Inbound Marketing x Marketing de Conteúdo: Quais as diferenças entre eles?

inbound marketing x marketing de conteudo

Caso você trabalhe com marketing digital, provavelmente já sabe que existem muitos caminhos a seguir. Entre elas, o SEO, links patrocinados (SEM), marketing de conteúdo, inbound marketing e mídias sociais se destacam.

Contudo, apesar de existirem vários métodos e cada um com sua particularidade, também é necessário entender que nenhuma delas trabalha isoladamente. Assim, o melhor a se fazer ao implementar o marketing digital em sua empresa, é selecionar todas que se adequam às suas necessidades e objetivos.

Pensando nisso, neste artigo faremos uma comparação entre o Inbound marketing e o Marketing de conteúdo. Dois conceitos muito aplicados por empresas que adotam o marketing digital, mas que ainda trazem muitas dúvidas até para profissionais mais experientes.

Para se ter maior noção, a diferença entre estas duas estratégias ganhou tanta relevância que se tornou pauta de pesquisa do Hubspot. Nela foram entrevistados 3.500 profissionais de marketing, que por sua vez entregaram a reposta para os questionamentos:

(  ) O Inbound Marketing está inserido no Marketing de Conteúdo;

(  ) O Marketing de conteúdo está inserido no Inbound Marketing;

(  ) Ambos são sinônimos;

(  ) Eles não possuem relação.

Quer saber qual a afirmação é a mais adequada nesta comparação? Continue lendo este artigo e não perca nenhum detalhe sobre o assunto.

O que é Inbound Marketing?

Com a popularização do marketing digital, o Inbound Marketing tornou-se umas das estratégias mais relevantes. Isso porque ele traz novidades de comunicação em relação à publicidade tradicional. Ao invés de veicular mensagens invasivas, as empresas buscam  atrair o consumidor com mensagens mais direcionadas.

Então, para os consumidores que possuem mais acesso à informação e, consequentemente, são mais exigentes, estas estratégias se tornaram mais assertivas.

O Inbound Marketing também parte do princípio de que se deve estudar e acompanhar toda a jornada do consumidor no processo de compra. Veja o funil de vendas a seguir para exemplificar melhor este processo:

funil de vendas

Atrair: Em teoria, este é o primeiro contato entre usuário e a marca. As empresas costumam utilizar métodos de SEO, links patrocinados e mídias sociais para atrair novos visitantes em fase de conscientização do problema. Por exemplo, a empresa fornece materiais para pessoas que querem saber como vender mais na internet.

Converter: Após ter conquistado novos visitantes é preciso convertê-los em leads. Isto é, fazer com que eles forneçam dados de contato. Para tanto, muitas empresas costumam a oferecer produtos gratuitos sobre o assunto, como e-books, em troca do e-mail do usuário.

Relacionar: Para avançar seu público no processo do funil de vendas, fazer a nutrição de leads é essencial. Aqui é necessário apresentar aos consumidores a solução do problema anterior. Por exemplo, mostrando como as agências de marketing digital ajudam no processo de venda.

Vender: Finalmente, uma vez que o consumidor já possui consciência sobre a solução para os seus problemas, o Inbound Marketing permite que você apresente seu serviço e, assim, faça uma proposta de venda com maior probabilidade de converter.

Analisar: Por último, etapa final da jornada do consumidor consiste em analisar todo o processo anterior com a finalidade de refazê-lo. Porém desta vez corrigindo os erros anteriores.

O que é Marketing de Conteúdo?

O marketing de conteúdo diz respeito a um método no qual as empresas buscam entreter e se relacionar com o consumidor através do próprio conteúdo. Ou seja, é uma estratégia que busca oferecer materiais relevantes com o propósito de aproximar o usuário da marca, mesmo que não estejam diretamente relacionados à venda do produto.

