Patente do Google classifica links de baixa qualidade

patente link building

Diante dos complexos robôs de busca, qualquer conhecimento a mais sobre o algoritmo do Google é válido. Com esse entendimento é possível definir melhores estratégias de SEO e conquistar uma ótima vantagem competitiva nos resultados orgânicos. No Google há uma patente chamada “Classifying Sites as Low Quality Sites”. Pouco abordada por profissionais de marketing digital, ela é responsável por classificar links de baixa qualidade.

Mesmo não tendo certeza se ela está em vigor, entender como funciona essa patente do Google pode ser fundamental. Uma vez que trata da qualidade dos links, conhecê-la só acrescentará boas práticas à suas estratégias de SEO. Portanto, nesse artigo discorreremos tudo o que você precisa saber sobre essa classificação de sites de baixa qualidade.

Saiba mais sobre a patente

Lançada durante a primeira atualização Penguin (de 2012 a 2015), essa patente do Google foi pouco comentada. Assim sendo, ela também se tornou desconhecida pela maioria dos profissionais que trabalham com marketing digital.  

Embora pouco utilizada nas estratégias de SEO até aqui, qualquer conhecimento adicional sobre como o Google ranqueia os sites torna-se um diferencial. E, se tratando de circunstâncias que podem identificar links de baixa qualidade, esse entendimento se torna ainda mais relevante.

Mas lembre-se, não é porque está patenteado no Google que significa que ele está em vigor. Além de tudo, após o ano de 2015, o algoritmo de busca sofreu algumas atualizações. Isso só reforça que não há certezas sobre o funcionamento ou não do “Classifying Sites as Low Quality Sites”.

Se não há nenhum indicativo que de alguma certeza se essa patente do Google está vigente, por que devemos nos preocupar com ela? Primeiramente, apesar de sabermos boas práticas para otimizar seu site nos resultados de busca, ele é um dos poucos algoritmos para otimização de links conhecidos. Logo, além de não correr o risco de perder posições, você pode ganhar uma ótima vantagem nos buscadores em relação aos seus concorrentes.

Como ela classifica os links?  

A patente em questão não define a qualidade dos sites observando o conteúdo em si, ela funciona classificando os links. Isso significa que um site cujos links direcionados são de baixa qualidade, também coloca a sua como duvidosa.

E os links SPAM, também são considerados? Fique tranquilo, mesmo que esteja em vigor, a patente é apenas um detalhe do algoritmo como um todo. Ou seja, o Google verifica todo o seu site e só após considerar apenas os links “dofollow” ele passa a avaliar conforme essa patente.

Por fim, para classificá-los o algoritmo sugere três grupos de qualidade para os links. A patente as nomeia como: “Vital”, “Good” e “Bad”. Obviamente, a “Vital”. Os links “Vitals” possuem os maiores índices de qualidade, os recursos “Good” possui qualidade mediana, enquanto os “Bad” são os de qualidade mais baixa.

Quais os fatores que definem a qualidade dos links?

Antes de discorrer sobre o que leva um link ser considerado de qualidade, reforçaremos novamente que o Google não costuma informar se a patente está em uso ou fornecer como ela funciona. Mas, nesse caso, os elementos responsáveis pela classificação de links são abordados na página oficial da patente. Portanto, observe os fatores descrito pelo próprio Google, já que eles também podem te ajudar nas próximas estratégias de link building.

Diversidade

Esse algoritmo analisa todos os links direcionados ao site e, após feito isso, verifica quais deles possuem a mesma origem. Ou seja, de acordo com a patente, possuir um ou muitos links provenientes de um mesmo site proporcionará o mesmo índice de qualidade. Consequentemente, não basta apenas prospectar links de qualidade, a diversidade também é importante.

Texto Boilerplates

Possuir um texto ou código boilerplate significa que o site possui seções padronizadas que aparecem em vários lugares do site, como o rodapé, por exemplo. Portanto, já que o link building tem por objetivo fazer referências a outro site por meio de um contexto. Utilizar, nesses casos, o mesmo link em páginas de contextos diferentes não são considerados.

Conteúdo relacionado

Por último, para definir a qualidade do link e não o considerar como SPAM, é muito importante que o texto âncora e o assunto do site tenham relação com a página de direcionamento. Uma vez que o Google identifica links entre sites com contextos diferentes, ele pode identificá-los como tentativa de Black Hat e compra de links.

Visão geral sobre a patente: não pare de fazer link building

A própria patente se descreve como uma melhoria para os resultados de pesquisa. O que há de mais interessante é que ela trabalha após a classificação do mecanismo, alterando o ranqueamento de acordo com a qualidade dos links. Você pode ler a patente completa aqui.

Mas, apesar de não sabermos com clareza o que está vigente nos mecanismos de busca, conhecer como o Google observa a prospecção é um passo importante para otimizar suas estratégias de SEO.

O que podemos afirmar com clareza é que se você deseja conquistar mais tráfego e melhores posições para o seu site sem correr o risco de ser punido você precisa de uma boa estratégia link building. Realize parcerias, guest blogging em sites relacionados e transforme-se em autoridade no seu nicho.

Plataforma Rotamáxima PS

Ofereça seus serviços e receba pela plataforma.
Contrate o profissional ideal para o seu projeto