca cumprir esse propósito, impedindo que seus anúncios continuem sendo ativados para esses usuários.

Quais são os tipos de cliques fraudulentos mais comuns?

Fraudes de cliques

  • Múltiplos cliques humanos – Esses são feitos por concorrentes ou por pessoas que procuram esgotar o orçamento do anunciante. A pessoa clica repetidamente nos seus anúncios entrando e saindo da página para seu saldo se esgotar e os anúncios deles ocuparem a sua posição.
  • Cliques de robôs – São programações ou script feitos para clicar em seus anúncios automaticamente. Eles simulam navegações de browser, clicando em anúncios sem intenções de compra.
  • Mobile – Fraudes mobiles estão se tornando mais comum, isso porque são mais difíceis de serem detectadas, pois estão “maquiadas” em forma forma de aplicativos. O usuário comum baixa um jogo em seu celular, por exemplo, e cada clique que o usuário faz ao jogar, estaria clicando em um anúncio escondido sem saber.
  • Click Farms ou Fazenda de Cliques – São operações em larga escala especialmente feitas para clicar em anúncios e gastar orçamento de publicitários. Uma grande quantidade de pessoas são contratadas com o objetivo de clicar em anúncios para o orçamento de campanhas.

Como funciona a ferramenta de proteção de cliques fraudulentos?

Proteção de Cliques

O ClickCease funciona através da instalação de um script em todas as páginas de seu site e vinculando o código de acompanhamento em ferramentas de anúncios, como o Google Ads e o Bing, por exemplo. Assim, o ClickCease rastreia a ação dos usuários em seu website coletando dados e informações de atividades. Cada ação que os usuários fizerem é analisada pela ferramenta e classificada em ações válidas ou fraudulentas.

Ao ser identificado uma ação fraudulenta, a ferramenta grava o IP do usuário e registra automaticamente na lista negra de IPs no Google Ads. Assim, seus anúncios deixam de ser exibidos para aquela pessoa. Caso seja um robô que esteja alternando de IPs para gastar o orçamento de suas campanhas, o ClickCease detecta a faixa de IPs e envia para o Google fazer o bloqueio automaticamente.

O Google Ads tem uma detecção automática de cliques fraudulentos quando seus anúncios estão sendo clicados por robôs e retorna o dinheiro na forma de créditos, porém, a ferramenta não é cem porcento eficiente e permite que você envie uma solicitação de análise de cliques fraudulentos. Além de bloquear IPs e dispositivos fraudulentos, o ClickCease envia automaticamente solicitações quando cliques fraudulentos são identificados em sua campanha.

Ferramenta do ClickCease

ClickCease Layout

No dashboard do ClickCease há um cenário geral de suas contas de links patrocinados. O gráfico mostra a quantidade de cliques em seus anúncios, visitantes e IPs foram bloqueados. É possível ter uma visibilidade da economia de custos que a ferramenta gerou colocando o CPC médio de sua conta.

A ferramenta também grava de maneira simplificada as ações que os usuários fizeram em seu site ao clicar em seus anúncios. A gravação é feita como se tivesse uma câmera em frente ao computador e as ações dos visitantes são gravadas a medida em que navega em seu site.

Além disso a ferramenta gera uma análise das fraudes que foram identificadas em sua campanha. Dispositivos fraudulentos, redes VPN, bloqueios manuais são mostrados em forma de gráfico com a quantidade de bloqueios.

Quanto custa o ClickCease?

ClickCease preços mensais

O clickcease tem uma versão de teste por 7 dias ao fazer o cadastro na plataforma. Porém, a versão básica custa 15 dólares/mês por domínio e a versão padrão tem o valor de 50 dólares/mês por domínio. Os planos anuais custam 12 doláres/mês no plano básico e 50 dólares/mês para o padrão.

Vale a pena investir no ClickCease?

Caso sua conta tenha um grande investimento em anúncios do Google Ads ou Bing, o ClickCease pode ajudar a economizar custos bloqueando cliques fraudulentos. Anunciantes que possuem uma boa parcela de seu tráfego online vindo de campanhas pagas podem evitar perder clientes por conta de cliques fraudulentos que esgotaram o orçamento de suas campanhas.

A Rotamáxima utiliza este tipo de ferramenta, combinada com outras tecnologias para ajudar os clientes em altos investimentos a obterem um tráfego mais qualificado.

Como lidar com depoimentos negativos no Google

Como lidar com depoimentos negativos no Google

É impossível não termos reviews negativas e esta é a primeira coisa que você tem que aceitar.

O máximo que você pode fazer é se propor a agradar o máximo possível de pessoas da forma mais consistente possível.

O seu negócio não vai ser bem visto por todo mundo, mas enquanto você agradar a grande maioria dos frequentadores ou contratantes, você sempre terá clientela.

Minorias que reclamam acabam sendo ignoradas no mar positivo de boas reviews e são percebidas por outros clientes como casos isolados e seu objetivo é chegar a esse ponto.

Mesmo se você chegar a ter um mar de reviews positivas, você deve sim manter o padrão e esforço para sempre melhorar o serviço.

As pessoas podem mudar de opinião sobre o seu estabelecimento, principalmente se perceberem uma diminuição na qualidade do serviço ou no seu empenho.

Mas e quando as reviews ruins começam a acontecer, o que devemos fazer?

Bom, existem algumas diretrizes que podem ser tomadas.

Identifique se as reviews são genuínas ou falsas.

Este é o primeiro passo. Uma vez que os comentários negativos comecem a surgir, é importante checar a validade dos mesmos.

Investigue e cheque se os comentários são reais, mesmo que a motivação seja barata ou inválida no seu ponto de vista.

Aqui, o importante não é quem tem razão, mas sim descobrir se é uma reclamação real ou apenas pessoas tentando te prejudicar.

No caso de Reviews genuínas

Depoimentos

Se você se perguntou o que fazer quando recebe um review negativo, você deveria pensar na parte mais óbvia.

Se um cliente ficou insatisfeito, a primeira coisa é procurar saber como isso aconteceu.

É algo costumeiro do seu negócio? É algo que pode ser melhorado? Foi um acontecimento isolado?

Identificar o problema e suas causas é o primeiro passo para evitar que o mesmo acabe por se repetir.

Se você, no entanto, está se perguntando sobre se deve ou não responder uma review negativa, a resposta é: Sim, definitivamente!

Responder um review negativo pode ser a sua chance de fidelizar um cliente, mesmo que ele tenha ficado insatisfeito com o serviço ou produto. Além disso, a resposta do cliente insatisfeito pode ajudar a entender melhor o problema, caso tenha sido o serviço, qualidade do produto, etc.

Mantenha a calma e seja bem educado.

É, eu sei, parece besteira. No entanto, quando alguém fala mal de algo que você suou bastante para construir e fazer funcionar, pode ser bem fácil se descontrolar um pouco.

Sem calma

Manter a calma e a educação mesmo no caso do cliente mais mal educado e sem razão que você encontrar só vai engrandecer você nos olhos dos outros clientes e ainda diminui seu risco de causar um problema ainda maior com o reclamante.

Deixe claro quem você é e que você se preocupa com o ocorrido

O ideal aqui é a transparência quanto ao ocorrido e quem lida com este tipo de situação.

Clientes não costumam responder bem a respostas automatizadas escondidas atrás da marca de uma empresa.

Se apresentar como encarregado do problema, por exemplo, é um grande passo para criar percepção de confiabilidade para com a clientela.

Lembre-se de lidar diretamente com o problema sem criar pouco caso do mesmo, explicar-se da melhor maneira e, na medida do possível, acalmar o cliente com o que seja viável para você, principalmente se o erro foi mesmo seu.

Sendo prestativo, vocês juntos podem conversar sobre o assunto e encontrar uma situação que não só seja benéfica para ambas as partes, como também o fará ser percebido por outros clientes como alguém que se importa com a satisfação do consumidor.

Não empurre com a barriga

Quanto mais você ignora um review negativo ou deixa a coisa passar de qualquer jeito, mais o cliente sente ter razão em dar a nota baixa e mais reafirma para si mesmo a pouca consideração que ele sentiu do estabelecimento para com ele.

Identifique as reações negativas e ataque-as, no bom sentido, o mais rápido possível. Não deixe a situação se transformar em algum escândalo.

O tempo ideal para responder a review depende do tipo de incidente e isso é algo que se considera com o tempo.

Quem está irritado naquele momento pode estar menos disposto para uma conversa mais tranquila e portanto, pode ser melhor esperar um pouco até responder.

De uma forma ou de outra, nunca espere demais.

No caso de reviews falsas

Estas são especialmente prejudiciais para donos de pequenos negócios.

Protegidos pelo anonimato da internet, não é muito difícil criar novas contas e deixar reviews positivas ou negativas para empresas de forma que a identidade do sujeito fique protegida.

Um dos maiores problemas do mundo digital atual é que estas reviews com contas falsas são facilmente feitas sem mesmo que o usuário tenha sequer tentado contratar o serviço ou comprar o produto. A política do Google, por exemplo, permite que seja feita uma review levando em conta apenas o contato feito com a empresa.

