Como anunciar no Google Shopping?

Nesse post você vai descobrir comoanunciar no Google Shopping para ampliar agora mesmo o seu mercado de negócios.

Não perca a chance de garantirresultados mais rápidos, já que o Google é uma das ferramentas mais utilizadaspara pesquisa.

Pegue o seu bloco de notas para anotartudo o que você deve saber sobre o assunto para colocar o plano em prática empouco tempo.

Vamos lá?


O QUE É Google Shopping?

A atuação na internet como forma deganhar dinheiro está entre as melhores opções de renda extra ou até um métodopara mudar de emprego.

Dessa forma, é essencial que vocêconheça todas as mídias capazes de alavancar as suas vendas e garantirresultados financeiros em menor tempo.

O Google Shopping é uma dessas opçõesde mídias, que funciona comparando preços de diversos.

Esses produtos são acompanhados,geralmente, da imagem, preço, nome do item e vendedor ou empresa quecomercializa.

Assim, a ideia do Google Shopping éapresentar para o público ou possível cliente, uma série de produtosrelacionados com a pesquisa que foi feita. Para que ele conheça e escolhasalguma das opções.

Para ficar fácil de entender, o GoogleShopping é uma mídia paga e exclusiva para produtos físicos, ou seja, info produtose serviços não serão apresentados.

Por isso, essa mídia é consideradaideal para os lojistas, sendo uma vantagem para divulgar produtos. Em muitoscasos o desempenho do Google Shopping é superior à rede de pesquisa quandoanunciamos produtos físicos.


Quem deve anunciar no Google Shopping

Seguindo as dicas de diversosespecialistas em marketing, quem deve anunciar no Google Shopping são aquelesvendedores que querem impulsionar as vendas, com custos e ROI mensuráveis.

A grande vantagem em relação à outrasmídias é que o Google Shopping permite um investimento inicial baixo. Aqui valeressaltar que segmentos de nicho costumam funcionar melhor para lojas pequenasque ainda estão começando a entrar no ambiente digital.

Benefíciosem anunciar no Google Shopping

– O Google é um dos buscados maisutilizados no Brasil, o que aumenta as chances de venda (Ainda assim vale umparêntese, não deixe todo o seu investimento em apenas um canal e mídia. Diversifiquetambém para outras ações, como, por exemplo, técnicas de SEO);

– O usuário consegue ver diversosprodutos relacionados à pesquisa e estabelecer um comparativo em tempo real;  Assim como no Buscapé,  a correlação entre o preço e a reputação damarca vendedora tendem a ganhar.

– Os anúncios do Google Shopping sedestacam nos resultados do Google, quando a palavra-chave está relacionada aprodutos dos anunciantes, catalogados no Google Merchant.  Ou seja, os resultados terão mais destaques doque os resultados de busca (mesmo os pagos), inclusive do próprio anunciante.

– Gerenciamento simplificado decampanhas.


Quanto custa anunciar no Google Shopping?

O Google Shopping funciona de formasimilar ao Google Ads Search, ou seja, através do custo por clique.  É possível definir um valor de lance máximopor categoria de produto, ou até mesmo para cada item do inventário separadamente.   É primordial acompanhar a correlação entreas vendas, roi e o valor do lance.   Sevocê tem mais de mil produtos no inventário, vai perceber que há produtos quevendem pouco, porém, por estarem na cauda longa, são altamente rentáveis, poispossuem baixo custo de conversão relativo.  

Os principais fatores que você develevar em consideração na hora de definir os lances no Google Shopping são:

– Concorrentes;

– Volume de buscar por item;

– Posição que você quer que o anúncioseja exibido.

– Margem de lucro por produto.

– ROI esperado x realizado.

Para que esse investimento no GoogleShopping realmente funcione, é ideal que você tenha em mente sempre a qualidadee a relevância dos anúncios.

Assim, esteja sempre atento para asinformações referente a cada item, como títulos, imagens de qualidade e tambéma descrição do produto. Como dito anteriormente, segmentos de nicho tendem aser mais lucrativos frente às lojas já estabelecidas.

Do mesmo modo que a relevância equalidade se referem ao posicionamento, as avaliações do seu e-commerce ereputação de sua loja são os principais propulsores das vendas no ambienteon-line.  Trabalhe duro para que suapresença digital seja intensa nas mídias sociais e também nos canais deproteção do consumidor, como o Reclameaqui. Deixa o cliente falando não é umaopção para sustentar a sua loja no longo prazo.

