Google altera palavras-chave de correspondência exata

Spread the love

Google altera (novamente) palavras-chave de correspondência exataA partir de Outubro de 2018, palavras-chave de correspondência exata no Google Ads não terão mais o sentido literal. Recentemente o Google publicou em seus comunicados que está alterando a forma de que palavras de correspondência exata ativarão os anúncios adicionando ainda mais variações de palavras. Tentando se aproximar ainda mais das intenções dos usuários ao realizar uma pesquisa, a empresa tem procurado se aproximar mais da semântica das palavras do que o sentido literal.

Esse trajeto começou desde 2012 quando o Google implementou uma função opcional de adicionar variações aproximadas (plurais, acentuações, acrônimos, etc.) em palavras-chave de correspondência exata e de frase. Em 2014 isso já não era mais uma opção, essas variações já eram adicionadas por padrão. No ano passado o Google deu mais uma afrouxada em seus algorítimos e a ordem das palavras, conjunções, preposições passaram a ter menor importância na forma que os anúncios seriam ativados.

O que o Google está mudando nas correspondências exatas?

Em 2017 o Google percebeu que pessoas utilizam mais de 150.000 maneiras para pesquisar desodorantes. Para os anunciantes de links patrocinados não seria muito prático alcançar esse público. A inteligência artificial do Google agora buscará entender a intenção da busca dos usuários e decidir se a palavra-chave de correspondência exata combina com essa pesquisa. Isso significa que palavras implícitas, paráfrases e outros termos com significados idênticos passarão a ativar anúncios nesses tipos de palavras-chave.

Utilizamos como exemplo a [Catedral da Sé] como uma palavra de correspondência exata, caso a pesquisa seja feita por “Catedral da Sé em SP”, o anúncio poderá ser ativado por palavras implícitas.  O anúncio também poderá ser ativado caso seja feita uma pesquisa por “Igreja da Sé”, pois indicaria uma paráfrase. Caso o algoritmo entenda que a intenção da pesquisa é a mesma da palavra-chave, como por exemplo “Igreja da praça da Sé”, o anúncio também poderá ser ativado.

Pesquisa exata explicação

Vale destacar que as demais correspondências de palavras-chave não sofrerão essas mudanças, como as de frase, amplas e amplas modificadas. O Google estima que essas mudanças afetem o alcance das palavras de correspondência exata em cerca de 3%.

Como essa mudança irá afetar as minhas campanhas?

A cada segundo são feitas aproximadamente 63.000 pesquisas somente no Google, você pode conferir no site da Internet Live Stats. E cada uma dessas pesquisas são compostas por palavras-chave que transpõe a intenção do pesquisador. Assim, palavras-chave fazem parte de uma base importante para os profissionais que investem em marketing de mecanismos de busca. São elas que determinam o volume de buscas de um determinado produto na internet e quantos passos a procura está relacionado à uma venda fechada.

Segundo a estimativa do Google, a adição de mais termos de variações às palavras-chave de correspondência exata dessa atualização afetaria cerca de 3% na abrangência. Anunciantes que não monitoram constantemente seus termos de pesquisa e adicionando frequentemente suas palavras-chave podem ver um aumento da performance de suas campanhas, já que o Google cuidará de exibir seus anúncios em pesquisas com semânticas semelhantes as suas palavras-chave. Além disso, é possível que haja um aumento de resultados em campanhas que não se apoiam na precisão exata de suas palavras-chave.

Agora, caso você tenha uma restrição de orçamento muito grande e prefere focar em pesquisas que realmente vão trazer resultados ou, trabalha com um nicho de mercado que precise utilizar palavras de cauda longa para alcançar seu público essa atualização não vai ser uma boa notícia. Seus anúncios vão estar sendo ativado por mais pesquisas em que o algoritmo do Google estará considerando como relevante, assim gastando seu orçamento.

O que fazer para se preparar?

Revise suas palavras-chave

Você pode revisar suas palavras começando com as de correspondência exata e verificar sua performance. Tente identificar dentro do contexto das alterações que o Google estará mudando se a relevância delas irão continuar ou estarão ativando um novo significado. Utilizando o exemplo da catedral da sé, caso o usuário esteja no Brasil, a referência é válida, porém, em Portugal pode ativar a pesquisa para “Catedral da Sé de Lisboa” por palavras implícitas.

Depois verifique se você possui alguma outra palavra-chave que possa estar duplicada por meio de palavras implícitas, paráfrase ou por intenção de pesquisa.

Remova pesquisas desnecessárias com palavras negativas

No caso da Catedral da Sé de Lisboa você pode contornar a situação negativando o termo “Lisboa”, assim você afunila as pesquisas sobre Catedral da Sé. O mesmo é válido para novas pesquisas que surgirem a partir de suas palavras-chave de pesquisa exata, busque por palavras irrelevantes ao seu negócio e negative-as.

Cuidado com SKAGs

Grupos de anúncios com apenas uma única palavra-chave ou SKAGs ativarão novas pesquisas a partir da nova atualização. O propósito dos SKAGs é focar em buscas de termos que correspondem exatamente às palavras-chave, assim tendo uma maior chance de conversão. Verifique se eles poderão estar competindo com outras palavras-chave do grupo de anúncios e faça ajustes em suas palavras-chave.



Mais de Rotamáxima Marketing Digital

Procurar conteúdo

Eventos

Fevereiro

25fev(fev 25)00:0027(fev 27)00:00Traffic & Conversion Summit

Março

08mar(mar 8)00:0009(mar 9)00:00ProXXIma

08mar(mar 8)00:0017(mar 17)00:00SXSW Conference & Festivals

27mar(mar 27)00:0029(mar 29)00:00Conversion XL Live

Maio

30mai(mai 30)00:0031(mai 31)00:00VTexDay

Agosto

28ago(ago 28)00:0029(ago 29)00:00Expo Fórum Digitalks 2019

Setembro

03set(set 3)00:0006(set 6)00:00Inbound 2019

X