O motivo pouco importa, mas a verdade é que ainda é uma situação com que donos de empresa lidam frequentemente e que prejudica especialmente os donos de negócios locais.

Os maiores problemas do anonimato nas reviews

Anonimato

Considerando que o Google não sabe quem são cada um dos seus clientes, nem adianta tentar explicar para ele que aquela review não era de um deles.

O que nos leva ao outro problema: uma pessoa não tem que ser um cliente para poder deixar uma review, no sentido de que ela pode ter tentado contratar o serviço e não gostou de como foi tratada, ou achou o site terrível e etc.

Uma possível solução, tornando público o problema

Joy Hawkings, dona da pequena empresa Sterling Sky, disse que a solução para os comentários negativos que a acusavam de dar um golpe nos clientes foi transformar em público o seu dilema.

Ao postar no Facebook e no Twitter que fora vítima de reviews falsas negativas, ela acabou tendo rápido apoio de uma série de indivíduos que usaram de seu serviço ou patrocinaram sua empresa em algum ponto, conseguindo assim, reverter o aspecto negativo deixado pelas reviews falsas.

E quanto à remoção dos comentários negativos?

No caso da Joy, ela conseguiu ter boa parte dos comentários falsos removidos, pois nos reviews negativos que haviam textos de comentários, ela baseou-se nas políticas do Google. Porém, para os reviews sem comentários o Google não pôde remover pois é mais difícil identificar a violação de política.

Não é incomum o Google se recusar a remover as reviews para as pessoas, pelos motivos citados anteriormente e outros.

A solução que Joy encontrou foi responder os “falsos” clientes, oferecendo um reembolso de 100% do serviço, “afinal de contas, 100% de zero ainda é zero“, disse Joy.

Isso é uma solução que, além de ter risco zero, mostra pra outras pessoas que você está disposto a resolver quaisquer supostos problemas causados durante a prestação de seu serviço.

 

Automação Google Ads: Como programar contagem regressiva.

Nessa série especial, reunimos alguns scripts úteis para você automatizar e aumentar o retorno de suas campanhas no Google Ads. Confira abaixo como automatizar o Google Ads para “contagem regressiva”.

 

1. Personalizador de Anúncios – Por Google Ads. Seus anúncios terão dados atualizados em tempo real com o script do Google. O script busca seus dados em uma planilha do Google, como preço, estoque e outras variáveis e os disponibilizam em seus anúncios. Você pode criar um anúncio com preço atualizado em tempo real, por exemplo.

 

// Copyright 2015, Google Inc. All Rights Reserved.
//
// Licensed under the Apache License, Version 2.0 (the "License");
// you may not use this file except in compliance with the License.
// You may obtain a copy of the License at
//
// //www.apache.org/licenses/LICENSE-2.0
//
// Unless required by applicable law or agreed to in writing, software
// distributed under the License is distributed on an "AS IS" BASIS,
// WITHOUT WARRANTIES OR CONDITIONS OF ANY KIND, either express or implied.
// See the License for the specific language governing permissions and
// limitations under the License.

/**
* @name Ad Customizer
*
* @overview The Ad Customizer script shows how to setup parameterized ads in
* your account. This script generates ads for a hypothetical flower shop
* whose inventory data is stored in Google Spreadsheets. In real
* advertising campaigns, you'll need to substitute it with your own
* datasources. See
* //developers.google.com/adwords/scripts/docs/solutions/customizer
* for more details.
*
* @author AdWords Scripts Team [[email protected]]
*
* @version 1.0.2
*
* @changelog
* - version 1.0.2
* - Added validation for external spreadsheet setup.
* - version 1.0.1
* - Updated to use expanded text ads.
* - version 1.0
* - Released initial version.
*/

// Replace this with the URL of the spreadsheet containing your data.
var SPREADSHEET_URL = 'YOUR_SPREADSHEET_URL';
// Replace this with the name of the campaign you want to use.
var CAMPAIGN = 'Campaign name';
// Replace this with the name of the ad group you want to use.
var ADGROUP = 'Flowers';

/**
* Retrieves an ad group given a campaign and ad group name.
*
* @param {string} campaignName The campaign name.
* @param {string} adGroupName The ad group name.
* @return {!AdGroup} The ad group.
* @throws if the specified campaign and ad group does not exist.
*/
function getAdGroup(campaignName, adGroupName) {
return AdWordsApp.adGroups()
.withCondition('Name = "' + adGroupName + '"')
.withCondition('CampaignName = "' + campaignName + '"')
.get()
.next();
}

/**
* Creates customized ads if they haven't already been created.
*
* @param {!AdGroup} adGroup The ad group within which to create the ads.
*/
function maybeCreateAds(adGroup) {
var ads = adGroup.ads().get();
while (ads.hasNext()) {
var ad = ads.next();
if (ad.isType().expandedTextAd()) {
var expandedTextAd = ad.asType().expandedTextAd();
if (expandedTextAd.getHeadlinePart1() == 'Flowers For Sale') {
// The ads have already been created; no need to do more
return;
}
}
}

// Reference the 'Flowers' data source here; text will be inserted when the
// ad is served.
adGroup.newAd().expandedTextAdBuilder()
.withHeadlinePart1('{=Flowers.name} For Sale')
.withHeadlinePart2('Fresh cut {=Flowers.name_lowercase}')
.withDescription('starting at {=Flowers.price}')
.withFinalUrl('//example.com')
.build();
// All ad groups also need to have an ad without ad customizers to fall back
// on, in case no ad customizers are able to serve.
adGroup.newAd().expandedTextAdBuilder()
.withHeadlinePart1('Flowers For Sale')
.withHeadlinePart2('Fresh cut flowers')
.withDescription('delivered for cheap')
.withFinalUrl('//www.example.com')
.build();
}

/**
* Retrieves or creates the Flowers data source.
*
* @return {!AdCustomizerSource}
*/
function getOrCreateDataSource() {
var sources = AdWordsApp.adCustomizerSources().get();
while (sources.hasNext()) {
var source = sources.next();
if (source.getName() == 'Flowers') {
return source;
}
}
return AdWordsApp.newAdCustomizerSourceBuilder()
.withName('Flowers')
.addAttribute('name', 'text')
.addAttribute('name_lowercase', 'text')
.addAttribute('price', 'price')
// Attributes named 'Custom ID' are special: the system will make sure
// that all values in the data source have unique custom IDs.
.addAttribute('Custom ID', 'text')
.build()
.getResult();
}

/**
* Reads flower / quantity / price data from a spreadsheet. In a real
* advertising campaign, you would have your own data source to read from.
*
* @param {string} url The URL of the spreadsheet to read from.
* @return {!Object} A lookup of flower details, by name.
*/
function readFlowers(url) {
var flowersByName = {};

Logger.log('Using spreadsheet - %s.', url);
var spreadsheet = validateAndGetSpreadsheet(url);

var sheet = spreadsheet.getSheets()[0];
var data = sheet.getRange(2, 1, sheet.getMaxRows() - 1, 3).getValues();
for (var i = 0; i < data.length; i++) {
if (data[i][0]) {
var flower = {
name: data[i][0],
quantity: parseFloat(data[i][1]),
price: data[i][2]
};
if (typeof flower.price != 'string') {
// Spreadsheets will sometimes coerce "$4.99" into just the number 4.99.
// In that case, add the dollar sign back.
flower.price = '$' + flower.price.toFixed(2);
}
flowersByName[flower.name] = flower;
}
}
return flowersByName;
}

/**
* Obtains a mapping from Customizer ID to Customizer object.
*
* @param {!AdCustomizerSource} source
* @return {!Object.<!AdCustomizerItem>} A mapping from custom ID to item.
*/
function getCustomizersById(source) {
var customizers = source.items().get();
var customizersById = {};
while (customizers.hasNext()) {
var customizer = customizers.next();
customizersById[customizer.getAttributeValue('Custom ID')] = customizer;
}
return customizersById;
}

/**
* Sets the price value of existing customizers, or creates new customizers
* where none exists.
*
* @param {!AdCustomizerSource} source
* @param {!Object} flowersInStock A mapping of flower names to objects
* objects containing flower details, including price.
* @param {!Object.<!AdCustomizerItem>} customizersById A mapping from custom ID
* to ad customizer.
* @return {!Object} The object representing the flower with most in stock.
*/
function setCustomizerValues(source, flowersInStock, customizersById) {
var mostInStock;
var highestStock = 0;
for (var flowerName in flowersInStock) {
var flower = flowersInStock[flowerName];
if (flower.quantity > highestStock) {
highestStock = flower.quantity;
mostInStock = flower;
}
var customizer = customizersById[flower.name.toLowerCase()];
if (customizer) {
customizer.setAttributeValue('price', flower.price);
} else {
source.adCustomizerItemBuilder()
.withAttributeValue('Custom ID', flower.name.toLowerCase())
.withAttributeValue('name', flower.name)
.withAttributeValue('name_lowercase', flower.name.toLowerCase())
.withAttributeValue('price', flower.price)
.withTargetKeyword(flower.name)
.build();
}
}
return mostInStock;
}

