O que é o Schema e porque ele é importante para seu SEO

O Schema pode ajudar o Google a identificar conteúdo do seu site e isso pode ter um impacto em SEO e no posicionamento do seu site nos mecanismos de buscas. Continue lendo nosso artigo onde explicamos como isso pode aumentar a visibilidade do seu site.

O que é o Schema?

Schema

O Schema é um tipo de microdata que pode ser encontrado em Schema.org e uma vez adicionado no site da sua empresa cria uma descrição melhorada da página que aparece nos resultados de busca (como nos snippets estruturados da posição zero do Google) e também aumenta o seu rankeamento geral.

Com empresas como Hummingbird e RankBrain se tornando cada vez mais importantes, o resumo das páginas está se tornando cada vez mais importante para SEO. O Schema faz uma interpretação geral do contexto e também da qualidade da descrição da página.

No próprio site eles explicam um pouco o objetivo:

“A maioria dos Webmasters conhecem as tags HTML nas páginas. Você escrever <h1>Avatar</h1> faz os sistemas de busca acharem a palavra “Avatar” no título da página, mas isso não é o suficiente para dizer para aquele sistema se você está falando do filme Avatar 3D ou um outro significado da palavra. Isso faz com que seja difícil o sistema reconhecer sobre o que sua página está realmente falando sobre.”

O rank do meu site vai melhorar caso eu use o Schema?

Schema e SEO

Não existe nenhuma evidência geral que uma microdata como o Schema vai melhorar o rankeamento da sua página.

Apesar disso, a maioria das páginas que tem as melhores pontuações em sistema de busca usam algum tipo de microdata parecido com o Schema, o que aponta para uma possível relação entre os dois.

A boa notícia é que, apesar das evidências apontarem para uma possível melhora no rank da página, apenas uma pequena parte dos sites utiliza algum tipo de microdata para facilitar a leitura dos sistemas de busca.

Isso significa que o Schema pode ser uma oportunidade de ficar na frente da concorrência.

Usando o Schema nas suas páginas

A microdata é uma forma dos sistemas de busca lerem sua página muito melhor, é um implemento fácil e rápido de fazer no SEO que é perfeito para iniciantes por ser muito fácil de fazer.

Antes de adicionar o Schema às suas páginas, é preciso que você saiba o “item type” do conteúdo em seu site. O “Item type” nada mais é que o assunto geral que sua página trata. Ela fala de culinária? Música? Tecnologia?

O código da sua página provavelmente é algo assim:

<div>
<h1>ReceitasMaster</h1>
<h2>Melhor fonte de receitas online!</h2>

<p>Veja nossa lista de receitas: </p>

</div>

Tudo que você precise fazer agora é adicionar qual é esse item na parte que está escrito div, o código vai ficar algo parecido com isso

<div itemtype=//schema.org/recipe>

<h1>ReceitasMaster</h1>
<h2>Melhor fonte de receitas online!</h2>

<p>Veja nossa lista de receitas: </p>

</div>

Lembrando que o Schema apenas tem acesso a alguns tipos de assunto e que eles são todos em inglês, você pode verificar qual é o tipo de assunto que mais está dentro do conceito do seu site acessando esse link aqui.

Verifique bem a lista antes de adicionar o Schema porque talvez ele trate de um assunto que não é especificado.

Você também vai precisar usar o “itemprop” que denota a propriedade de um item. Como por exemplo

<h1 itemprop= “nome”>ReceitasMaster</h1>

Você pode adicionar essas tags em todo o resto da página para identificar as propriedades dos itens. Não é necessário que o processo seja repetido em toda página que existe no site, apenas uma vez para cada item.

Por exemplo, você não precisa fazer isso para toda vez que o nome do site aparecer, apenas uma vez.

Se você tem dúvidas de quais itens precisa marcar e qual código utilizar na hora de marcar eles, você pode visitar essa página oficial do Google que ensina como marcar os dados estruturais do seu site.

Com essa ferramenta só é necessário que você escolha o assunto ou o item que quer marcar, ele vai gerar o código e você só precisa copiar e colar.

Usando RDFA

RDFA é a sigla em inglês para Resource Description Framework in Attributes, que nada mais é que uma ferramenta criada para facilitar que usuários de HTML5 possam marcar a informação estrutural de forma mais fácil.

O RDFA é considerado recomendado para todos os sites, é visto como uma das boas práticas de um site padrão de qualidade.

Esse sistema é muito parecido com as microdatas como o Schema.org e também precisam ser utilizados no código-fonte da página.

Você pode acessar aqui a página oficial da tecnologia RDFA.

Assim como o Schema é necessário achar o assunto que sua página trata especificamente, mas ao invés de usar uma URL você vai usar apenas uma palavra para estruturar o mapa do seu site.

Vai ficar algo mais ou menos assim:

<div itemtype=//schema.org/recipe

Typeof-“recipes”>

Usar o RDFA junto com o Schema é uma forte de aumentar ainda mais a estruturação do seu site e garantir que você está usando dois sistemas ao mesmo tempo para facilitar que ele seja encontrado nos mecanismos de busca.

Para ajudar você a implementar essas duas mudanças no seu site, tanto o RDFA quanto o Schema tem listas e exemplos práticos fáceis para que você consiga ter um HTML muito mais saudável.

Conclusão

Para quem não tem muita experiência com HTML talvez esse artigo tenha sido um pouco confuso, mas para aqueles que estão começando ou que já tem algum conhecimento, esse é um dos passos mais fáceis, práticos e rápidos para melhorar o rankeamento do seu site.

Sabemos que no Brasil ainda existe muito necessário para que as páginas web sejam realmente otimizadas e que sigam uma séria de boas práticas que já são utilizadas lá fora.

Quem gastar tempo com esse tipo de mudança rápida e eficiente acaba ganhando muita vantagem para ganhar mais acessos.

Identificar no código do site o que cada pedaço de texto está dizendo vai facilitar muito para que os sistemas web como o Google Analytics, sitemaps, buscadores, etc, entendam seu site.

Então se você sabe um pouco de HTML ou se está disposto a tomar um passo muito simples, utilize o Schema.org e também o RDFA no seu site para colher as vantagens de estruturar sua página.

 



Mais de Rotamáxima Marketing Digital