Cookie Stuffing: Fique atento aos seus links de afiliado

Em um mercado digital concorrido, no qual a monetização dos sites torna-se cada vez mais difícil, atentar-se a qualquer tipo de fraude é a melhor maneira de evitar que o seu trabalho tenha sido em vão.

Por isso, neste artigo vamos falar tudo sobre o Cookie Stuffing. Uma técnica fraudulenta utilizada dentro do mercado afiliado, por “anunciantes fake”.

Então, se você está ingressando ou já trabalha como afiliado no mercado digital, leia o nosso post até o final para não correr o risco de perder suas conversões.

Cenário do mercado de afiliados

Na internet existem várias maneiras de rentabilizar um site. Contudo uma das práticas que mais vem ganhando força nos últimos ano é o processo de afiliação. Ou seja, sites que estão buscando ganhar dinheiro na internet se cadastram nesses programas a fim de receber uma autorização para vender os produtos ou serviços do anunciante.

Grandes empresas, como a eBay e Amazon, possuem em seus sites um espaço para cadastro de divulgação dos seus produtos. Mas, além delas, você também pode encontrar sites exclusivos para afiliados, como o Hotmart, Eduzz e Monetize.

O que é um cookie?

Para entender melhor o Cookie Stuffing, vamos contextualizá-lo sobre o assunto.

Cookie é um código utilizado para rastrear o caminho do usuário dentro da internet. Plataformas como o Google e Facebook, por exemplo, instalam cookies no navegador para rastrear a jornada do consumidor e, assim, promover dados mais precisos para quem utiliza sua plataforma de anúncios.

Já no mercado de afiliados, cada usuário que acessa uma página de vendas recebe um cookie, para que, assim que o consumidor conclua a compra, o anunciante seja reconhecido como o responsável pela venda.

O que é cookie stuffing?

O mercado de afiliados tem uma promessa simples, ou seja, permitir diferentes pessoas atuarem como vendedores de produtos de terceiros. Contudo, mesmo a internet sendo um ambiente democrático – com oportunidades para todos – não é tão fácil viver dela.

Para conseguir sua primeira venda e escalar processos dentro do mercado de afiliado é preciso ser visto. Isto é, utilizar anúncios, redes sociais e SEO para distribuir conteúdo relevante e tornar-se autoridade no seu nicho, ou seja, alguém em quem os consumidores confiam.

Isso, apesar de não ser uma tarefa impossível, leva tempo. Criar uma audiência fiel exige criar um conteúdo educativo que engaje o consumidor e que também seja acessado por eles.

Dado esse cenário, imagine você trabalhou duro, conquistou sua autoridade digital, só que está tendo suas vendas “roubadas” por outros afiliados. Isso é o que acontece quando usuários fraudulentos praticam o Cookie Stuffing.

Como é feito o cookie stuffing?

O Cookie Stuffing pode ser feito de diversas maneira, assim é essencial você conhecer as mais comuns para passar longe e evitar esse tipo de problema.

Para se ter uma ideia de como essa técnica pode ser aplicada, a fraude pode ser cometida até mesmo através da inclusão de uma imagem dentro de um post em um fórum, ou até mesmo no espaço para assinatura. O link da imagem é corrompido propositalmente pelo fraudador, com o intuito de simular um clique dos visitantes do fórum em um link de afiliado.

Há também casos em que o fraudador substitui os cookies de afiliados legítimos.

Pop-ups

Por meio da instalação de Pop-ups no navegador do usuário, o fraudador consegue inserir o link de afiliado com seu cookie e, assim, aproveitar o tráfego obtido por outro empreendedor. A utilização dos pop-ups é uma das técnicas mais simples e também mais fáceis de serem evitadas, já que existem uma série de software de bloqueios dessas mensagens.

Iframes

Sites de afiliado sem a segurança adequada também podem sofrer com os Iframes como técnica de Cookie Stuffing.

Os Iframes funcionam da seguinte forma: Enquanto o usuário navega em seu site, ele verá em um segundo plano outra página. Portanto, na técnica black hat, os afiliados instalam uma linha de código do iframe e, assim, levam o visitante real à página de venda, mas com o cookie do fraudador.

