Yoast SEO 7.0 derruba o ranking do site no Google

Logo Yoast

Yoast SEO

O Yoast SEO, um famoso plug-in do WordPress que é frequentemente usado por profissionais de SEO, teve finalmente uma atualização, considerada enorme, que presumidamente corrige o bug que afetou a classificação de vários sites em mecanismos de busca.

Algo de errado com o plugin Yoast SEO

O bug de classificação introduziu o que o Yoast chama de “problemas parecidos com o Panda” quando atualizado para a versão 7.0. Essa alteração afetou as configurações para o modo como os redirecionamentos de imagem são manipulados. Felizmente, esta atualização não afetou todos os usuários.

Aqui está como Yoast descreve o problema técnico:

O bug era simples, mas muito doloroso: quando você atualizava de uma versão anterior do Yoast SEO para o Yoast SEO 7.0-7.0.2 (especificamente essas versões), nem sempre convertíamos corretamente a configuração que você tinha para a configuração antiga para a nova configuração. Nós acidentalmente definimos a configuração como “não”. Como sobrescrevemos as configurações antigas durante a atualização, não pudemos reverter esse bug mais tarde.

O fundador do Yoast ainda se desculpou pessoalmente após o incidente. É dito que eles agiram o mais rápido possível quando o incidente foi percebido pela equipe, mas a essa altura o bug teria afetado negativamente de forma notável.

Os sites estariam sendo prejudicados desde 6 de março e devido à natureza do funcionamento do SEO, talvez alguns tenham demorado para entender o prejuízo devido ao ocorrido.

O fundador do Yoast, Joost De Valk, assumiu responsabilidade por todo o ocorrido e se desculpou diretamente:

“Este post serve tanto como um aviso quanto como um pedido de desculpas. … Lamentamos muito. … Nós erramos. Eu mesmo sinto muito. Mais do que o normal, porque eu mesmo criei e codifiquei essa mudança …”

Mas afinal de contas, o que foi que aconteceu?

O WordPress gera automaticamente uma página para cada imagem que você incluir no seu site.

O Yoast SEO tem uma configuração que permite redirecionar essas páginas de imagens para a página de postagem na qual a imagem está incluída.

Este recurso é maravilhoso. Considerando que essas páginas de imagem são de conteúdo pequeno – elas contêm apenas uma imagem, ou seja, acabam por não adicionar valor algum, ocorrendo em apenas ocuparem o orçamento de rastreamento dos mecanismos de busca que estão fazendo o processo de crawling pelo site.

Esse orçamento de rastreamento é melhor gasto em, obviamente, páginas que realmente importam.

Devido a um erro no Yoast, as configurações para redirecionar as páginas da imagem não estavam sendo transmitidas corretamente ao atualizar de uma versão mais antiga do plug-in para o Yoast SEO 7.0-7.0.2.

Se você tivesse configurado essas páginas de imagem para redirecionar, essa configuração nem sempre seria convertida corretamente para a configuração mais nova, o que terminava levando a páginas de imagem rastreáveis ​​(e indexáveis ​​dependendo das outras configurações).

Uma citação da explicação de Yoast sobre o bug:

“… Como resultado disso, muitos URLs de anexos entraram no índice do Google. Alguns desses sites estão sofrendo de problemas semelhantes aos do update Panda. ”

Logo após o lançamento do bug ter sido feito, uma nova versão foi feita com uma correção de bug, no entanto, as configurações originais não puderam ser (e dificilmente serão) restauradas.

Usuários Afetados do Yoast SEO Upset

Usuários Afetados

De acordo com a própria Yoast, o erro que ocorreu não afeta todos os usuários do plugin. No entanto, caso as visitas de seu site tenham despencado desde o dia 6 de Março, é muito provável que o seu site esteja sendo prejudicado por conta do plugin.

Leia o anúncio oficial no Yoast sobre o assunto

Yoast postou um anúncio oficial (em inglês) em seu blog sobre o assunto e este não deve ser ignorado. Principalmente se você suspeita que foi afetado pelo problema em questão.

Vá diretamente ao blog do Yoast ler o anúncio e aplicar as soluções recomendadas se você for afetado pelo Bug do Yoast SEO 7.0.

Há várias informações no blog, incluindo uma declaração do John Mueller do Google sobre o ocorrido.

 



Mais de Rotamáxima Marketing Digital

Procurar conteúdo