Muitos especialistas e comerciantesgarantem que é essencial que a sua loja tenha um design especial para asversões mobile, o que garante que qualquer pessoa possa ver o seu site dequalquer dispositivo e sem ter prejuízos quanto às informações.    Apesar de esse ser um tema relativamenteantigo para a velocidade em que as coisas giram atualmente, muitas lojas aindanão proporcionam uma boa experiência no ambiente mobile.

Entre as informações que também podedestacar o seu anúncio no Google Shopping se refere ao frete baixo ou grátis,que é um dos fatores de avaliação de compra online.

Ainda que o seu site não ofereçaserviços gratuitos, o frete pode ser uma opção de destaque para chamar aatenção para alguns produtos ou mesmo reduzir o valor de acordo com a compraque será feita.

Exemplo disso são lojas que oferecemfrete grátis apenas para comprar acima de R$ 100, induzindo o cliente a fazeruma compra maior, para aproveitar o frete.


Configure o Google Merchant Center

O Merchants Center é uma plataforma doGoogle e é obrigatório o cadastro de uma conta para quem quer anunciar noGoogle Shopping.

Essa conta é responsável por recebertodos os dados referentes aos produtos que serão divulgados, além de garantirque você tenha acesso a campanhas do Google Ads.

De forma geral, essa etapa de comoanunciar no Google Shopping funciona a partir de três pontos:

– Verificação e reivindicação do URL;

– Uploads dos dados (que pode serautomatizado através de XML);

– Criação de campanhas no Google Ads.

Entretanto, o início da criação éatravés de diversos dados que precisam ser disponibilizados para verificação,como:

– País de atividade;

– Nome da loja;

– URL da sua loja, site ou blog;

– Liberação referente aos Termos deuso.

Após essa etapa, começa a verificaçãodo site e segue para o upload dos dados, caso seja liberado.

Crieseu feed de produtos e atenda aos requisitos do Google

Após criar a sua conta no MerchantCenter, é preciso criar o seu feed de produtos, sempre atendendo aos requisitosdo Google.

Para começar, para criar o seu feed épreciso cadastrar os produtos de alguma dessas formas:

– Planilhas do Google

Considerado como uma planilha simples,aqui você vai preencher manualmente uma série de dados referente aos produtos.

As planilhas são ideais para lojistasque ainda tem poucos produtos a serem cadastrados ou para aqueles que nãoquerem ou conseguem automatizar a função.

–Upload

Considerada uma ferramenta maisutilizada para o cadastro, o upload consiste em fornecer o arquivo referenteaos produtos através de uma das seguintes contas:

– FTP;

– SFTP;

– Google Cloud Storage

– Manualmente.

(Valedestacar que os valores dos produtos em sua loja precisam estar sincronizadoscom o Google Merchants, caso contrário sua campanha pode ser reprovada.Portanto, a opção de subir os arquivos manualmente são mais aplicáveis paralojas com inventário menor).

– Busca programada

A busca programada é a ferramenta maisutilizada para cadastrar os produtos para anunciar no Google Shopping.

Nesse caso, você fornece o arquivogerado por ferramentas ou lojas virtuais (XML) e esperar pela atualização.


O XML tem uma estrutura semelhante à abaixo:
  
<?xml version=”1.0″?>
<rss version=”2.0″ 
xmlns:g=”http://base.google.com/ns/1.0″>
<channel>
<title>O nome do feed de dados</title> <link>http://www.example.com</link> <description>Uma descrição do conteúdo</description> <item> <title>Suéter de lã vermelho</title> <link> http://www.example.com/item1-info-page.html</link> <description>Confortável e macio, este suéter manterá você aquecido nas noites frias do inverno.</description>
<g:image_link>http://www.example.com/image1.jpg</g:image_link> <g:price>25</g:price> <g:condition>novo</g:condition> <g:id>1a</g:id>
</item> </channel> </rss>


– Content API

Caso a sua loja já tinha um númerogrande de produtos, você pode optar pela Content API, que mantém um de contatocom a sua loja em tempo real.

Dessa maneira, todos os produtos quesão cadastrados na sua plataforma, são automaticamente carregados e atualizadospara o Google Shopping.

Essa função reduz o tempo no cadastroe permite que você se concentre em outras ações de venda.

Nessa opção, você vai programar oGoogle Merchants para atualizar os produtos, podendo escolher horários diáriosou mesmo semanais.