/**
* Main entry point.
*/
function main() {
var adGroup = getAdGroup(CAMPAIGN, ADGROUP);
var source = getOrCreateDataSource();
maybeCreateAds(adGroup);

// Get all customizer items in the 'Flowers' data source, and create a map
// from item ID to item.
var customizersById = getCustomizersById(source);

// For each flower in inventory, update the matching ad customizer item's
// 'price' attribute. Also find the flower with the highest quantity in stock.
var flowersInStock = readFlowers(SPREADSHEET_URL);
var mostInStock =
setCustomizerValues(source, flowersInStock, customizersById);

// Point the 'default' customizer item to the flower that has the largest
// quantity in stock. The default customizer item has no target keyword, so
// it'll be triggered for generic search terms like 'flowers'.
var defaultCustomizer = customizersById['Default'];
if (defaultCustomizer) {
defaultCustomizer.setAttributeValues({
name: mostInStock.name,
name_lowercase: mostInStock.name.toLowerCase(),
price: mostInStock.price
});
} else {
source.adCustomizerItemBuilder()
.withAttributeValue('Custom ID', 'Default')
.withAttributeValue('name', mostInStock.name)
.withAttributeValue('name_lowercase', mostInStock.name.toLowerCase())
.withAttributeValue('price', mostInStock.price)
.build();
}
}

/**
* DO NOT EDIT ANYTHING BELOW THIS LINE.
* Please modify your spreadsheet URL and email addresses at the top of the file
* only.
*/

/**
* Validates the provided spreadsheet URL and email address
* to make sure that they're set up properly. Throws a descriptive error message
* if validation fails.
*
* @param {string} spreadsheeturl The URL of the spreadsheet to open.
* @return {Spreadsheet} The spreadsheet object itself, fetched from the URL.
* @throws {Error} If the spreadsheet URL or email hasn't been set
*/
function validateAndGetSpreadsheet(spreadsheeturl) {
if (spreadsheeturl == 'YOUR_SPREADSHEET_URL') {
throw new Error('Please specify a valid Spreadsheet URL. You can find' +
' a link to a template in the associated guide for this script.');
}
var spreadsheet = SpreadsheetApp.openByUrl(spreadsheeturl);
return spreadsheet;
}

 

Como configurar 

 

2. Parametrizador de Anúncios – Por Google Ads. Assim como o script Personalizador de Anúncios, você pode fazê-lo com parâmetros de anúncios. esses scripts podem ser executados a nível da MCC controlando todas as contas que estão a baixo na estrutura.

Confira a documentação completa clicando aqui

3. Contagem Regressiva da Venda – Por Google Ads. Este é um ótimo script para dar um apelo de “urgência” ao seus anúncios, pois, ele permite que seja feita uma contagem regressiva sem a necessidade de criar novos anúncios toda vez que a contagem for reduzida.

// Copyright 2015, Google Inc. All Rights Reserved.
//
// Licensed under the Apache License, Version 2.0 (the "License");
// you may not use this file except in compliance with the License.
// You may obtain a copy of the License at
//
// //www.apache.org/licenses/LICENSE-2.0
//
// Unless required by applicable law or agreed to in writing, software
// distributed under the License is distributed on an "AS IS" BASIS,
// WITHOUT WARRANTIES OR CONDITIONS OF ANY KIND, either express or implied.
// See the License for the specific language governing permissions and
// limitations under the License.

/**
* @name Sales Countdown
*
* @overview The sales countdown script demonstrates how to update your ad
* parameters hourly to count down until a sale you'd like to promote. See
* //developers.google.com/adwords/scripts/docs/solutions/sale-countdown
* for more details.
*
* @author AdWords Scripts Team [[email protected]]
*
* @version 1.0
*
* @changelog
* - version 1.0
* - Released initial version.
*/

// Date and time for the end of the sale. Be sure to include a time and timezone
// so that the sale ends exactly when you intend.
var END_DATE = new Date('February 17, 2016 13:00:00 -0500');
// Change this to the Ad Group you set up with text ads with AdParams.
var AD_GROUP_NAME = 'Widget Sale';

var DAY_IN_MILLISECONDS = 24 * 60 * 60 * 1000;

function main() {
var timeLeft = calculateTimeLeftUntil(END_DATE);
var adGroup = getAdGroup(AD_GROUP_NAME);
var keywords = adGroup.keywords().get();
while (keywords.hasNext()) {
var keyword = keywords.next();
// We want to update {param1} to use our calculated days and {param2}
// for hours.
keyword.setAdParam(1, timeLeft['days']);
keyword.setAdParam(2, timeLeft['hours']);
}
}

function calculateTimeLeftUntil(end) {
var current = new Date();
var timeLeft = {};
var daysFloat = (end - current) / (DAY_IN_MILLISECONDS);
timeLeft['days'] = Math.floor(daysFloat);
timeLeft['hours'] = Math.floor(24 * (daysFloat - timeLeft['days']));

// Prevent countdown to negative time period.
if (timeLeft['days'] < 0) {
timeLeft['days'] = 0;
}
if (timeLeft['hours'] < 0) {
timeLeft['hours'] = 0;
}

return timeLeft;
}

function getAdGroup(name) {
var adGroupIterator = AdWordsApp.adGroups()
.withCondition('Name = "' + name + '"')
.withLimit(1)
.get();
if (adGroupIterator.hasNext()) {
return adGroupIterator.next();
}
}

Como configurar

 

4. Agenda de Contagem Regressiva da Venda – Por Google Ads. Da mesma forma que o script da Contagem Regressiva da Venda, esse script permite essa contagem mas estendendo para vários eventos usando o Personalizador de Anúncios.

 

// Copyright 2015, Google Inc. All Rights Reserved.
//
// Licensed under the Apache License, Version 2.0 (the "License");
// you may not use this file except in compliance with the License.
// You may obtain a copy of the License at
//
// //www.apache.org/licenses/LICENSE-2.0
//
// Unless required by applicable law or agreed to in writing, software
// distributed under the License is distributed on an "AS IS" BASIS,
// WITHOUT WARRANTIES OR CONDITIONS OF ANY KIND, either express or implied.
// See the License for the specific language governing permissions and
// limitations under the License.

/**
* @name Sales Countdown Calendar
*
* @overview The Sales Countdown Calendar script allows you to update ads in
* your account to count down to multiple sales events by integrating a
* calendar to the script, and using ad customizers. See
* //developers.google.com/adwords/scripts/docs/solutions/sales-countdown-calendar
* for more details.
*
* @author AdWords Scripts Team [[email protected]]
*
* @version 1.0
*
* @changelog
* - version 1.0
* - Released initial version.
*/

// Set this value to your calendar's ID.
var CALENDAR_ID = 'INSERT_CALENDAR_ID';

// Name of the ad customizer source created by this script. If you change this
// value, you should also change your ads to refer to the new customizer name.
var CUSTOMIZER_NAME = 'SalesCountdown';

// Set this value to receive an email whenever the script updates ad
// customizers in your account.
var EMAIL = '[email protected]';

// Set this value to the list of users who should get updates whenever the
// script updates ad customizers in your account.
var EMAIL_CC = ['[email protected]', '[email protected]'];

function main() {
var events = listAllEvents();
var now = new Date();
var customizer = getAdCustomizerSource();
if (!customizer) {
customizer = createAdCustomizerSource();
}

var logs = [];

for (var i = 0; i < events.length; i++) {
var event = events[i];
if (event.Campaign) {
var customizerItem = getCustomizerItem(customizer, event.Name);

if (customizerItem) {
if (event.EndDate > now) {
if (customizerItem.getAttributeValue('EndDate') !=
formatDate(event.EndDate) ||
customizerItem.getTargetCampaignName() != event.Campaign) {
setCustomizerItem(customizerItem, event.StartDate,
event.EndDate, event.Campaign);

logs.push(Utilities.formatString('Updated countdown entry ' +
'for %s. New end date: %s, associated campaign: %s.',
event.Name, event.EndDate, event.Campaign));
}
} else {
removeCustomizerItem(customizerItem);
logs.push(Utilities.formatString('Removed countdown entry for ' +
'expired event: %s.', event.Name));
}
} else {
if (event.EndDate > now) {
addCustomizerItem(customizer, event.Name, event.StartDate,
event.EndDate, event.Campaign);
logs.push(Utilities.formatString('Added countdown entry for %s. ' +
'End date: %s, associated campaign: %s.', event.Name,
event.EndDate, event.Campaign));
}
}
}
}

if (logs.length > 0) {
var htmlBody = [];
htmlBody.push('The Sales countdown calendar script made the following ' +
'changes to Customer ID: ' +
AdWordsApp.currentAccount().getCustomerId() +
'<br>');
htmlBody.push('<ul>');
for (var i = 0; i < logs.length; i++) {
htmlBody.push('<li>' + logs[i] + '</li>' + '<br>');
}
htmlBody.push('</ul>');
MailApp.sendEmail({
to: EMAIL,
cc: EMAIL_CC.join(','),
subject: 'Sales countdown calendar',
htmlBody: htmlBody.join('\n')
});
}
}

