7 passos para você começar já o seu planejamento de SEO 2019

planejamento de seo 2019

Acompanhando as necessidades dos usuários, os fatores de ranqueamento estão em constante mudança. Portanto, se em 2019 você pretende levar seu site ao topo dos resultados de pesquisa, é imprescindível que você faça um planejamento de SEO adaptado aos novos rumos do mercado.

Então, mesmo que seu site esteja bem posicionado no Google, entenda que o ambiente digital é dinâmico. Logo ajustar-se a estas mudanças é essencial para não ser deixado para trás.

Mas isso significa que as estratégias de SEO dos últimos anos não são mais válidas?

Na verdade, o que queremos mostrar neste artigo é que, apesar de 2019 trazer novas técnicas de ranqueamento, a maioria são conceitos antigos adaptados ao novo modelo. Assim sendo, separamos 7 passos para você começar já a fazer seu planejamento de SEO, está preparado?

Como fazer meu planejamento de SEO 2019

Para entender como o planejamento de SEO deverá ser feito, é preciso saber que o propósito do Google, e de qualquer outro buscador online, sempre foi o mesmo. Isto é, independentemente da versão do algoritmo, o foco é promover experiência ao usuário.

Então, antes de falarmos sobre as atualizações mais recentes dos buscadores, traremos alguns métodos que alguns profissionais já estão acostumados. Isso porque, caso queira sair na frente nos resultados de pesquisa em 2019, precisa saber que muitos conceitos básicos de SEO não estão sendo trabalhados da forma correta por muitos de seus concorrentes.

Faça a análise SEO

Consultar a situação do site e do mercado é um método essencial para o planejamento de SEO de qualquer ano. Mas, como já dissemos, muitos conceitos básicos de otimização estão sendo esquecidos ainda em 2019. Por isso definimos esse como o primeiro tópico.

Conquistar mais tráfego exige melhores posições, e quando se está em um nicho competitivo qualquer detalhe pode fazer a diferença. Para tanto, utilizar ferramentas como o SEMRush ou o próprio Google Analytics pode ajudar a identificar os rankings e motivos para queda de rendimento de cada página.

Otimize a pesquisa de palavras-chave

Uma vez feita toda a auditoria do seu site, você deverá otimizar um dos princípios básicos de SEO, as palavras-chave. Elas demonstram a intenção de busca do usuário, ou seja, por meio delas o Google seleciona quais páginas podem ou não ser indexadas nos resultados de pesquisa.

Porém ranquear o seu artigo ou qualquer outra página na web vai muito além de escolher uma palavra-chave. Isso porque o mercado digital está cada vez mais concorrido e muitos players estão abordando o mesmo assunto.

Assim fica evidente que levar o seu site às primeiras posições do Google está muito mais difícil. Neste cenário, o melhor a se fazer antes de selecionar a palavra-chave é analisar a relação volume e dificuldade de cada uma. Para tanto, você pode utilizar ferramentas específicas, veja como selecionar as mais qualificadas.

Encontre palavras-chave long tail

As palavras-chave de cauda longa, além de serem menos concorridas, também são ideais para entregar o conteúdo esperado pelo visitante.

Imagine este artigo: Se o ranqueássemos somente para a palavra head tail “SEO”, que possui mais de 27 mil buscas mensais, iríamos competir com artigos completos, que abordam todos os conceitos do assunto.

Porém ao selecionar a palavra long tail “planejamento de SEO 2019”, com um volume de buscas bem menor, conseguimos melhores posições no Google e, uma vez que ela indica bem a intenção do usuário, alcançamos um tráfego muito mais qualificado.

Pense na arquitetura do site

A fim de promover experiência através da navegabilidade, os robôs de busca rastreiam toda a estrutura do seu site. Portanto, garantindo que os usuários encontrem facilmente o seu conteúdo, você diminuirá a sua taxa de rejeição. Consequentemente dará um grande passo para tornar-se autoridade em seu nicho.

Para tanto, uma simples barra de pesquisa pode fazer toda a diferença. Conheça mais duas maneiras de proporcionar navegabilidade ao seu site.

Categorize o seu conteúdo

Se todo o seu conteúdo já está divido em categorias, que por sua vez são exibidas em um menu ou rodapé em todas as páginas do seu site, você pode passar para o próximo tópico. Mas caso ainda não tenha feito, não perca tempo, pois apesar de simples, categorizar o seu site facilita a navegação e, assim, mantém os visitantes por mais tempo em seu site.

Utilize textos âncora

Páginas sem saída são péssima para SEO, ou seja, aquelas que não linkam a nenhuma outra. Desse modo, principalmente se possuir um blog, construir a arquitetura do site através de links internos fará toda a diferença.