Quanto aos requisitos do Google,existem uma série de regras que devem ser levadas em conta ao divulgar o seuproduto (o Google costuma ser criterioso nessa etapa da aprovação), sendo queas principais são:

– Identificador ou código exclusivopara cada item;

– Obrigatório que todo produto tenhaum título ou nome cadastrado;

– Não utilizar textos promocionais ouletras estrangeiras no título;

– É obrigatória a descrição de todosos produtos;

– Não incluir links, detalhes deconcorrentes ou informações de outros produtos na descrição;

– Na área dedicada ao link, utilizesempre o seu nome e domínio que são verificados;

– Obrigatório utilizar uma imagem paracada item fornecendo um URL;

– As imagens podem ser um GIF nãoanimado ou nos formatos JPEG, PNG, BMP e TIFF.

– Não são permitidas imagens maioresque 64 megapixels ou arquivos de 16 MB acima;

– É obrigatória informar adisponibilidade e preço do produto; 

– Informar o nome da marca oufabricante, caso houver;

– Necessário informar o número Global do item (GTIN). Saiba mais sobre o código Gtin neste artigo.

O número global do item pode serencontrado na Central de Suporte do Google Merchant Center, tem uma das tabelasde especificações dos produtos.

Um outro requisito básico é que se oproduto for usado, conteúdo ou item adulto ou for importado, é precisoapresentar essa informação ao cliente.

Monteuma estrutura para suas campanhas de Google Shopping
 

Para montar uma estrutura para as suascampanhas de Google Shopping, é preciso que você atenda aos requisitosdescritos acima bem como atualize os dados das campanhas a cada trinta dias,pelo menos.

Além disso, é preciso que a sua contaesteja associada com o Google Ads, ação que pode ser feita diretamente noMerchant Center através da opção “Vinculação de Contas”.

Depois disso, para começar a criar asua campanha, faça o login no seu Google Ads e clique nas opções: Campanhas>+Campanha> Shopping> Selecionar Configurações da Campanha.

Ao seguir esses passos, você deverádar um nome para a campanha, o ID da sua conta no Merchant Center, na opção“Selecionar Conta”.

Os próximos passos para criar acampanha incluem escolher os países para a venda do produto e selecionar opçõespersonalizadas, caso seja do seu interesse.

Em seguida, você vai definir o lancemáximo para cada clique na opção “Lance Padrão” ou um orçamento individual paraaquela campanha (opcional) e clique em “Salvar e Continuar”.

Apliqueestratégias de remarketing para Google Shopping

A técnica de remarketing serve paraque um usuário ou cliente que já acessou um determinado site, anúncio, marca ouproduto visualize mais opções daquelas já vistas.

De uma forma simples, funciona como umtipo de lista de contatos de cliente online, mostrando produtos, marcas ouserviços semelhantes aos que os leads já viram.

Isso acontece através de cookies quesão armazenados no seu computador sempre que você acessa uma página, fazendocom que o Google consiga identificar quais são os seus gostos ou preferências.

As estratégias de remarketingfuncionam como uma forma de aumentar a conversão de venda através daapresentação constante de resultados que interessam ao possível cliente, comouma forma de convencimento.

Para aplicar as estratégias deremarketing para Google Shopping, você deve incluir um código diretamente noseu site, código esse que é informado pelo Google Ads.

Assim, comece acessando a sua conta noGoogle Ads e clique no item de ferrametnas, que fica no campo superior.

Em seguida, clique em BibliotecaCompartilhada> Gerenciados de Públicos-alvo> Origens de público-alvo>Tag do Google AdWords> Configurar Tag.

Ao configurar a tag, você pode incluirum ID de usuário ou usar os dados padrão.

Depois de configurar, clique emCriar> Continuar> Salvar e Continuar.

Será aberta uma tela de instalaçãojuntamente com a tag global e o código que você deve copiar e colar no seusite.

O código deve ser colado entre as tags<head></head> da sua plataforma. 

Já a tag global, é preciso que vocêfaça o download e a adicione em todas as páginas da sua loja ou site e cliqueem “Concluído”.

Para criar as listas, basta vocêacessar o Gerenciador de Públicos-alvo e escolher entre as opções de Visitantesdo Site e os usuários bem como o período em que as visitas foram feitas, comopor exemplo, nos últimos trinta dias. 

Dessa forma, a sua estratégia deremarketing será colocada em ação para aumentar o número de usuários e clientesdo seu site.

Vale destacar que os anúncios na redede display, incluindo o re-marketing do Google, costumam desempenhar um poucopior em redes como as de aplicativos mobile. Sugerimos que você faça sua própria análise e bloquei os canais que nãogeram conversão após o período de experiência.

Está sem tempo para implementar oGoogle Merchants ?   Envie um e-mail paragente.   [email protected]