/**
* Gets the campaign name associated with an event.
*
* @param {string} eventDescription The event description.
*
* @return {?(string )} Name of the campaign associated with this event,
* or null if the event description doesn't specify one.
*/
function getCampaignName(eventDescription) {
var parts = eventDescription.split('\n');
for (var i = 0; i < parts.length; i++) {
var subparts = parts[i].split('=');
if (subparts.length == 2 && subparts[0].toLowerCase() == 'campaign') {
return subparts[1];
}
}
return null;
}

/**
* Removes an ad customizer item.
*
* @param {AdCustomizerItem} customizerItem The item to be removed.
*/
function removeCustomizerItem(customizerItem) {
customizerItem.remove();
}

/**
* Retrieves an ad customizer item by its event name.
*
* @param {AdCustomizerSource} adCustomizerSource The ad customizer source to
* search for the item.
* @param {string} eventName The event name.
*
* @return {?(AdCustomizerItem )} The ad customizer item if it exists,
* null otherwise.
*/
function getCustomizerItem(adCustomizerSource, eventName) {
var items = adCustomizerSource.items().get();

while (items.hasNext()) {
var item = items.next();
if (item.getAttributeValue('EventName') == eventName) {
return item;
}
}
return null;
}

/**
* Updates an ad customizer item with new event details.
*
* @param {AdCustomizerItem} customizerItem The ad customizer item to
* be updated.
* @param {Date} startDate The event start date.
* @param {Date} endDate The event end date.
* @param {string} campaignName The name of the campaign this event is
* associated with.
*/
function setCustomizerItem(customizerItem, startDate, endDate, campaignName) {
customizerItem.setAttributeValue('StartDate', formatDate(startDate));
customizerItem.setAttributeValue('EndDate', formatDate(endDate));
customizerItem.setTargetCampaign(campaignName);
}

/**
* Adds an ad customizer item.
*
* @param {AdCustomizerSource} adCustomizerSource The ad customizer source to
* which the new item is added.
* @param {string} eventName The event name.
* @param {Date} startDate The event start date.
* @param {Date} endDate The event end date.
* @param {string} campaignName The name of the campaign this event is
* associated with.
*
* @return {AdCustomizerItem} The ad customizer item.
*/
function addCustomizerItem(adCustomizerSource, eventName, startDate, endDate,
campaignName) {
var operation = adCustomizerSource.adCustomizerItemBuilder()
.withAttributeValue('StartDate', formatDate(startDate))
.withAttributeValue('EndDate', formatDate(endDate))
.withAttributeValue('EventName', eventName)
.withTargetCampaign(campaignName)
.build();
return operation.getResult();
}

/**
* Formats a date for creating a ad customizer item.
*
* @param {string} date The date to be formatted.
*
* @return {string} The formatted date.
*/
function formatDate(date) {
return Utilities.formatDate(date, AdWordsApp.currentAccount().getTimeZone(),
'yyyyMMdd HHmmss');
}

/**
* Create a new ad customizer source for this script.
*
* @return {(AdCustomizerSource)} The new ad customizer source.
*/
function createAdCustomizerSource() {
var operation = AdWordsApp.newAdCustomizerSourceBuilder()
.addAttribute('StartDate', 'date')
.addAttribute('EndDate', 'date')
.addAttribute('EventName', 'text')
.withName(CUSTOMIZER_NAME)
.build();
return operation.getResult();
}

/**
* Gets the ad customizer source for this script.
*
* @return {?(AdCustomizerSource )} An ad customizer source,
* if it exists, null otherwise.
*/
function getAdCustomizerSource() {
var customizers = AdWordsApp.adCustomizerSources().get();
while (customizers.hasNext()) {
var customizer = customizers.next();
if (customizer.getName() == CUSTOMIZER_NAME) {
return customizer;
}
}
return null;
}

/**
* Gets the calendar's timezone.
*
* @return {string} The calendar's timezone.
*/
function getCalendarTimezone() {
var calendar = Calendar.Calendars.get(CALENDAR_ID);
return calendar.timeZone;
}

/**
* Lists all events on the calendar.
*
* @return {Array.<Object>} An array of event details.
*/
function listAllEvents() {
var calendarEvents = Calendar.Events.list(CALENDAR_ID, {
singleEvents: true,
orderBy: 'startTime'
});

var retval = [];

for (var i = 0; i < calendarEvents.items.length; i++) {
var event = calendarEvents.items[i];
if (event.start.date || event.end.date) {
throw ('All day events are not supported. Set a start and end time.');
}
var startDate = parseDate(event.start.dateTime);
var endDate = parseDate(event.end.dateTime);

retval.push({
'Name': event.summary,
'Campaign': getCampaignName(event.description),
'StartDate': startDate,
'EndDate': endDate
});
}
return retval;
}

/**
* Parses a date from Google Calendar.
*
* @param {string} dateText The date as a string.
*
* @return {Date} the parsed date.
*/
function parseDate(dateText) {
// Date format is yyyy-mm-ddTHH:mm:ss±HH:mm.
var dateFormat = /^(\d{4})-(\d{2})-(\d{2})T(\d{2}):(\d{2}):(\d{2})([+-]\d{2}):(\d{2})$/;
var parts = dateText.match(dateFormat);

var year = parts[1];
var month = parts[2];
var day = parts[3];
var hour = parts[4];
var minute = parts[5];
var second = parts[6];
var tzHour = parseInt(parts[7]);
var tzMin = parseInt(parts[8]);

// Change the sign of tzMin if tzHour is negative. This way, -05:30
// is interpreted as -05:00 -00:30 instead of -05:00 -00:30
if (tzHour < 0) {
tzMin = -tzMin;
}
var tzOffset = new Date().getTimezoneOffset() + tzHour * 60 + tzMin;

return new Date(year, month - 1, day, hour, minute - tzOffset, second, 0);
}

Como configurar

Como aumentar o tempo de leitura dos visitantes em seu blog?

Como aumentar o tempo de leitura dos visitantes em seu blog

O marketing digital tem sido a melhor maneira de promover qualquer tipo de negócio. Elaborar um site de qualidade, que atraia o público-alvo pode não ser tão simples quanto parece, há muito material disponível em concorrência. Para você construir um blog de sucesso é preciso entender sobre algumas coisas, saiba como aumentar o tempo de leitura dos visitantes em seu blog!

Com os celulares sempre em mãos, em qualquer situação, a internet é o meio de comunicação mais acessível e de maior abrangência.

Por isso, sites e blogs são a melhor maneira de promover algum serviço, produto ou informações.

Mas, toda essa acessibilidade também tem seu lado negativo. É preciso dar seu melhor na elaboração do site e nas postagens, para que os visitantes busquem pelas suas informações e, principalmente, se mantenham nelas.

Quer dar um up no seu blog para aumentar as visualizações e permanência do leitor na página? Esse artigo irá te mostrar como aumentar o tempo de leitura dos visitantes em seu blog!

Obtenha elementos visuais para aumentar o tempo de leitura dos visitantes

Escolher uma estrutura de texto adequado pode aumentar o tempo de leitura dos visitantes em seu blog.

Alguns profissionais de marketing recomendam que o conteúdo deve começar com textos pequenos, com alta frequência de novas postagens e, só depois de um tempo, apostar em menor quantidade de textos, porém mais longos.

Para outros profissionais, essa reflexão já não faz tanto sentido assim. Cada blog tem um propósito e é difícil generalizar desta maneira.

Uma dica valiosa para dar mais harmonia ao seu blog, e consequentemente aumentar o tempo de leitura dos visitantes é dividir a matéria.

E uma ótima maneira de fazer isso é adicionar imagens ao decorrer do texto. Essa pequena mudança pode potencializar as visualizações do seu site, mais compartilhamento de terceiros, etc.

Mas, é preciso que você utilize as imagens certas para que essa estratégia realmente funcione. As figuras precisam ser relevantes, terem a cara da informação que você deseja passar.

Se você está montando um post sobre viagens, por exemplo, acrescente algumas fotos de lugares incríveis, instigando o leitor a realmente querer conhecê-lo.

Site ilustração viagem

Ou, se está instruindo um passo a passo, imagens com fluxogramas e esquemas são ótimas para o entendimento e satisfação de quem buscou pela matéria.

Se escolhidas com sabedoria, as imagens absorvem o leitor, que vai dedicar mais tempo à leitura do seu blog.

Adicione movimento no blog

Além das imagens para aumentar o tempo de leitura dos visitantes em seu blog, outra dica é apostar nos vídeos.

Foi feito uma média, e descobriram que os post com conteúdo em vídeo aumentam o tempo de visualização da página em 2,6 vezes.