Imagens

Apesar de fácil de identificar muitos fraudadores também fazem Cookie Stuffing por meio das imagens dos sites. Ou seja, substituem no código <img> o link original da ilustração mostrada pelo próprio link de afiliado.

Flash

Na internet o código Flash pode ser utilizado, por exemplo, para criar conteúdos animados dentro de um site. Por outro lado, também podem redirecionar o visitante para páginas secundárias.

Dessa forma o Flash também torna-se um aliado na prática de Cookie Stuffing ainda pior do que as citadas anteriormente. Isso porque o código em questão permite mascarar o link de origem, tornando assim a identificação da fraude ainda mais difícil.   

Como identificar cookie stuffing?

O Cookie Stuffing, assim como outras técnicas Black Hat, atrapalham a harmonia entre produtores e anunciantes dentro do mercado de afiliados. Dessa forma, usuários que estão se beneficiando disso, quando encontrados, acabam sendo removidos do programa.

Para se ter uma ideia, a Ebay conseguiu identificar um afiliado que utilizou desse método antiético para mais de 28 milhões de dólares em produtos da plataforma. E, diante da gravidade, o processo judicial aberto pela empresa levou à prisão do afiliado.

Contudo nem todo mundo possui a capacidade de investimento de um dos maiores e-commerces do mundo para identificação de anti-fraudes, não é mesmo?

Além disso, sabendo da ilegalidade do processo, os praticantes da técnica black hat buscam fazer vendas em menor escala, já que dessa forma a dificuldade em pegá-los é maior.

Em vista disso separamos três análises que podem diminuir a reincidência em Cookie Stuffing e tornar o ambiente de afiliação muito mais saudável.

Número de conversões

Todos as informações que serão citadas aqui devem ser analisadas em conjunto. Porém o número de conversões muito acima ou muito abaixo da média pode ser o primeiro indicador de fraude.

Se um afiliado que possui um site com certa autoridade e com um bom tráfego não tiver nenhuma conversão é recomendável que ele seja analisado. Por vezes suas vendas podem estar sendo fraudadas por afiliados mal intencionados.

Então da mesma forma ocorre quando uma afiliado tem muitas vendas. Primeiro analise o tráfego do site dele. E, mesmo que relevante, esteja atento ao Cookie Stuffing, pois esses alto número em conversões pode ser adquirido através do “aluguel” de espaços ilegais em outros sites.

Site de baixa qualidade

Seguindo a mesma linha de raciocínio, afiliados vendendo por meio de sites de baixa qualidade são suspeitos. Sites com pouco tráfego, conteúdo irrelevante e, consequentemente, baixa autoridade não costumam converter no mercado de afiliado. Afinal, como já dissemos, ganhar uma audiência que confie em você ao ponto de comprar seus produtos leva tempo.

Latência de clique

Por último, saiba também que o mercado de afiliados nos propõe uma métrica que pode dizer muito sobre as fraudes: a latência de clique – o tempo calculado desde o clique do visitante no link do anunciante até à conversão.

Em conteúdos relevantes em que o usuário se dispõe a comprar o produto ou serviço o tempo de latência é menor. Então conversões com intervalos maiores entre o clique e a compra devem ser analisados com calma, pois podem identificar fraudes.

Conheça bem o produto antes de se tornar afiliado

Você já viu o que é e tudo que pode ser feito em relação ao Cookie Stuffing. Mas, a fim de concluir o artigo, vai uma última dica para você que trabalha ou está ingressando como afiliado: conheça bem o produtor/loja do produto.

Empresas interessadas em melhorar seu rendimento por meio de afiliados, devem investir tempo e até dinheiro em seus programas.

Assim sendo, busque afilar-se com quem faz uma pré-seleção e não permite qualquer usuário venda seus produtos. Além disso, afiliando-se a grandes empresas ou a produtores mais conhecidos (os quais realmente faturam com seus anunciantes), você tem mais segurança de que eles buscam prevenir fraudes como essa.

Gostou de saber mais sobre o Cookie Stuffing? Quer ter mais dicas de marketing digital para começar a vender mais como afiliado? Então clique aqui e curta a nossa página do Facebook para receber nossos conteúdos em primeira mão.