Chatbots: O que são e quais as vantagens e desvantagens em relação aos pop-ups?

o que e chatbot

Os Chatbots chegaram para revolucionar a relação entre marca e consumidor. Portanto, para que você possa usar estes robôs a seu favor, escrevemos este artigo a fim de mostrar o que são, como e quando eles devem ser utilizados.

Para atrair um bom número de visitantes em seu site, seja através de tráfego orgânico ou links patrocinados, precisamos investir tempo e dinheiro. E, além disso, quando atraímos muitas pessoas que não convertem, todo o trabalho de criação conteúdo e todo o orçamento gasto terá sido em vão.

Neste cenário os Chatbots ou os Pop ups ajudam a otimizar o tempo e o custo das suas campanhas. Isto é, inseri-los em seu site ajudará a transformar os visitantes em leads ou até gerar vendas.

Mas, apesar de ambos possuírem o mesmo objetivo, o Chatbot traz recursos de comunicação mais pessoais e avançados. Então podemos dizer que os pop ups não são mais úteis?

Na verdade, ao longo do texto, mostraremos que cada um pode ser útil em diferentes situações. Porém, para entendê-las, primeiro veja o que são os chatbots e os pop ups.

O que é chatbot

Os chatbots são robôs, cuja inteligência artificial simula conversas com os visitantes de sua página. Ou seja, a partir, você consegue criar um atendimento, quase que pessoal, de forma automatizada.

Contudo é preciso saber que os chatbots não são ferramentas imunes a falhas. Eles contam com algoritmos que digitalizam e interpretam as questões do usuário. Portanto você fornece a eles as dúvidas mais comuns, assim o robô reconhece e entrega as respostas de acordo com cada pergunta do visitante.

Hoje a inteligência artificial consegue reconhecer uma série de questionamentos, considerando até diferentes perguntas com o mesmo campo semântico. Porém espera-se que a tecnologia avance cada vez mais para que todos possamos atender os consumidores cada vez melhor.

Como os chatbots trabalham

Os chatbots auxiliam a criar uma comunicação cada vez mais personalizada, capaz de engajar o seu visitante. No entanto, como dissemos, eles cobrem os questionamentos e orientações mais simples.

Isso significa que esta nova tecnologia não está para substituir sua equipe de atendimento ou de vendas, mas sim otimizar o trabalho delas. Ou seja, o chatbot não remove a necessidade de interação humana. O que eles podem fazer é direcionar os esforços dos funcionários de uma empresa para tarefas mais complexas.

Logo os robôs passam a se responsabilizar por dúvidas simples ou até pela captura de contato de leads despreparados, assim as equipes de vendas e atendimento são acionadas quando a inteligência artificial não basta, surgindo a necessidade de um atendimento pessoal.

Como converter com os chatbots

Segundo o drift, uma das empresas de que fornecem chatbots, três situações impedem que o visitante permaneça ou converta em seu site:

  • Dificuldade em encontrar conteúdo;
  • Dúvidas sobre o produto/serviço;
  • Falta de informação sobre a empresa e o nicho;

Diante deste cenário, sabendo que os robôs funcionam 24 horas por dia, fornecem respostas rápidas e precisas aos seus usuários, é possível afirmar que eles podem acabar com estas objeções.

Então, se pretende gerar mais conversões, forneça mais informações e tire as dúvidas dos consumidores, assim eles estarão predispostos a comprar ou fornecer dados de contato a você.

E, a menos que você conte com investimentos para que seus funcionários atuem o dia inteiro ou não se importe de perder oportunidades para os concorrentes que já instalaram esses robôs, você precisa adquirir os chatbots.

Por último, além destes benefícios citados, essa tecnologia também armazena as conversas com os clientes. Isso pode ser fundamental para descobrir o que o seu público está perguntando e criar novos conteúdos que atendam estas dúvidas.

Quando utilizar chatbots

Se você quer saber quando utilizar os chatbots, nunca se esqueça do propósito deles: matar objeções que impedem que os consumidores avancem no estágio do funil. Por isso, separamos dois exemplos para que você se basear:

  • No e-commerce: Imagine que o cliente está na página de produto, mas ainda possui algumas dúvidas, tanto sobre os benefícios da compra, quanto do procedimento de pagamento. Com os chatbots você pode responder todas estas e muitas outras dúvidas dos clientes;
  • No blog: Suponha que o leitor está pulando de artigo em artigo em pouco tempo. Provavelmente ele não está encontrando a informação que gostaria. Neste caso, um robô que ajude o usuário a navegar no site pode resolver o problema.

Como você pode ver, estas são questões simples e muito comuns no ambiente digital. Todavia, se pretende sair na frente dos seus concorrentes com os chatbots, fique atento à todas as dúvidas. Muitos players trazem as mesmas repostas, então levar uma nova experiência ao público pode ser o seu diferencial.

O que é pop-up

A definição de pop-up no marketing digital é bem simples de entender: é uma janela temporária sobreposta à sua página. Ou seja, são aqueles quadros que aparecem em um site com o objetivo de chamar atenção e convidar para uma ação.

Porém, como você já pode ter percebido, existem alguns momentos específicos que os pop-ups aparecem em sua tela:

  • Quando você clica em algum link;
  • Quando você rola uma página;
  • Quando você permanece durante algum tempo em uma página;
  • Quando os cursos do seu mouse se aproxima do botão de fechamento do navegador;
  • E por último, quando alguém entra em uma página.

Melhores práticas ao adotar um pop-up

Os pop-ups dividem opiniões entre os profissionais de marketing digital, enquanto uns acham extremamente intrusivos, outros consideram que são boas chamadas para ação.