O resultado é gritante, mas mesmo assim o costume de usar vídeo nas postagens não é algo muito usual. Isso porque, a produção de conteúdo leva um tempo maior, porém, páginas com vídeo tendem a ranquear melhor nos mecanismos de busca. Portanto, caso tenha alguma página que queira dar maior visibilidade, invista em um vídeo.

Aprenda algumas dicas para adicionar vídeos e aumentar o tempo de leitura dos visitantes em seu blog:

  • Crie vídeos instrutivos.
  • Se atua em alguma área que sempre tem novidades ou mudanças, considere repassar essas informações por vídeos invés de textos.
  • Converse com seu público, plante dúvidas e instigue a curiosidade que prender o visitante até o final do vídeo.
  • Complemente a postagem com algum conteúdo escrito.
  • A produção do vídeo deve ser feita com qualidade de som e imagem.

Uso do conceito TLDR para aumentar o tempo de leitura

Outra tática para aumentar o tempo de leitura no blog é utilizar o TLDR (Too Long, Didn’t Read).

O TLDR é mencionado no texto quando o post original é muito extenso e as pessoas querem apenas um resumo para ter uma ideia do que se trata, uma visão geral do contexto.

TLDR

Porém, muitas vezes ele aparece nos fóruns destinados aos leitores, indicando que o texto é muito longo, mostrando que as pessoas estão sem paciência para ler o conteúdo na íntegra.

Isso é extremamente interessante, pois o responsável pelo blog fica ciente quando uma postagem não agradou, dando a possibilidade de modificá-la.

Além disso, sua utilização também se encaixa no que foi dito no tópico anterior, sobre dar mais espaço ao visitante no blog.

Ou seja, você dá uma oportunidade de contato com o leitor, criando um vínculo entre ele e o blog (o que acaba fazendo dele um visitante “fiel”) e ainda recebe dicas a respeito das postagens.

Nada melhor que a fiscalização e a opinião do nosso próprio público-alvo para atender os desejos dos leitores.

É importante sempre estar atualizando as postagens para melhorá-las, de forma a agradar mais os visitantes.

Forneça dicas e dê espaço ao visitante em seu blog

Fornecer dicas e informações interessantes para o leitor ao decorrer do texto estimula o visitante a permanecer mais tempo no blog.

A postagem precisa agregar conhecimento para quem está lendo. Se o leitor terminar de ler o post e sentir que realmente aprendeu algo útil, isso vai instigá-lo a procurar outras matérias no site.

Dicas no site

A utilização de marcadores e subtítulos também são estruturas recomendadas na confecção de textos.

Realizar citações e chamadas para atrair a atenção do leitor. Coisas impactantes despertam a curiosidade!

Outra maneira eficiente de aumentar o tempo de leitura dos visitantes em seu blog é abrindo um espaço para ele.

Você pode abrir um fórum de perguntas e respostas, enquetes, disponibilizar o envio de mensagens com sugestões para posts futuros ou complementações de artigos antigos.

Isso vai criar uma relação entre o site e o visitante, despertando a curiosidade do leitor e fazendo com que suas visitas no site se tornem mais frequentes.

Essas pequenas dicas de como aumentar o tempo de leitura dos visitantes em seu blog vão fazer toda a diferença no alcance de suas postagens, de maneira a construir posts mais interessantes e atrativos para os leitores.

 

Entenda a GDPR, lei de proteção de dados e como ela afeta os sites brasileiros

GDPR

Com a entrada em vigor da General Data Protection Regulation (GDPR ou Regulamento Geral de Proteção de Dados), que se deu a partir do dia 25 de maio de 2018, passa então a existir um grupo único de normas de proteção de dados para toda e qualquer empresa ativa na União Europeia, independentemente de qual é a sua localização.

A legislação não é nenhuma novidade e muita gente já estava ciente de todo o ocorrido, já que a mesma foi proposta 6 anos atrás, em 2012, e aprovada pela União Europeia (UE) em abril de 2016.

De qualquer forma, mesmo tendo sido proposta há anos e sendo acompanhadas por interessados das áreas digitais, ainda existem muitos brasileiros que não sabem exatamente como ela funciona ou qual será o seu impacto em nosso país.

Esta nova lei é quase uma bíblia digital com seus 99 capítulos que ressuscita uma velha discussão sobre a importância da proteção dos usuários na rede.

O que é o GDPR – Regulamento Geral de Proteção de Dados?

O regulamento é, de maneira geral, um conjunto de leis cujo objetivo é criar um regulamento pioneiro que proteja os dados pessoais de cidadãos europeus em quaisquer plataformas online.

Isto, obviamente, sendo estendido para redes sociais, lojas virtuais, serviços financeiros, e etc, interferindo em qualquer plataforma, rede ou serviço online que possua qualquer sistema de acesso ou retenção de dados de usuários, sejam informações comerciais ou pessoais, de forma gratuita ou não.

Mas para entendermos a relevância disso tudo, devemos ir ao começo.

O que são dados pessoais?

Bom, segundo a Comissão Europeia, esta é a definição:

“Dados pessoais são quaisquer informações relacionadas a um indivíduo vivo identificado ou identificável. Diferentes informações, coletadas em conjunto, que podem levar à identificação de uma determinada pessoa, também são consideradas dados pessoais.”

Ou seja, seu nome, seu cpf, seu e-mail, seu endereço, sua data de nascimento e uma série de outras informações que mesmo que inofensivas sejam isoladas, quando juntas podem contribuir para a identificação de um usuário.

RG

Além disso, a comissão também nos alerta sobre algo importante:

“O GDPR protege os dados pessoais independentemente da tecnologia utilizada para o tratamento desses dados – é neutra em termos tecnológicos e aplica-se tanto ao tratamento automatizado como ao tratamento manual[…]”

Ou seja, se dados sobre uma pessoa são armazenados sob qualquer tipo de critério como guia, sejam dados armazenados de forma física ou digital, eles entram no território do Regulamento Geral de Proteção de Dados.

Segue lista de exemplos do que a comissão considera como dados pessoais:

  • o nome e apelido;
  • o endereço de uma residência;
  • um endereço de e-mail como [email protected];
  • o número de um cartão de identificação;
  • dados de localização
  • um endereço de IP (protocolo de internet);
  • cookies
  • etc.

Vitórias

A União Europeia, com o GDPR, conseguiu um nível de proteção aos usuários que já era tido como impossível em vários cantos do globo.

Proteção para os usuários

O Regulamento Geral de Proteção de Dados foi criado com a atenção voltada para os cidadãos.

A intenção aqui é a de garantir que eles possuam, pelo menos, alguns direitos básicos ao fazer uso de quaisquer serviços online.

A coleta massiva de informações de qualquer internauta europeu só poderá ser feita com sua devida autorização.

Autorização esta que, vale salientar, poderá ser revogada em qualquer momento que o mesmo quiser.

O Direito de ser esquecido

Os usuários de redes sociais que deletarem sua conta do Facebook também podem exigir que seus dados sejam deletados do servidor.

Dessa vez, caso o usuário queira, não só sumir da página, mas também da internet, ele tem o direito para tal, embora as leis nesse quesito sejam um tanto restritas e muitos duvidem da eficácia delas.

Você não é obrigado a nada

Nenhuma empresa está mais autorizada, na União Europeia, a exigir dados dos seus usuários que ela não precise para oferecer o serviço.

Essa é uma grande vitória. Empresas podem ser diretamente responsabilizadas por acesso a informações pessoais suas, seja lá qual seja o meio obtido, caso você não tenha especificamente concordado com isso.

Por exemplo, o Facebook não poderia mais exigir seu celular para você fazer uma conta.

Privacidade é a prioridade

IdentificaçãoAgora, invés de ter suas redes sociais coletando informações suas antes de sequer saber o que fazer sobre isso, a norma agora dita que as empresas devem sempre limitar sua coleta ao mínimo possível para ser funcional.

Além disso, devido à natureza das regras condidas no Regulamento Geral de Proteção de Dados, as empresas tem que ativamente evitar coletar dados para não passar dos limites, evitando assim potenciais riscos.

Portabilidade

Uma das grandes novidades é o direito de portabilidade que está presente no regulamento (Art. 20). Lá, permite-se que o dono da conta transfira suas informações diretamente de um serviço para outro, de forma similar a o que fazemos com números de celular quando trocamos de empresa.

A importância disto não foi ainda tão percebida por muitos, mas a verdade é que isto é uma vantagem significativa para o usuário e para o mercado.

A mudança acaba por criar condições viáveis para o surgimento de concorrência para as grandes plataformas que acabam se beneficiando do cansativo processo de trocar de serviço digital quando há tanto tempo investido.

E o que muda para os brasileiros?

É uma dúvida comum. Se o GDPR atua na União Europeia, ele afeta os brasileiros?

A resposta é sim, e mesmo que a intenção não tenha sido essa, os efeitos colaterais do Regulamento Geral de Proteção de Dados são sentidos aqui.

Isso ocorre porque o regulamento é válido e afeta qualquer empresa que queira atuar de qualquer forma na União Europeia sem quebrar a lei.