Assim, apesar de estarmos falando de estratégias digitais, podemos dizer que essa prática já é comum há muito tempo. Veja este rótulo da embalagem de Leite Moça da década de 30. Imagine quantas pessoas, na época, viam valor em uma marca de leite condensado que oferecia receitas gratuitamente.

marketing de conteudo offline

Então o marketing de conteúdo, apesar de ter ganhando essa nomenclatura devido ao ambiente online, já existia há muito tempo. Todavia, a proporção tomada por essas ações na internet aumentou muito. Hoje as empresas têm muito mais facilidade para criar e-books, artigos, vídeos e muitos outros formatos.

Portanto, estes materiais educam e criam uma comunicação próxima ao consumidor. Logo, quem promove conteúdo de qualidade ao seu público, tende a se destacar no mercado concorrido.

Qual a relação Inbound Marketing x Marketing de conteúdo?

Como vimos nas definições acima, ambas estratégias possuem suas características únicas. Contudo, se analisarmos bem, podemos identificar alguns fatores em comum entre elas. E, não por coincidência, isso se deve à necessidade das marcas satisfazerem as exigências do novo consumidor digital.

Então devido a isso já é possível confirmar que o Inbound marketing e o marketing de conteúdo não são aplicados da mesma forma. Contudo, apesar de não serem sinônimos, eles assumem o mesmo papel e propósito no marketing digital. Isso porque os dois estabelecem uma comunicação a longo prazo a fim de engajar e converter usuários.

Mais que isso, como o Inbound Marketing refere-se ao acompanhamento de toda a jornada do consumidor, ele é composto por vários métodos. Assim podemos concluir que marketing de conteúdo está inserido entre as estratégias do funil de vendas.

Concluindo, estas estratégias possuem o mesmo objetivo, consequentemente semelhanças, porém utilizam métodos diferentes. Enquanto o marketing de conteúdo oferece e distribui materiais com a finalidade de aproximar o visitante da marca, o inbound tem isso apenas como o início do seu processo de atração. Isto é, ele trabalha toda a jornada através do funil de vendas. Logo possuem uma visão mais geral de todo o marketing digital.

Marketing de conteúdo ou inbound marketing, qual utilizar?

Para quem deseja tornar-se autoridade dentro da internet, o processo de criação de conteúdo é imprescindível. Com bons textos, vídeos e outros materiais que agregam valor ao visitante sua empresa será considerada especialista no segmento. Assim os usuários passarão a confiar em sua marca e utilizá-la como fonte de informações.

Porém, se você deseja aumentar as suas vendas, este é um grande passo, mas apenas um entre muitos outros. Então você deve saber que, apesar de trabalhoso, o marketing de conteúdo é a porta de entrada para o início do procedimento de vendas.

Isso acontece pois a criação de conteúdo permite a chegada de novos visitantes ao seu site. Além disso, quando os artigos, vídeos e outros materiais, como e-book, mostram-se relevantes ao usuário, o processo de geração de leads também se torna mais fácil.

Portanto o marketing de conteúdo bem feito otimiza as etapas (atrair e converter) do funil de vendas. Contudo, no Inbound, são necessários mais métodos para preparar o usuário para uma proposta. Isto é, bem como a distribuição destes materiais citados, ainda é preciso criar landing pages, utilizar CRMs e muitas outras ações para converter, relacionar e, finalmente, vender.  

Para finalizar, voltando à pesquisa apresentada na introdução podemos dizer que a afirmação correta é: O Marketing de Conteúdo está inserido no Inbound Marketing.

Sendo assim, você não deve fazer a comparação Inbound Marketing x Marketing de Conteúdo. Mas começar a pensar na relação Inbound Marketing “e” Marketing de Conteúdo. Isso porque o primeiro utiliza conteúdo para engajar, enquanto o outro os utiliza com o intuito de converter.

Plataforma Rotamáxima PS

Ofereça seus serviços e receba pela plataforma.
Contrate o profissional ideal para o seu projeto