Contudo, a verdade é que ambas as afirmações são, em parte, verdadeiras. Pensando nisso trouxemos algumas dicas para que você insira pop-ups sem prejudicar a experiência do usuário:

Facilite o fechamento

Os visitantes que entram em seu site e não se sentem atraídos pelo pop-up, primeiramente vão tentar fechar esta janela. E caso não consigam é muito provável que saiam do seu site. Portanto, se você não quer aumentar a sua taxa de rejeição, insira botões de fechamento bem visíveis.

Use cookies

Para não prejudicar o seu relacionamento com visitantes recorrentes perceba as atitudes deles. Utilizar cookies vai impedir que você perturbe usuários que já fecharam outras vezes as suas janelas pop-up.

Utilize um pop-up por visita

O mesmo vale para os visitantes que permanecem durante um bom tempo em seu site. Enche-los de pop-ups pode prejudicar muito a experiência. Então faça apenas uma abordagem por visita e deixo o usuário navegar à vontade.

Pense em CTAs

A forma que o usuário é abordado pode fazer toda a diferença. Você pode ver, aqui em nosso blog, todas as boas práticas para a criação de uma chamada e converter ainda mais.

Cuidado com os formulários

As CTAs servem para pedir informações, contudo também é preciso prestar atenção ao que vai ser solicitado. Na maioria das vezes os sites solicitam o e-mail, nome e, no máximo, telefone. Solicitar algo mais pessoal que isso pode ser intrusivo demais.

Além disso, exiba os formulários no próprio pop-up. Ter que clicar nele, para ser redirecionado a outra página e, enfim, preencher as informações é um trabalho muito longo e cansativo.

Exiba os pop-ups de acordo com a página

Por exemplo, em um blog, vale a pena exibir uma janela chamando para baixar um e-book de marketing de conteúdo dentro da categoria de links patrocinados? Pode ser que gere até alguns downloads, pois ambos são métodos de marketing digital. Mas se as abordagens estivessem de acordo com os assuntos, com certeza os resultados seriam melhores.

Faça testes

Formulários, cores, chamadas e botões. Todos estes são elementos que podem ser cruciais no desempenho do seu pop-up. No entanto, a única forma de descobrir o que funciona ou não é testando e analisando.

Por que utilizar pop-ups

Pense em um visitante no blog, você já o ajudou, por meio de chatbots, e ele conseguiu encontrar todo o conteúdo que queria consumir. No entanto, ele ainda não é um lead, e se você não pedir, ele nunca vai ser.

Ou seja, toda a experiência proporcionada e toda a preparação do usuário para realizar uma ação voluntária em seu site terá sido em vão se você não a fizer. Logo os pop-ups são as abordagens que levarão o público ao próximo estágio do funil.

Isso não significa que você deve fazer SPAM. Sem deixar de oferecer conteúdo relevante, siga as nossas dicas para criação de pop-ups e você vai poder atingir seus objetivos.

Mas, além de gerar leads, estas janelas também podem auxiliar em estratégias de SEO. Em nosso site, por exemplo, inserimos quadros de artigos relacionados na lateral das páginas. Assim você tem mais conteúdo de qualidade e nós ganhamos em retenção dos leitores.

Quando utilizar pop ups

A resposta é simples, para que você não perturbe o usuário com spam, mostre seus pop-ups apenas quando os usuários demonstrarem interesse no seu conteúdo. Veja cinco situações, nas quais eles tendem a converter:

  • Quando o leitor está envolvido com o seu conteúdo: Se o usuário já passou algum tempo ou por mais de uma página em seu site, provavelmente ele está satisfeito com o que é oferecido. Então agora você pode solicitar o e-mail ou telefone, por exemplo.
  • Quando o usuário clica em sua newsletter: E-mails marketing geralmente possuem baixas taxas de clique. Isso significa que quem acessa o site por meio dela já interage com os seus artigos. Aqui você pode direcionar a um conteúdo fundo de funil ou até fazer uma oferta.
  • Quando o usuário compartilha ou comenta: Boa parte das vezes, as pessoas que compartilham ou comentam, são motivadas por chamadas para ação. Então porque não acrescentar mais uma?

Como vimos, estas três ocasiões podem fazer toda a diferença na efetividade dos seus pop-ups. Então para finalizar, tome cuidado com as CTAs nas páginas de entrada. Visitantes recorrentes são mais propensos a aceitá-las, porém os novos, que costumam ser maioria, desaprovam este tipo de ação.

Chatbot ou Pop Ups?

Finalizando o artigo, podemos ver claramente por que o questionamento feito na introdução é falso. Isto é, os chatbots não vão ocupar o lugar dos pop-ups, ambos são complementares. Assim, quando utilizados juntos e da maneira correta, só trarão benefício ao seu negócio online.

Enquanto os chatbots vão reduzir as distâncias entre você e os consumidores que estão interessados, bem como capturar as objeções dos novos visitantes para que você possa criar novas experiências. Os pop-ups vão incentivar quem está consumindo o conteúdo a interagir em uma nova etapa do funil com a sua marca.

E, a partir do momento que você começa a segmentar o seu público para atingi-los com estas ações de maneira assertiva, é possível cultivar uma grande quantidade de leads preparados para a venda, e ainda de forma automatizada.

Gostou do nosso artigo sobre Chatbots e Pop-ups? Continue em nosso blog e saiba mais sobre como identificar um lead que não está pronto para a compra.

Plataforma Rotamáxima PS

Ofereça seus serviços e receba pela plataforma.
Contrate o profissional ideal para o seu projeto