Ou seja, isso acaba por afetar não só o Facebook, mas também a sua loja virtual se você quer enviar produtos para a Itália.

Devido a isso, várias companhias tem alterado seus termos e adaptado seus sistemas e funcionamentos em vários países fora da Europa.

Muitos sites e plataformas adicionaram recursos e serviços que se encaixam aos requerimentos do GDPR para usuários de todos os países.

O Facebook, por exemplo, já permite que usuários de todo o mundo apaguem ou façam download de dados pessoais na rede social.

Google Meu Negócio Não Permite Mais Comentários Anônimos

Google Meu Negócio

Google Meu Negócio não contabiliza comentários anônimos

Google Meu Negócio parou de contar comentários anônimos ao calcular as notas de negócios em geral.

Considerando que transparência se tornou algo completamente virtual no Marketing Digital, parece que Google resolveu tomar uma atitude para assegurar isso.

As reviews anônimas eram consideradas ultrapassadas e não confiáveis. Principalmente quando consideramos que em sua maioria, elas foram escritas há muitos anos.

Esta foi uma atitude peculiar e interessante do Google.

Tal decisão se alinha com outros sites que só permitem reviews de usuários cadastrados. Yelp e TripAdvisor, por exemplo.

Assim, você muitas vezes não precisa contar somente com a nota dada por uma massa, como pode ver quem foi que fez a review, quão confiável ele é, comparar com outras reviews da mesma pessoa e mais.

As implicações são de fato muitas, mas claramente são mais alinhadas com a ideia de transparência, o que acaba por ser algo bom em termos gerais.

Como recuperar reviews perdidas do Google?

Não há o que fazer para recuperar as reviews anônimas.

Agora, tal decisão do Google foi integrada em seu algoritmo

Acredite, se você está preocupado com o sumiço de reviews anônimas, você não é o único. Existem várias pessoas preocupadas com o sumiço de reviews.

No entanto, em termos gerais, o Google fez isso, como dito anteriormente, em prol de transparência.

No fim das contas, negócios sérios e empenhados e consumidores em geral vão acabar por se beneficiarem de tal decisão.

A boa notícia é que, se você não é o único.

Pense da seguinte maneira, os seus concorrentes estão também perderam todos os comentários anônimos que eles tinham.

É uma mudança agradável quando uma atualização do Google afeta a todos, em vez de apenas algumas empresas.

Apesar de lidar com mudanças de forma inesperada ser sempre um incômodo, há um certo conforto em saber que você não é o único.

Além disso, é uma mudança bem-vinda ter uma explicação detalhada sobre o que aconteceu, mesmo que nenhum aviso tenha sido dado e o resultado final seja indesejável.

Como aumentar o engajamento do público no Facebook?

Facebook é responsável por mais de 1.5 bilhão de acessos diários em todos os países. Mas como aumentar o engajamento do público no Facebook?

Mas antes de falarmos sobre as formas de engajamento, vamos falar primeiro o que é engajamento.

Engajamento seria:

  • Aumento dos comentários nas atualizações
  • Aumento de likes nas publicações
  • Aumento de conteúdos compartilhados
  • Vista dos posts e vídeos
  • Clicar nos links apresentados
  • Conversão em vendas

Agora vamos dar algumas dicas importantes sobre como aumentar o engajamento no Facebook.

1.   Celebre os feriados 

Como aumentar o engajamento do Facebook? Aumente também a relevância. Se seu post é relevante as pessoas irão se engajar com ele.

Pegue os maiores feriados e sempre faça um post sobre eles. Existem também algumas datas comemorativas que não são bem feriados, mas que podem ser aproveitadas como se o fossem.

Veja aqui quais são os principais e os secundários. Aproveitar cada oportunidade que se tem de interação é uma forma única de manter o engajamento.

2.   Comece um grupo no Facebook

Uma página é diferente de um grupo, pois a primeira é mais pessoal e os clientes não interagem com tanta frequência. Em um grupo, não. Você tem interação direta com bastante frequência e muito envolvimento.

Vamos dizer que seu negócio seja marketing digital. Você pode manter uma página de onde sairão alguns informativos, como também pode manter um grupo sobre o tema marketing digital.

Ambas são formas diferentes de se aumentar o envolvimento nas postagens. E quando o grupo é grande, muitas oportunidades podem sair dali.

3.   Faça quizzes e questionários úteis

Para aumentar o nível de compromisso dos leads com sua página, faça quizzes (jogo de perguntas e respostas). Assim você interage com o público de uma forma divertida e é também uma maneira de como aumentar o engajamento.

Através desses quizzes você pode ainda descobrir novidades sobre seus leads que você não fazia noção.

Por exemplo:

  • O que vocês vão fazer no feriado?
  • O que vocês pensam sobre os eventos atuais das notícias?
  • O que vocês acham da nossa página?

Você pode usar as datas comemorativas para fazer estes quizzes e assim achar uma forma de como aumentar o engajamento.

4.   Agende suas novidades da forma correta

Para saber qual é a forma correta, basta olhar o Facebook Insights e observar o movimento dos seus consumidores. Essa é uma ferramenta super útil para quem está querendo agendar seus posts em uma data certa.

Por quê? Porque você fica sabendo exatamente quem é o seu público, do que ele mais gosta, que horários são os melhores para postagens e por aí vai.

Mas existem dias e horas que são mais propícias para o maior envolvimento do público no Fabebook que são:

Melhores dias:

  • quinta-feira
  • sexta
  • sábado
  • domingo

Melhores Horas do dia:

  • 9 am
  • 1 pm
  • 3 pm

Mas se você quer ter mais certeza, então olhe o Facebook Insights.

5.   Conte histórias intrigantes

Os seres humanos adoram histórias e isso é uma forma de como aumentar o engajamento. Histórias unem pessoas, corporações e envolvem bastante.

Storytelling é uma prática muito comum na internet e tem o condão de engajar muito a quem estiver lendo.

Conte histórias de superação, de produtividade, de motivação e verá seus leads se envolverem bastante.

6.   Faça uso de muitos vídeos

Assim como no Instagram, o Facebook é uma ótima plataforma para se publicar vídeos e de como aumentar o engajamento usando-os.

Vídeos são interativos e trazem um quê de que a história contada neles deve valer a pena. E as pessoas interagem melhor com os vídeos do que com fotos e texto.

7.   Confie na frequência correta

Quando você posta no horário certo todos os dias que estão marcados para postagem, você cria um quê de expectativa nos seus leitores.

Eles ficam esperando a novidade mais interessante que você venha a postar. Como dissemos antes, vídeos são mais interativos, por isso faça bom uso deles.

Imagens também não ficam atrás, por isso use as imagens corretas no momento certo.

Faça posts em horários considerados nobres, pois eles são chamados horários de pico não por acaso.

8.   Responda ao máximo os comentários

Responder os comentários é uma questão de respeito para com o prospect. Se ele quer saber alguma coisa sobre o seu produto ou serviço, então você tem que estar a postos.

Se você der uma resposta que cativa, você acaba de ganhar um cliente. Isso também vale para comentários não tão positivos. O ideal é não perder a cabeça com esse tipo de comentário.

Dúvidas sobre o seu produto ou serviço, dúvidas sobre a empresa e seus procedimentos de vendas, dúvidas sobre formas de pagamento…

Se você responde de uma forma correta essa é uma maneira de como aumentar o engajamento e demonstra profissionalismo e bom atendimento.

9.   Criar conteúdo divertido e que envolva bem

Conteúdos divertidos chamam mais atenção que conteúdos triviais de notícias e afins. Usar do humor para atingir as pessoas é uma ferramenta chave para o sucesso nas postagens. E isso favorece as vendas.

Dependendo do negócio, o humor deve vir em uma certa dose, mas em geral ser engraçado também mostra descontração e personalidade empresarial.

10.   Mostre o making off da sua empresa

Mostrar os bastidores te causa confiança. As pessoas são curiosas em saber os bastidores desta ou daquela empresa.

Utilize isso a seu favor sempre que possível e atraia mais leads para o seu universo. Se houver algum acontecimento especial como uma festa, data comemorativa, é bom sempre compartilhar.

Afinal de contas, os seus clientes e prospects também fazem parte da sua empresa.

11.    Utilize muito da prova social

A prova social é o momento em que você posta fotos e vídeos de pessoas usando seus produtos.

Essa é uma maneira de como aumentar o engajamento nesta rede social de forma efetiva. Porque as pessoas olhando outras que também usam seus produtos, ficam mais confiantes e passam a querer usar também.

12.   Crie promoções e descontos especiais

Quando você cria descontos e promoções as pessoas se interessam o bastante para comprarem de você.

E promoção e desconto são palavras mágicas que ajudam e impulsionam as vendas (e isso é uma forma de interação).

13.  Use conteúdos condizentes

Mantenha-se sempre atualizado sobre tudo que ocorre aqui no Brasil e lá fora para que possa passar esta informação em primeira mão para os seus clientes.