Todavia este é um processo contínuo, pois permite que os visitantes continuem navegando em posts relacionados. E, além disso, também promove a troca de autoridade entre as páginas, fazendo com que as novas páginas indexem em melhores posições.

Lembre-se da otimização móvel

Até o último tópico passamos alguns métodos básicos de SEO que devemos reconsiderar no planejamento de 2019. Todavia a partir agora abordaremos alguns conceitos mais recentes, motivados pelas atualizações do algoritmo de busca e pela evolução da inteligência artificial do Google.

Por exemplo, no final de 2016, com a iniciativa “Mobile-First Idexing”, o Google passou a priorizar os fatores SEO para dispositivos móveis. E atualmente, com quase 80% das buscas realizadas através de smartphones, proporcionar experiência ao usuário com sites responsivos tornou-se fundamental.

Então, sem deixar de otimizar o SEO para desktop, comece já a renderizar os elementos que constituem as versões mobile. E para facilitar este processo você pode acessar o Speed Insights do Google e até nosso artigo que fala sobre o projeto AMP.

Alcance a posição zero do Google

Recentemente, a fim de promover uma nova experiência ao seus usuários, o Google passou a apresentar, antes da primeira posição, featured snippets como este:

featured snippet

Neles podemos encontrar principalmente parágrafos explicativos e listas. E, como hoje estima-se que 11% das pesquisas realizadas exibem estes resultados, trabalhar seus conteúdos para alcançar esta posição pode proporcionar muito reconhecimento e autoridade à sua marca.

Você pode ver como chegar na posição zero aqui. No entanto, este é um método que exige muito esforço, então busque páginas que já estão na primeira página para fazer esta otimização.

Faça SEO local

Esta dica, apesar de ser mais relevante aos empreendedores que precisam de visitas em seu estabelecimento físico, deve ser considerada por todos.

Pensando numa comunicação omnichannel o Google utiliza o SEO Local para exibir espaços físicos no topo dos resultados de busca. E para que o seu negócio não fique para trás, há algumas técnicas que mostraremos agora.

  •  Utilize palavras-chave que indiquem localização, como “perto de mim” ou “próximo de”;
  • Em suas páginas institucionais, adicione o nome do seu negócio atrelado à região – “agência de marketing digital em São Paulo”, por exemplo;
  • Forneça, em seu site, dados de contato, endereço e horário de funcionamento, além de informar o Google, você também estará avisando o usuário;
  • Participe do Google Meu Negócio, mas também de diretórios relevantes a você. Não se esqueça nestes casos de sincronizar a informação de todos;
  • No final, arrume bons backlinks, eles são relevantes de qualquer forma. Porém, quando se tratam de negócios próximos, são ainda mais importantes no SEO local.

Prepare-se para a pesquisa por voz

Por fim, há alguns anos ouvimos o Google dizer que em 2020 metade das buscas realizadas na internet seriam através de pesquisa de voz. Pois é, o tempo voooa e já estamos em 2019, cada vez mais próximos de ver esta previsão se tornando realidade.

Então, caso se concretize, podemos afirmar que boa parte da dinâmica dos buscadores na internet vai mudar e, consequentemente o SEO deverá se adaptar. Logo o que nos resta é prepararmos o conteúdo para estas pesquisas.

Pensar nas palavras chave que serão utilizadas neste novo recurso pode não ser uma tarefa fácil. Porém, imagine que nestas situações o usuário busca respostas rápidas, como as proporcionadas nos snippets, por exemplo. Assim podemos prever que conteúdos, como “O que é”, “Como fazer”, “Perto de” ou “X Maneiras de”, podem garantir o seu tráfego num futuro próximo.

Faça o seu planejamento de SEO 
pensando em conteúdo

Na internet, “conteúdo é rei”…. Não é bem assim, na verdade, só é rei quando é de qualidade. E haja visto todas as dicas e tendências para 2019, podemos tirar uma conclusão, todas elas tem alguma relação com criação de conteúdo.

Então, diante deste cenário há apenas uma opção: Inovar. A internet está cheio de pessoas criando conteúdo semelhante. Mas quando se cria algo novo que é capaz de compartilhar mais conhecimento aos usuários, automaticamente o Google o coloca no topo.

Portanto, se quer que o seu planejamento de SEO seja um sucesso em 2019, aprenda a criar conteúdos constantemente.

Plataforma Rotamáxima PS

Ofereça seus serviços e receba pela plataforma.
Contrate o profissional ideal para o seu projeto