SSL agora é um fator de rankeamento para SEO

ssl fator rankingQuem é Webmaster sabe da importância do SSL, uma chave de segurança que faz toda a diferença na hora de conseguir visitas. É o famoso “cadeado verde” que tem à esquerda dos endereços no navegador.

Mas algo que muitas pessoas ainda não sabem é que agora esse certificado também vai ser um fator de rankeamento do Google para SEO.

Confira o nosso artigo.

A diferença de um “S”

O sites que tem um protocolo antigo de segurança ainda são HTTP, os que usam o SSL 2048-bit agora tem um S adicionado na sigla ficado HTTPS.

Essa chave de segurança mais moderna tem se comprovado como mais eficiente contra ataques de invasores e vírus, o que fez com que o Google prestasse atenção na ova tecnologia.

Segunda a empresa, os sites vão começar a receber uma “leve melhora de sinal de rank” caso adotem o SSL 2048 e apesar de “Isso fazer uma diferença menor que 1% nas buscas globais”, talvez esse fator possa ficar mais importante no futuro.

Ou seja, preocupados com a proteção geral da Web, eles decidiram usar a chave para o rankeamento como uma forma de aumentar o número de usuários do HTTPS. Como fica bem claro na seguinte declaração: “Queremos que todos os donos mudem de HTTP para HTTPS para manter todos seguros na web”.

Quem quiser ficar na frente no rank, agora vai precisar usar essa nova chave de segurança para dar aquele impulso pequeno que pode fazer toda a diferença.

Existe risco para o meu rank caso eu mude para HTTPS?Dúvida risco de SEO

Muitos webmasters podem ficar um pouco preocupados com a notícia porque parece que mudar para um SSL mais atualizado pode acabar afetando o SEO da página. Afinal o endereço vai mudar em uma letra.

Caso seu site use o protocolo antigo, não existe nenhum risco para mudar para o novo, mas é necessário avisar o Google que você vai fazer essa mudança.

Clicando aqui você pode acessar o guia oficial da empresa para quando você vai fazer alguma mudança.

De forma geral o maior problema é que talvez demora um pouco para que suas novas páginas sejam indexadas nos buscadores mas isso não deve afetar muito seu rank caso você siga o guia do Google.

Para quem usa um endereço muito antigo e até mesmo está pensando em mudar de host ou situações parecidas, é uma boa ideia aproveitar essa oportunidade para migrar de vez o endereço, host e também chave de segurança do seu site.

Guia rápido para mudar o endereço do seu site

Você não pensou que a gente ia te deixar com as mãos abanando e tendo que se virar sozinho para ler todo o guia oficial do Google não é mesmo? Por isso vamos resumir um pouco o guia deles e colocar um passo-a-passo.

Fique ligado então na forma de mudar o endereço do seu site impactando o SEO o mínimo possível:

O que é uma mudança de endereço nos olhos do Google?

A empresa só considera uma mudança de endereço caso a URL mude.

Se o seu site se chama //www.meusite.com , caso você mude de provedor mas não mude o endereço, ele não vai ser afetado.

Só existem 3 situações que são consideradas uma mudança de endereço.

  1. Quando o protocolo de segurança muda (de http para https)
  2. Quando o domínio muda (de .com para .net)
  3. Quando a URL de um link muda (exemplo.com/página para exemplo.com/novonome)

Migrando de HTTP para HTTPS

mudança de endereço

No caso da migração da chave de segurança, é muito mais fácil fazer uma mudança no site. Tudo que você precisa fazer é ir para o Search Console do Google, abrir o menu na engrenagem dentada, e lá clicar em mudança de endereço da empresa então vai pedir seu endereço novo e logo começar a indexar ele.

No primeiro momento você deve esperar um certo impacto no seu tráfego mas segundo eles não deve ocorrer uma queda muito grande.

Se você quiser verificar o artigo oficial você pode clicar aqui.

Conclusão do SSL e HTTPS

Como a empresa mesmo disse, a diferença entre o HTTP e o HTTPS não é um fator de MUITA influência no rank. Porém caso queira adotar o SSL para gerar uma pequena melhora na quantidade de tráfego no seu site e estar na frente da concorrência é uma boa oportunidade pois não é absurdamente caro (cerca de R$80/ano) e alguns provedores já disponibilizam chaves SSL de forma gratuita, sem cobrar nada pelo serviço desde que você tenha um site hospedado no servidor deles.

Apesar disso, a diferença não é muito grande e o novo protocolo garante tanto a segurança dos usuários quanto a do seu website também.

Caso você não tenha um endereço com muitas visitas e links, não há problema algum em mudar o certificado de segurança enquanto ainda há tempo.



Mais de Rotamáxima Marketing Digital