Se quer se manter mais atualizado você pode utilizar de aplicativos de notícias ou da própria internet.

14.  Faça lives variando com o seu conteúdo

As lives mostram presença e vídeos live são uma forma de interação mais atrativa porque as pessoas podem conhecer você e interagir com a sua ideia.

Você pode com elas aumentar o alcance como também é uma forma de como aumentar o engajamento.

15.   Consistência é uma parte fundamental

Quem lida com conteúdos é preciso que tenha consistência. Se você tiver todo o conhecimento do mundo, mas não souber como usá-lo, de nada valerá o seu esforço.

Manter a consistência é manter o padrão dos conteúdos e as postagens que devem seguir um contexto.

Manter a consistência é estar a par do que pode ou não melhorar a sua página utilizando sempre em prol dos seus clientes. É fazer as atualizações pensando neles.

16.   Tenha foco e analise resultados

As métricas do Facebook estão aí para quaisquer pessoas analisarem. É sempre bom manter um olho nas métricas para não acabar tendo que refazer as táticas por falta de engajamento.

Por isso, o foco é primordial. Ter uma página no Facebook é uma alta responsabilidade para com os clientes que buscam por novidades e informações pertinentes.

Por isso é superimportante investir em conteúdos de qualidade sempre olhando as métricas e não perder o foco.

17.   Desenvolva conteúdos breves, objetivos

As pessoas geralmente dão uma olhadinha rápida e o que lhes chamar mais atenção é o que elas verão.

Desta forma quanto mais sucinto e objetivo for o conteúdo, você estará respeitando o tempo do seu lead.

Você sabia que textos de 100-150 caracteres geram 60% maior engajamento que posts longos demais?

Pois bem, isso é uma prova de que as pessoas gostam do que é mais rápido e prático.

Adobe compra Magento Commerce por 1.68 bilhões de dólares

Com mais de 300.000 desenvolvedores contribuindo com a plataforma, Magento Commerce se mostrou uma das mais consolidadas plataformas de E-commerce do mundo.

Tamanho desenvolvimento e conquista de mercado despertou o interesse da gigante Adobe, que passa a ser, a única companhia com soluções integradas na criação de conteúdo, marketing, publicidade, Analytcs e agora o comércio eletrônico. A compra do Magento  é um dos maiores negócios da empresa. O valor da transação está estimado em 1.68 bilhões de dólares.

A Magento conta com Cânon, Rosetta Stone como alguns de seus clientes mais seletos, além de Coca-Cola e Warner Music. Mas a compra ainda não foi concluída, só será, na verdade, no 3° trimestre de 2018.

Esta aquisição deve ter valor agregado à Adobe Experience Cloud. Este é um conjunto que usa criação e gerenciamento de campanhas de marketing virtual.

A Magento tem alguns softwares para construir e manter lojas virtuais. Tem sistema de gerenciamento de compras, entregas, devoluções, até pagamentos, bem como, cria anúncios nas mídias sociais e otimiza buscas.

O que a compra traz de bom?

A Adobe provavelmente competirá de frente com a Salesforce (compradora recente da Demandware). Essa também trabalha com marketing, vendas e serviços. Outro ponto bom é a aproximação da Adobe com o grande player dos softwares home based, Microsoft.  Esse movimento certamente trará mais competitividade para o setor, elevando o patamar das soluções já disponíveis no mercado.

E você, ficou curioso com toda essa movimentação do mercado e o burburinho da Adobe? Você também é usuário do seu sistema? Ficou interessado e quer saber mais sobre estas e outras empresas? Então clica no botão de compartilhar e mande essas notícias para todas as pessoas que você acha que se interessarão por ela.

Planejamento estratégico: qual a importância para o meu negócio?

planejamento estrategico

Todos empreendedores lutam para conseguir ter sucesso em seus negócios e fazer com que eles cresçam. Contudo, hoje em dia, devido ao crescimento das empresas e do mercado, é cada vez mais necessário fazer um planejamento estratégico para conseguir alcançar esses objetivos.

Pois, através dele é possível que a empresa tenha um melhor parâmetro de seu foco. Ajudando assim, a conquistar melhores resultados e alavancar nos objetivos. Quer saber mais em como fazer isso? Acompanhe agora a leitura sobre a importância do planejamento estratégico para seu negócio.

O que é o Planejamento estratégico?

O planejamento estratégico nada mais é do que dar parâmetros para sua empresa. Sabendo onde estão, aonde querem chegar e como irão trabalhar para isso. Esse planejamento deve ser feito de forma minuciosa para qualquer empresa, desde pequena até empresas milionárias. Pois isso, é um fator essencial para quem procura alcançar o sucesso.

Por mais que você conheça e saiba todos os pontos de sua empresa, é importante demonstrar isso para o público. Pois, eles poderão conhecer melhor seus serviços e ver a confiabilidade da empresa. Contudo, o planejamento estratégico se divide em três pontos principais.

Missão

Nesse ponto é importante você dizer o porquê da existência de sua empresa. É importante que nesse aspecto seja descrito da forma mais clara e objetiva possível. Pois, na missão da empresa, você descreverá algumas características de seu negócio, quais os principais pontos que serão trabalhados e como sua empresa lidará com os desafios.

Visão

visao

Depois de ter desenvolvido a missão é hora de ver a visão da empresa. Pois, nesse ponto você irá abordar qual o objetivo para o futuro do seu negócio. Ou seja, abordar quais os resultados você quer alcançar e onde pretende chegar com sua empresa.

Uma vez que decidido isso, ficará muito mais fácil de correr atrás desse sonho. Entretanto, é importante começar com metas mais fáceis e prazos que sejam possíveis de serem alcançados e ir aumentando aos poucos. Pois, caso contrário, tudo poderá dar errado na medida em que as metas não são alcançadas.

Valores

Nesse ponto serão levantados os valores pessoais do líder ou líderes da empresa. Pois, esse é um aspecto muito importante para a integridade e o bom andamento da empresa. É uma área que deve ser zelada e feita corretamente.

Muitas empresas hoje em dia, não ligam muito para essa área. Entretanto, é importante que você seja um exemplo e passe isso para seus colaboradores. Pessoas gostam de bons exemplos e bons valores. Por isso, nesse ponto liste os seus.

Portanto, esses são os três pilares básicos para criar um bom planejamento estratégico. Entretanto, mais do que criar, eles devem ser seguidos. Pois, todos eles ajudarão no crescimento da empresa. E com passar do tempo, você deve ir adaptando de acordo com o mercado, as necessidades da empresa e através do cumprimento dos objetivos estipulados.

Contudo, você quer saber mais a respeito de como criar planejamento estratégico de qualidade? Baixe agora mesmo um e-book falando tudo o que você precisa saber Clicando Aqui!

Benefícios do Planejamento estratégico

Como maior benefício já visto em fazer o planejamento estratégico é o de ter metas claras para serem alcançados. Contudo não é somente isso. Pois, realizar esse planejamento, também traz ótimos benefícios para sua empresa como: ser um destaque entre as concorrentes. Atraindo assim, uma melhor visão para seu negócio.

Outro ponto também em que o planejamento ajuda é na parte interna da empresa. Pois, com todos os pilares traçados, atrai muito mais a qualidade de seus colaboradores.

Qual a importância do planejamento estratégico na área do marketing?

O plano de marketing é uma ferramenta que faz análise do mercado de atuação de uma empresa para o empreendedor. Com isso, ele pode usar várias formas e metas para alcançar resultados mais desejados.

Contudo, realizar esse planejamento ajudará muito o empreendedor com o crescimento financeiro do seu negócio. Pois, ele conseguirá alavancar suas vendas, terá melhores resultados na área em que atua, será referência no mercado de trabalho e terá uma melhor gestão empresarial.

Portanto, percebemos que o planejamento estratégico é essencial em todos os aspectos de sua empresa. Pois, percebemos que a clareza e objetividade para alcançar metas trará um melhor andamento para sua empresa.

 

9 Ferramentas de Prospecção de Clientes

Ferramentas de Prospecção

 

Você já ouviu falar em outbound marketing? Calma que nós não mudamos de assunto, este palavrão aí do lado é apenas um nome específico para prospecção de clientes, dentro de campanhas digitais.

Trata-se de uma estratégia de pesquisa de mercado, incluindo divulgação e desenvolvimento de novos clientes em potencial.

A mesma coisa que todas as empresas sabem que precisam fazer desde sempre, mas sempre encontraram dificuldades e agora, se tornou uma tarefa que pode ser turbinada através de ferramentas online.

Sendo assim, sem maiores delongas, vamos ver uma lista rápida com algumas das principais soluções para prospecção de clientes, atualmente disponíveis no mercado.

1 – Geofusion: geomarketing para qualquer tipo de negócio

Geofusion

Geofusion

Nunca ouviu falar em geomarketing? Pois é, são muitos termos diferentes neste ramo, mas vamos simplificar a ideia.

Digamos que sua empresa tenha a possibilidade de atuar em todo o território nacional. Neste caso, além das dificuldades comuns, você ainda precisa identificar as regiões com maiores concentrações de clientes em potencial.

Ou seja, você precisa de uma ferramenta que alie a prospecção de clientes com a geolocalização.

Embora pareça algo simples de se fazer, na verdade, isso exige uma extensa base de dados atualizados, para resultar em pesquisas dinâmicas, visíveis através de mapas online.

Esta é a proposta das ferramentas Geofusion, o que inclui algumas possibilidades muito úteis para seu negócio, como:

  • Planejamento de ações de marketing regionalizadas;
  • Dimensionamento realista do mercado;
  • Direcionamento de esforços da equipe de vendas.

Em outra ponta, você também pode pesquisar por seus concorrentes e assim, contar com dados importantes para estudar cada região, estabelecendo estratégias eficazes, uma vez que tem conhecimento prévio da situação geral.

2 – Ramper: prospectando contatos no LinkedIn

Ramper

Ramper

Para quem não estava pensando no Google, mas sim no LinkedIn, como uma fonte mais específica para prospecção de clientes qualificada, existe o Ramper.

Na verdade, trata-se de uma ferramenta desenhada para “capturar” contatos profissionais pela rede social, a partir de parâmetros de segmentação definidos pelo usuário.

Em outras palavras, em vez de descobrir empresas, você descobre os profissionais que trabalham nestas empresas, segmentadas de acordo com o seu ramo de atuação, de forma a constituir listas de e-mails a serem acompanhadas pela equipe de vendas.

Com este foco, o Ramper inclui uma série de ferramentas adicionais para outbound marketing completo, como:

  • Criação de templates de e-mails personalizados;
  • Automação de e-mails e follow-up;
  • Histórico para acompanhamento de cada contato.

Em suma, trata-se de um software pensado para geração constante de novos contatos, dentro de um sistema de metas a serem batidas pelos vendedores, com várias ferramentas de acompanhamento.

3 – Meetime: otimizando a jornada de seus leads

Meetime

Meetime

O Meetime tem um foco um pouco diferente das ferramentas anteriores, mais voltado para a otimização de atividades de prospecção de clientes e também, integração de sistemas e rotinas.

Em outras palavras, é menos uma ferramenta de prospecção e mais, uma ferramenta de gerenciamento e integração, incluindo vários CRM´s do mercado.

Mais especificamente, é uma ferramenta desenhada para otimizar o atendimento e acompanhamento de leads, baseada em três pilares:

  • Comunicação: gerenciamento de ligações e reuniões com clientes;
  • Prospecção: otimização dos leads prospectados;
  • Análise: geração de dados para acompanhamento de resultados.

Resumindo, funciona bem para empresas que já tem uma boa captação de leads nas redes sociais, por exemplo, mas sempre precisam melhorar sua relação com os mesmos.

4 – Econodata: pesquisa direta em uma extensa base de dados

Econodata

Econodata

Imagine que você possa prospectar clientes em uma base de dados com milhões de empresas em todo o território nacional, podendo inclusive, filtrar os resultados de várias formas diferentes.

Esta é justamente a proposta da Econodata, cuja pesquisa permite filtros como:

  • CNAE;
  • Tamanho da empresa;
  • Região;
  • Setor de atuação.

Além disso, como as demais soluções aqui apresentadas, a plataforma inclui ferramentas auxiliares, incluindo algumas gratuitas, como a calculadora de mercado, para que você possa ter uma ideia inicial do tamanho do banco de dados.

Para encerrar, também há uma ferramenta específica para enriquecimento automático de leads, através de otimização de landing pages, além de combinação de estratégias de inbound e outbound marketing.

5 – Neoway: trabalhando com Bigdata

Neoway

Neoway

Se você chegou até aqui, pode estar pensando de onde saem os dados utilizados por estas ferramentas.

Digamos que a maioria trabalha com parcerias, para obtenção de dados confiáveis, mas a Neoway vai um pouco além, trabalhando com Bigdata, um conceito ainda pouco explorado pela maioria das empresas brasileiras.

Em outras palavras, a Neoway não tem uma fonte de dados fixa, mas um sistema de análise que coleta informações de muitas fontes, oferecendo relatórios para o que se chama Data Driven Decision.

Significando “decisão direcionada por dados”, em cada etapa do seu negócio, com foco na prospecção e gestão de clientes. Além de contar com soluções previamente definidas para algumas áreas de atuação como:

  • Construção Civil;
  • Bancos e Cooperativas de Crédito;
  • Farmacêutica;
  • Tecnologia e Telecomunicações;
  • Entre outras…

Para encerrar com uma ideia mais clara, a empresa se coloca como uma fornecedora de inteligência de mercado, mais do que apenas uma solução para prospecção de clientes.

6 – Reev: para aumentar o engajamento dos seus leads

Reev

Reev

A plataforma Reev trabalha com o conceito de Sales Engagement, ou seja, é uma ferramente online que auxilia na prospecção de clientes, mas pretende fazer mais do que isso.

Oferecendo uma solução para aumentar o engajamento dos seus clientes em potencial ao longo do funil de vendas. Para isso, oferece um pacote de ferramentas, como:

  • Personalização e gerenciamento de e-mails;
  • Acompanhamento de dados e estatísticas.

Resumindo, é uma ferramenta que automatiza a prospecção, através de uma identificação inteligente de leads, integrada com software de gerenciamento de e-mail marketing.

Por estas características, é uma ferramenta adequada tanto para inbound, quanto para outbound marketing.

7 – Crowdtask: planos definidos por quantidades de leads gerados

Crowdtask

Crowdtask

O Crowdtask se diferencia das soluções anteriores, por ser um CRM com ferramentas de prospecção de clientes integradas, mas isso não significa que a empresa ofereça o serviço apenas de uma forma.

Na verdade, para quem precisa apenas de uma geração qualificada de leads, o serviço se baseia em uma estratégia em quatro etapas:

  • Identificação do perfil dos leads a serem captados;
  • Criação de projeto de captação online, com acompanhamento em tempo real;
  • Desenvolvimento da etapa de captação de leads;
  • Entrega dos novos leads para sua equipe de vendas.

A promessa da empresa é que este processo seja muito mais rápido que outras alternativas do mercado, mas o atrativo principal são os preços definidos por leads gerados.

Há planos de pagamento individual, ou por pacotes com quantidades de leads variáveis por dia (ou mês) e ainda, um plano sem limites.

8 – LinkedIn Sales Navigator: o melhor gerador de leads para LinkedIn

LinkedIn Sales Navigator

Linkedin

Para encerrar nossa lista de ferramentas de prospecção de clientes, precisamos falar sobre o LinkedIn Sales Navigator.

Uma ferramenta que apesar de restrita a uma rede social, não deve ser menosprezada, na medida em que se trata da maior rede profissional do mundo.

Em outras palavras, ainda que o público pareça pequeno, quando comparado a outras redes, como o Facebook por exemplo; é preciso lembrar que se trata de uma fonte de leads qualificados.

Além disso, assim como o Facebook Ads trabalha com todos os dados de sua rede para direcionar anúncios, o LinkedIn também conhece bem sua base de usuários e dispõe de algoritmos sofisticados para prospecção de clientes.

Dito isto, precisamos apenas ter uma última conversa sobre todas as opções apresentadas e também, sobre qual delas se encaixa melhor na sua realidade.

9 – App Sumo – FindThatLead.

A ferramenta promete localizar leads dentro de uma empresa especifica.  Proporciona também uma extensão Chrome, através do qual com poucos cliques você poderá extrair novos leads, por segmento.

Qual a Melhor Ferramenta de Prospecção Para o Seu Negócio?

qual melhor ferramenta

É natural que depois de tantas opções, surja a dúvida sobre qual seria a escolha mais adequada para o seu negócio e a verdade é que esta resposta varia muito.

De forma geral, o aspecto mais importante não é o preço do serviço, mas o retorno que você pode obter e isso, por sua vez, depende do uso que você faz dos leads captados.

Em outras palavras, de nada adianta uma excelente prospecção de clientes, se sua equipe de vendas, ou sua fábrica, não for capaz de acompanhar o processo.

Em princípio, para empresas menores, que querem se convencer do funcionamento destas ferramentas, ou ainda, querem aprender aos poucos, os planos acessíveis da Crowdstack podem ser muito atraentes.

Outras empresas, com equipes maiores, podem achar mais interessantes opções que incluam análises complexas a partir de Bigdata, ou precisem de uma ferramenta que inclua serviços específicos.

Portanto, a grande questão, além da prospecção em si, é como a sua empresa lidará com estes novos clientes em potencial afinal, quando se trata do crescimento do negócio, é preciso ter uma estratégia abrangente, que compreenda todas as etapas envolvidas.

Sendo assim, encerramos recomendando que sua escolha seja determinada pelo tipo de serviço que necessita, em conjunto com o potencial de retorno, mais do que pelo custo do serviço em si.

Temos também uma postagem que fizemos sobre 15 ferramentas para automação de marketing